Psicólogo Revela Truques, como Cheirar a Comida, para Ajudar a Emagrecer

O professor Charles Spence, da Universidade de Oxford, acredita que pode ser possível sentir-se satisfeito enquanto consome menos calorias com alguns truques mentais que enganam o seu cérebro para manter hábitos saudáveis.

Spence, que ajuda Heston Blumenthal a criar suas experiências alimentares multisensoriais, afirma que o prazer por alimentos é em grande parte emocional.

Ele sugere que você absorva ao máximo o aroma e a textura de uma refeição para que o cérebro possa dizer com maior facilidade quando ele já teve o suficiente daquilo. Por exemplo, beber de canudo suprime muito do aroma de uma bebida, o que pode levar ao consumo excessivo.

“Quanto mais sensações alimentares você puder reunir, melhor”, disse o professor Spence.

“Um aroma mais forte, mais textura, tudo ajuda o seu cérebro a decidir quanto e quando é suficiente. Nunca se deve usar um canudo para beber. Ele elimina todas as sugestões olfativas que normalmente são uma grande parte do prazer.”

“Certifique-se de inalar o aroma de sua comida com frequência, afinal, este é o local onde a maioria do prazer reside.”

Spence acrescenta: “Também não beba água com gelo durante as refeições, pois isso entorpece as papilas gustativas, completamente.”

“Alguns pesquisadores chegaram mesmo a sugerir que a preferência norte-americana por alimentos altamente açucarados pode, em parte, estar ligada à água com gelo que eles bebem nas refeições”.

Em seu novo livro Gastrophysics, o Professor Spence também incentiva as pessoas a comerem em pratos menores – e se possível, vermelhos. A pesquisa mostrou que comer em um prato que é duas vezes o tamanho normal pode fazer com que as pessoas comam 40% mais. A cor vermelha desencadeia a evitação no cérebro e faz as pessoas sentirem menos fome.

Comer em uma tigela pesada apoiada no colo, em vez de comer na mesa, também engana o cérebro para comer muito menos, porque o peso engana a mente para pensar que há mais comida no prato.

“Tente comer devagar e conscientemente, e sim, isso significa desligar a TV”, acrescentou. “Comer com a TV ligada é uma das piores coisas que você pode fazer em termos de aumento do consumo. As pessoas comem 15% mais com a televisão ligada.”

O que você achou dessas sugestões de truques que o professor Spence listou para ajudar a comer menos? Acredita que podem funcionar com você? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário