Videira Vermelha – Para Que Serve, Benefícios e Propriedades

Especialista:
atualizado em 20/12/2019

Você já ouviu falar da videira vermelha? Saberia dizer o que é isso?

Trata-se de uma planta medicinal também conhecida pelo nome de vigne rouge, cujo nome científico é vitis vinifera. Ela recebe esse nome graças ao fato de sua folhagem ficar avermelhada no período do outono.

A planta pode ser encontrada na região sul da Europa e é a espécie de videira mais produzida no continente europeu.

A videira vermelha é composta por propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, antienvelhecimento e estimulante em relação à circulação sanguínea. Ela ainda possui vitamina B3, vitamina C, polifenóis e flavonoides em sua composição.

Para que serve? Os benefícios da videira vermelha 

A videira vermelha está associada a uma série de benefícios. Alguns deles você confere na lista a seguir:

– Normalização da circulação sanguínea

A planta medicinal aumenta o fluxo de oxigênio e nutrientes nas células, o que resulta na maximização das atividades celulares e na diminuição de processos inflamatórios. Seu teor de antioxidantes ainda atua na potencialização da circulação sanguínea periférica.

O extrato das folhas da videira vermelha tem sido utilizado há muitos anos para manter uma circulação saudável na região das pernas. Ao contribuir com a circulação, o extrato da planta também pode prevenir ou amenizar o desconforto causado por dores, inchaço ou cansaço das pernas em decorrência de permanecer sentado ou na posição em pé por bastante tempo.

– Efeito diurético

A videira vermelha combate a retenção de líquidos e consequentemente o inchaço do corpo devido ao fato de promover a eliminação do excesso de água presente no organismo por meio da urina.

– Prevenção e tratamento de distúrbios venosos

A planta possui uma atividade tônica venosa e, portanto, contribui com o combate a distúrbios venosos (referente às veias) como varizes, hipertensão arterial, hemorroidas, inchaço nos membros inferiores, equimose (infiltração de sangue nos tecidos), rosácea (doença na pele que causa vermelhidão) e flebite (doença que afeta as veias das extremidades do corpo).

Uma pesquisa com duração de 12 semanas, realizada com pessoas com idade entre 25 e 75 anos idade, avaliou os efeitos do extrato da videira vermelha em indivíduos que se encontravam no estágio 1 ou 2 da insuficiência venosa crônica.

O resultado foi que tanto a administração diária de uma dose pequena, de 360 mg, quanto de uma dose alta, de 720 mg, mostrou ser segura e eficiente em casos moderados de insuficiência venosa crônica. Entretanto, aqueles que tomaram a dose maior experimentaram uma melhoria mais eficiente e duradoura.

O extrato da planta auxiliou na diminuição de sintomas da condição como o inchaço na parte superior da perna, que é causado pela retenção de líquido.

Mesmo com o resultado animador, para quem sofre com a doença, deixamos a recomendação de buscar orientação de seu médico antes de utilizar a videira vermelha, para ter certeza e segurança de que ela é realmente adequada para o seu caso.

– Elasticidade e firmeza da pele

Efeitos observados graças à ação de aumento da resistência das fibras de colágeno promovida pela videira vermelha. 

– Saúde das paredes das veias

O complexo de flavonoides encontrados na videira vermelha pode ajudar no fortalecimento e na reparação de paredes das veias que estejam enfraquecidas ou diluídas (estreitas, afinadas).

– Alívio a cãibras musculares

Acredita-se ainda que a planta medicinal possa colaborar com o tratamento de cãibras musculares noturnas que atingem a região das pernas.

Cuidados com a videira vermelha 

Ainda que seja uma planta medicinal considerada segura, pessoas que sofrem com hipotensão – pressão arterial baixa – ou fazem uso de medicamentos anticoagulantes devem consultar o médico de sua confiança para garantir que o consumo da videira vermelha é seguro em seu caso.

Mulheres grávidas ou que estejam em processo de amamentação de seus bebês e indivíduos diagnosticados com problemas no fígado ou nos rins não podem ingerir a planta. Além disso, ao ser consumida em excesso ela pode causar dores de cabeça e problemas gastrointestinais moderados.

Antes de utilizar a planta medicinal como auxiliar para qualquer tipo de tratamento de saúde, não deixe de consultar o seu médico de confiança como forma de se certificar de que a videira vermelha realmente contribuirá com o seu caso em particular e que não fará mal à sua saúde.

Receitas com a videira vermelha 

Confira a seguir algumas receitas que levam a planta medicinal.

1. Chá para escalda-pés

Este chá não é para ser ingerido – serve para ser utilizado como escalda-pés como forma de aliviar as frieiras, diminuindo o inchaço. A receita também pode contribuir com a redução de dores nas pernas, no entanto, para que isso aconteça é necessário que elas fiquem submergidas no chá.

Ingredientes: 

  • 5 colheres de sobremesa de folhas de videira vermelha;
  • 5 xícaras de água.

Modo de preparo:

  1. Misturar os ingredientes em uma panela. Levar ao fogo e deixar ferver durante 10 minutos;
  2. Desligar o fogo e deixar descansar por mais 10 minutos;
  3. Coar e, quando o líquido estiver morno, passar para uma bacia e colocar os pés. Repetir o procedimento uma vez a cada semana, preferencialmente no período noturno. Acredita-se que assim a frieira desapareça gradativamente, em algumas semanas.

2. Chá combinado com outras ervas

Esta receita de chá traz outras ervas na lista de ingredientes e serve para melhorar a circulação das extremidades inferiores do corpo, diminuir a inflamação na parede das veias, auxiliar a aliviar as dores das pernas pesadas, o formigamento e as cãibras musculares. Ao contrário da receita anterior, este chá deve ser ingerido.

Ingredientes:

  • Hamamélis;
  • Gilbardeira;
  • Videira vermelha;
  • Vara-de-ouro;
  • Mel ou açúcar;
  • Água.

Modo de preparo:

  1. Juntar as ervas e misturar quantidades iguais de cada uma delas em um recipiente;
  2. Ferver uma xícara de água e acrescentar a medida de uma colher de sopa na água fervida;
  3. Aguardar 10 minutos, coar e adoçar com mel ou açúcar. A recomendação é tomar três xícaras do chá, sendo que cada porção deve ser ingerida após uma refeição. Porém, atenção: este tratamento não deve ser seguido por um período mais longo do que três meses.

Você já conhecia a videira vermelha e seus benefícios para a saúde e boa forma? O que achou destas formas de preparo e consumo da planta medicinal? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

1 comentário em “Videira Vermelha – Para Que Serve, Benefícios e Propriedades”