Uma Popular Vitamina para Mulheres Está Interferindo em Exames Médicos

Especialista:
atualizado em 29/01/2020

Existem algumas correntes que acreditam que a maioria dos suplementos não funciona de verdade e que as regulamentações vagas permitem que os fabricantes de suplementos às vezes comercializem produtos com pouca qualidade ou até mesmo inseguros para os consumidores.

Mas mesmo assim, o consumo de muitos suplementos continua em alta no mundo todo, até porque muitos de fato apresentam resultados significativos. É o caso da biotina – muitas mulheres que tomam este suplemento realmente vêem seus cabelos crescerem cada vez mais e mais forte. Uma pequena chance de cabelos e unhas mais fortes parece valer a pena o custo relativamente baixo, certo?

Acontece, no entanto, que, na realidade, pode haver um risco associado ao consumo de biotina, além dos geralmente associados a tomar suplementos mal regulamentados. A FDA (Food and Drug Administration, dos EUA) emitiu um aviso de que a biotina pode interferir nos resultados de certos exames médicos.

“A biotina no sangue ou outras amostras colhidas de pacientes que estão ingerindo altos níveis de biotina em suplementos podem causar resultados de exames de laboratório incorretos clinicamente significativos”, advertiu a agência em sua declaração. “A FDA viu um aumento no número de eventos adversos relatados, incluindo uma morte, relacionada à interferência da biotina em exames laboratoriais”.

A biotina, às vezes também conhecida como vitamina H, é uma vitamina do complexo B encontrada comumente em multivitamínicos (especialmente os femininos), suplementos para o cabelo, pele e crescimento das unhas e vitaminas pré-natais. A questão é que esses produtos podem conter níveis de biotina até 650 vezes maiores do que a ingestão diária recomendada.

A FDA observa que, recentemente, houve um aumento na quantidade de relatórios em que o suplemento popular distorceu os resultados do teste, causando resultados falsamente altos ou falsamente baixos, dependendo do teste.

Muitos exames laboratoriais usam a tecnologia da biotina como parte do teste porque ela pode se relacionar com proteínas específicas que podem ser medidas para detectar certas condições de saúde. Muitas vezes é usada em exames hormonais e exames para marcadores de saúde cardíaca. Em um caso, a FDA disse que a biotina parece ter interferido em um teste para troponina, um biomarcador usado no diagnóstico de ataques cardíacos. Um teste de troponina falsamente baixo resultou em um diagnóstico errado em uma paciente com altos níveis de biotina e a paciente morreu.

A agência lançou novas recomendações para médicos, laboratórios e consumidores que recomendam aos consumidores a conversar com o médico sobre os suplementos que possam tomar e estar ciente de que alguns suplementos podem ter altos níveis de biotina, mesmo que esses níveis não estejam claramente rotulados.

Você já experimentou a suplementação de biotina? Toma regularmente esta vitamina? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário