Vitamina E para acne

Vitamina E para Acne Funciona?

Dor de cabeça para adolescentes e também pessoas mais velhas, a acne é desenvolvida quando secreções oleosas que vêm das glândulas sebáceas tampam as pequenas aberturas dos folículos capilares (poros obstruídos). Quando as aberturas são largas, essas obstruções aparecem na forma de manchas pequenas e lisas com o centro escurecido.

Já quando as aberturas permanecem pequenas, o que se tem são obstruções na forma de protuberâncias pequenas e com cor de carne. Ambos os tipos podem tornar-se inflamações inchadas e macias, espinhas, caroços mais profundos ou nódulos.

A condição geralmente começa durante a puberdade entre as idades de 10 e 13 anos e costuma ser pior em pessoas que possuem a pele oleosa. A acne dos adolescentes usualmente dura de cinco a 10 anos e normalmente vai embora durante a faixa inicial dos 20 anos de idade.

Trata-se de um problema que atinge ambos os sexos, ainda que os meninos adolescentes tenham mais tendência a apresentar os casos mais severos.

E engana-se quem pensa que a acne atinge somente aqueles que estão passando pela puberdade: aproximadamente 20% dos casos da condição ocorrem em adultos e as mulheres são mais propensas do que os homens a ter formas leves a moderadas de acne dos 30 anos para a frente.

A vitamina E

Antes de sabermos se a vitamina E para acne funciona, vamos conhecer, de maneira geral, a importância do nutriente para o nosso organismo.

Pois bem, a vitamina E é uma vitamina solúvel em gordura, que também é classificada como um antioxidante, ou seja, o nutriente auxilia a proteger o organismo contra os danos provocados pelos radicais livres, substâncias que podem fazer mal para as células, os tecidos e os órgãos.

Acredita-se ainda que os radicais livres contribuam com determinadas condições associadas ao envelhecimento.

Mas não é somente por isso que a vitamina E é conhecida: o nutriente também é necessário para manter o sistema imunológico forte contra vírus e bactérias, é importante para a formação dos glóbulos vermelhos e auxilia o organismo a utilizar a vitamina K.

A vitamina E também ajuda a ampliar os vasos sanguíneos e impede os coágulos de sangue dentro desses vasos, além de ser utilizada para que as células interajam umas com as outras e executam importantes funções.

E então, será que a vitamina E para acne funciona?

A relação da acne com a vitamina E ainda não foi muito bem estudada. Ainda assim, um estudo publicado, realizado por um pesquisador da Turquia e demais colegas, demonstrou que pessoas com acne tinham deficiência de vitamina E, vitamina A e zinco.

Com isso, o conselho é se esforçar para quantidades adequadas do nutriente todos os dias. Segundo o Office of Dietary Supplement (Agência de Suplementos Alimentares, tradução livre) dos Institutos Nacionais de Saúde, isso significa 15 mg de vitamina E para homens e mulheres a partir dos 14 anos de idade.

A lista de alimentos que possuem vitamina E inclui: vegetais verdes folhosos, aspargos, nozes, sementes, azeitonas e azeite de oliva.

Ainda que a vitamina E seja um nutriente benéfico, associado aos cuidados com a pele e comercializado como uma cura para a acne, a sua efetividade neste sentido pode ser limitada.

Uma pesquisa – divulgada na publicação Clinical and Experimental Dermatology (Dermatologia Clínica e Experimental, tradução livre) – analisou o sangue de 100 pessoas que tinham a acne. Os pesquisadores identificaram que eles tinham níveis baixos de vitamina A e de vitamina E, sendo que quanto mais baixos eram os níveis de vitamina A, pior era o quadro da condição.

Conforme a pesquisa, a suplementação com ambas as vitaminas melhorou a acne, desse modo, supõe-se que uma deficiência de vitamina E realmente possa contribuir com o desenvolvimento da acne.

Assim, de acordo com eles, entende-se que uma suplementação poderia aliviar a deficiência, eliminando a condição que permitiu o desenvolvimento da acne. Entretanto, não se sabe se os mesmos resultados seriam atingidos sem a suplementação de vitamina A – já que a pesquisa utilizou a suplementação das suas vitamina.

No mesmo sentido, pesquisadores da Suécia estudaram 42 homens e 47 mulheres e concluíram que as pessoas que consumiram selênio em conjunto com vitamina E durante 12 semanas melhoraram a sua pele, especialmente em relação à acne.

Porém, mais uma vez, pelo menos de acordo com o que foi relatado, o estudo não avaliou o uso da vitamina E para acne e pele em geral. Portanto, não podemos apontar o papel específico do nutriente neste sentido.

Por outro lado

Ainda que a vitamina E seja um ingrediente comum de ser encontrado em loções e sabonetes hidratantes e que as suas propriedades antioxidantes possam proteger contra danos provocados pelo sol e rugas, não existem evidências que ele possa auxiliar a amenizar a acne.

O uso tópico de vitamina E costuma ser destinado para pessoas com a pele muito seca. Pelo fato da vitamina E ser um óleo, uma aplicação tópica na pele propensa à acne pode até piorar a situação.

Cuidados com a vitamina E para acne

Antes de utilizar qualquer produto tópico ou suplemento com vitamina E que prometa ajudar em relação à acne, é fundamental que você converse com um dermatologista.

O profissional é qualificado para analisar a sua pele, detectar o seu nível de acne e determinar qual o tratamento indicado para o seu caso.

Tomar suplementos de vitamina E sem consultar o médico pode ser perigoso porque existe o risco de que você ingira doses muito elevadas do nutriente. Por isso, consulte o médico para saber se esse produto não é contraindicado para você e qual a dosagem segura para você utilizá-lo.

Segundo o Office of Dietary Supplements (Agência de Suplementos Alimentares, tradução livre) dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, pesquisas não encontraram efeitos colaterais do consumo de vitamina E por meio de alimentos.

Entretanto, a agência alertou que dois experimentos clínicos identificaram um risco elevado de acidente vascular cerebral hemorrágico em pacientes que tomavam alfa-tocoferol (uma forma de vitamina E).

A instituição também informou que doses elevadas de suplementos alfa-tocoferol podem provocar hemorragia e interromper a coagulação sanguínea em animais e que estudos in vitro sugeriram que essas doses elevadas podem inibir a agregação de plaquetas

Alertamos que consumir doses 20 vezes maiores do que a recomendada diariamente pode aumentar os riscos de morte.

Referências Adicionais:         

Você já experimentou o uso de produtos de vitamina E para acne? Quais foram os resultados? Conhece alguém que tenha usado e recomende? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*