Ouvido inflamado (otite): principais causas e o que fazer

Especialista da área:
atualizado em 02/04/2022

Se você já teve problemas com dor e coceira no ouvido, ou a sensação de que ele está entupido, sabe o quanto isso é incômodo e, muitas vezes, incapacitante. Quando esses sintomas aparecem nos bebês e nas crianças, elas ficam agitadas e choram muito. Esses sintomas são característicos de ouvido inflamado, uma situação bastante comum.  

Se a inflamação no ouvido for tratada corretamente, você pode ter o alívio dos sintomas já nos primeiros dias de tratamento. Sendo assim, é necessário se consultar com um especialista para que seu ouvido seja examinado e a causa do problema identificada. 

  Continua Depois da Publicidade  

O termo médico para ouvido inflamado é otite, que é usado para diferenciar as inflamações de acordo com a região do ouvido afetada ou pelas condições que as causam, podendo ser: otite externa, otite média aguda e otite média crônica. 

A otite pode atingir pessoas de qualquer idade, mas as crianças e os bebês são os mais atingidos, porque as delicadas estruturas do ouvido ainda estão em desenvolvimento. 

Otite de bebê
É muito comum bebês sofrerem de otite

Veja quais são as principais causas da inflamação no ouvido e o que fazer em cada uma delas. 

Otite externa

A otite externa ocorre quando uma bactéria infecta e inflama a pele do canal auditivo. É mais comum acometer crianças, que podem ficar mais expostas ao calor e à umidade. Essa exposição pode acontecer em momentos de lazer, na praia ou na piscina. Por essa otite estar relacionada à água, é popularmente conhecida como “ouvido de nadador“. 

Por isso, é muito importante saber como tirar a água do ouvido, para evitar a ocorrência de otite externa. 

  Continua Depois da Publicidade  

A infecção bacteriana pode se manifestar através de um furúnculo ou por meio de uma inflamação em todo canal auditivo, caracterizando a otite externa difusa grave. 

Há outros fatores que podem causar a otite externa, como: 

  • Uso de fones de ouvido 
  • Uso de próteses auditivas
  • Uso de cotonetes 
  • Acúmulo de água no ouvido
  • Alergia tópica a uma pomada ou creme usado no ouvido. 

Sintomas 

  • Dor de ouvido 
  • Secreção amarelada ou esbranquiçada
  • Coceira no ouvido
  • Vermelhidão na orelha
  • Perda de audição 
  • Descamação da pele do canal auditivo

O que fazer

Ao perceber os sintomas de otite externa, marque uma consulta com um médico especialista, como otorrinolaringologista ou pediatra, no caso das crianças. Normalmente, o diagnóstico é clínico, feito após um exame detalhado do ouvido e dos sintomas relatados pelo paciente. 

O médico pode indicar o uso de medicamentos anti-inflamatórios, para reduzir a inflamação e, se houver secreções, o especialista pode receitar antibióticos, para combater a bactéria causadora da inflamação. 

O período de tratamento da otite externa varia de acordo com a causa da inflamação. Quando o tratamento requer apenas analgésicos e anti-inflamatórios, a sua duração é em torno de 5 a 7 dias. Se for necessário o uso de antibióticos, o tratamento pode durar em torno de 8 a 10 dias

Para prevenir o problema, considere essas dicas: 

  Continua Depois da Publicidade  

  • Ao lavar o cabelo, incline a cabeça para frente e seque os ouvidos logo em seguida.
  • Quando for na piscina ou na praia, coloque algodão umedecido com um pouco de vaselina no ouvido, para evitar a entrada de água. Você também pode adquirir tampões de ouvido feitos especialmente para isso.

Otite média aguda

A otite média aguda é uma inflamação provocada por vírus ou bactéria, em consequência de complicações de resfriado ou alergia. Essa inflamação pode acometer pessoas de qualquer idade, sendo mais comum em crianças de 3 meses a 4 anos de idade. 

O ouvido inflamado é mais comum nessa faixa etária porque as estruturas do ouvido médio, tímpano, câmara timpânica, trompa de Eustáquio e os pequenos ossos do ouvido, ainda estão em desenvolvimento e não funcionam adequadamente, o que facilita a inflamação. 

Crianças com fenda palatina ou com fissura labiopalatina também apresentam, com frequência, a otite média aguda, por conta das alterações anatômicas e funcionais da tuba auditiva. 

Crianças que ficam expostas, com frequência, a pessoas fumantes, também têm maiores riscos de ter ouvido inflamado, visto que estão mais suscetíveis às infecções do trato respiratório. 

Sintomas

  • Dor de ouvido muito forte 
  • Secreção no ouvido 
  • Perda de apetite 
  • Vermelhidão no ouvido 
  • Febre 
  • Diminuição da audição
  • Ruptura da membrana do tímpano: acontece em casos mais graves e, nesse caso, a secreção pode ser acompanhada de sangue. 

O que fazer

Normalmente, o organismo dá conta de resolver a otite média aguda, mas é importante consultar um médico especialista, como otorrinolaringologista ou pediatra, se a dor no ouvido durar mais do que 2 dias, ou se a criança apresentar febre alta (acima de 39,5 ºC), tontura ou diminuição auditiva. 

Para fazer o diagnóstico, o especialista avalia os sintomas e examina o ouvido. Esse exame é bem simples e é realizado no próprio consultório, com um aparelho chamado otoscópio. 

  Continua Depois da Publicidade  

O médico pode prescrever o uso de analgésicos e anti-inflamatórios para aliviar os sintomas e também receitar um antibiótico, em casos de dor intensa e febre alta.

O período de tratamento dura em torno de 5 a 10 dias, dependendo da intensidade dos sintomas e do tratamento indicado pelo médico. 

No caso da otite média aguda, também há algumas medidas que podem complementar o tratamento indicado pelo médico, como fazer compressa morna na região externa do ouvido, para amenizar a dor. 

Para preparar uma compressa morna para o ouvido inflamado é muito simples, basta pegar uma toalha e aquecê-la com o ferro de passar roupa, até uma temperatura que não machuque a pele. 

Otite média crônica

Dor no ouvido
Para casos de otite crônica, pode até ser feito um procedimento cirúrgico

A otite média supurativa crônica está relacionada com perfurações do tímpano, que causam perda auditiva e outros sintomas no ouvido, sem envolver dor. 

A perfuração do tímpano pode acontecer por trauma acústico, por causa de sons muito altos, ou mecânico, pela inserção de brinquedos e cotonete. Ela também pode ser decorrente da obstrução da tuba auditiva. 

A otite média crônica pode se tornar exacerbada após infecções no trato respiratório, ou por entrada de água na perfuração do tímpano, provocando a intensificação dos sintomas. 

A otite média crônica pode se agravar com a danificação das estruturas da orelha média, inclusive dos pequenos ossos que conectam o tímpano ao ouvido interno. Isso pode levar ao bloqueio parcial ou total da condução do som do ouvido externo ou médio para o ouvido interno, resultando em deficiência auditiva

A otite média crônica apresenta riscos de complicações graves, como meningite, surdez e paralisia facial. Por esse motivo, é importante o acompanhamento de um especialista. 

Sintomas 

O que fazer

Ao começar a sentir os primeiros sintomas, consulte um otorrinolaringologista para que seu ouvido seja examinado e o tipo de otite seja definido e, assim, o melhor tratamento pode ser indicado. 

Em casos em que a otite média crônica piora, o especialista pode prescrever antibióticos e corticoides, seja por via oral ou gotas aplicadas diretamente no ouvido inflamado. O período de tratamento com esses medicamentos pode durar de 6 a 10 dias.

Se você tiver otite crônica, é importante se prevenir para não deixar água entrar no seu ouvido. Se a água entrar, ela pode molhar a perfuração do tímpano e promover uma inflamação com sintomas. 

Para reparar a perfuração no tímpano, é feito um procedimento cirúrgico chamado timpanoplastia. O objetivo dessa cirurgia é curar a doença e restaurar os mecanismos da tuba auditiva. 

Fontes e referências adicionais

Você já teve seu ouvido inflamado? Se sim, sabe qual tipo de otite você teve? Você já sentiu alívio da dor com a compressa morna? 

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

Deixe um comentário