Astragalus: O Que é, Como Tomar, Efeitos Colaterais e Qual Comprar

Especialista:
atualizado em 18/11/2019

A raiz do Astragalus tem sido usada há séculos na medicina tradicional chinesa. Ela é considerada uma poderosa erva adaptogênica, ou seja, que serve para aumentar a resistência do organismo em situações de desgaste físico, químico e biológico.

O que é o Astragalus e para que ele é usado?

O Astragalus ou simplesmente astragalo é uma planta perene, membro da família da ervilha. Ela possui uma haste pilosa que produz cachos de flores pequenas. A parte principal da planta, no entanto, é sua raiz amarela, utilizada na preparação de chás, extratos, tinturas e tônicos. Embora existam várias espécies diferentes da planta, a maioria dos suplementos encontrados no mercado vem da raiz da Astragalus membranaceus.

A erva é popularmente conhecida por oferecer vários benefícios à saúde, incluindo benefícios para o coração. Também chamado de astragalo, ele parece também funcionar como estimulante do sistema imunológico e possui efeitos antioxidantes que inibem a produção de radicais livres.

A origem do Astragalus

Tradicionalmente, o Astragalus é encontrado na região da China, Coréia, Mongólia e Sibéria. Utilizado como tônico na medicina natural chinesa, ele é apontado como um imunomodulador que age no aumento da resposta do sistema imunológico a determinados microrganismos, incluindo vírus, bactérias e protozoários.

Os chineses acreditam que sua ação se dá especialmente sobre as doenças degenerativas e ele é comumente usado como coadjuvante em quimioterapias. A raiz de Astragalus pode ser tomada regularmente como um preventivo durante a temporada de gripes e resfriados.

Os componentes ativos da raiz de Astragalus

A raiz do Astragalus contém diversos princípios ativos como flavonoides (compostos bioativos que têm como função a proteção contra danos oxidativos). Ele também possui minerais e outros princípios ativos que o colocam entre os suplementos capazes de reduzir o colesterol total, ter ação anti-inflamatória, cicatrizante, hipoglicêmica e imunomoduladora, além de ter um papel fundamental no desempenho das funções cerebrais. Veja a lista completa de componentes desta raiz:

  • Saponinas Triterpênicas: astragalosídeos e isoastragalosídeos;
  • Polissacarídeos: astragalano e astraglucano;
  • Flavonóides: calicosina, kimatakenina, isoliquiritigenina, isoramnetina, kempferol, ramnocitrina e quercetina;
  • Aminoácidos: alanina, arginina, asparagina, ácido aspaártido, GABA, ácido glutâmico, prolina, entre outros;
  • Sais minerais: cálcio, cromo, cobalto, ferro, magnésio, molibdênio, potássio, rubídio, selênio, sódio, titênio, vanádio e zinco;
  • Ácidos icotínico, fólico, linolêico, linolênico e palmítico.

As propriedades e os benefícios atribuídos ao Astragalus advêm, provavelmente, da combinação destes vários componentes.

8 Propriedades e possíveis benefícios do Astragalus

Diversas pesquisas colocam o Astragalus como um suplemento imunoestimulante, anticarcinogênico, antiviral, antioxidante, hepatoprotetor e hipotensor. Veja detalhadamente cada uma destas propriedades já apontadas em alguns estudos realizados.

1 – Efeito imunomodulador – Fortalece o sistema imunológico

O Astragalus tem sido usado para aumentar a resposta do sistema imunológico no tratamento de gripes e infecções do trato respiratório superior. Em um estudo epidemiológico feito na China, envolvendo 1000 voluntários, foi reportado um efeito preventivo contra a gripe comum. Constatou-se que a administração de Astragalus, tanto na forma oral como em spray nasal, diminuiu a incidência da gripe, bem como seus sintomas.

2 – Ação anticarcinogênica – Ajuda na prevenção contra o câncer

Alguns estudos avaliaram o uso do Astragalus no tratamento do câncer, tanto como um agente direto de contenção da doença – sendo utilizado sozinho; como em função coadjuvante, usado combinado com outras substâncias como o Ligustrum (Ligustrum lucidum). Pacientes com câncer de mama utilizaram a combinação Astragalus/ Ligustrum associado ao tratamento convencional, mostraram uma diminuição significativa do índice de fatalidades pela doença.

O Astragalus apresentou efeito quase insignificante no tratamento de câncer do útero. No entanto, em outro estudo, que avaliou a combinação da planta para o tratamento convencional de câncer de pulmão, houve um aumento significante na sobrevida dos pacientes.

3 – Age como protetor do coração e do sistema circulatório

São as propriedades antioxidantes do astrágalo que parecem reforçar alguns músculos específicos do coração e melhorar a circulação do sangue. Como resultado, pacientes que sofreram infarto agudo do miocárdio podem se recuperar mais rápido e melhor com o uso do suplemento.

Ele possui agentes químicos que podem ajudar os vasos sanguíneos a relaxarem e pode ser benéfico no tratamento de diferentes doenças cardíacas. Além disso, o Astragalus é considerado um diurético capaz de reduzir a pressão sanguínea e é também uma opção na luta contra os níveis elevados de colesterol.

4 – Protege o fígado e ajuda a tratar a hepatite crônica

Na China o Astragalus é comumente utilizado no tratamento da hepatite crônica. De acordo com alguns estudos, com cerca de dois meses de tratamento com esta raiz, os níveis elevados de enzima SGPT (associada à hepatite), retornam ao normal assim como os sintomas causados pela hepatite nos pacientes testados. Em outro estudo, onde foi utilizada uma preparação injetável do astragalo, foi reportada uma diminuição desta mesma enzima em 80% dos pacientes.

5 – Efeito antiviral

O Astragalus é uma erva que age impulsionando o trabalho do sistema imunológico aumentando a defesa do corpo contra vários tipos de vírus. A planta pode ser usada na forma de cápsula, tintura ou mesmo adicionado aos alimentos para esta finalidade.

6 – Ação antioxidante e protetor celular

Os flavonoides são os principais constituintes antioxidantes do astragalo. Eles exercem efeitos importantes na proteção da constituição celular e podem agir contra doenças cardiovasculares, pulmonares, renais e hepáticas.

Estudos mostram seu efeito como inibidor da produção de radicais livres e também da oxidação de gorduras no organismo. Os radicais livres estão associados ao envelhecimento e também a uma série de doenças degenerativas.

7 – Efeito tonificante contra a fadiga

O Astragalus parece ter propriedades tônicas que ajudam no bem-estar geral. Um estudo publicado pelo jornal Clinical Investigative Medicine, avaliou a capacidade do Astragalus de reduzir a fadiga em pacientes com câncer avançado. Os pacientes foram tratados com um extrato purificado de Astragalus Membranaceous em dois ciclos de um mês. Após o primeiro mês, 82% dos pacientes relataram sentir-se melhor e com mais energia. No mês seguinte, 71% do grupo restante relatou melhora na energia, vitalidade e sensação de jovialidade.

8 – Efeito antidiabético

O consumo do Astragalus em pacientes diabéticos tem se mostrado eficiente para um melhor controle do açúcar no sangue. O uso da planta melhora a saúde das células e conduz a uma melhora na sua habilidade em metabolizar diferentes nutrientes.

De acordo com estudos feitos em animais e também humanos, as saponinas, isoflavonas e polissacarídeos no Astragalus podem diminuir a glicose no sangue e alterar a sensibilidade do paciente à insulina.

Como tomar Astragalus e Qual comprar?

A espécie de Astragalus comumente encontrada é a Astragalus Membranaceous. Ela pode ser adquirida na forma de raiz, tintura, ou de extrato – tanto em pó como em cápsulas.

Das formas apontadas, é mais comum encontrar o Astragalus como extrato seco, solúvel em água.

Você deve tomar preparações de raiz astragalo com um copo cheio de água. Por ser à base de plantas, recomenda-se tomar uma boa quantidade de líquidos com este medicamento para evitar bloqueio no esôfago ou intestino. Não tome raiz de astragalo por mais de sete dias consecutivos, a menos que seja prescrito pelo seu médico. O medicamento também deve ser interrompido em casos de gravidez, amamentação, se houver dificuldade em engolir ou se o paciente estiver tomando medicamentos imunossupressores.

Indicações e dosagem recomendada para ingestão de Astragalus

A raiz de Astragalus pode ser tomada por crianças e adultos, mas a dosagem varia de acordo com a indicação, o tipo de preparação e o tamanho do indivíduo. Vale consultar o seu médico ou fitoterapeuta para saber a dose correta para cada pessoa.

Ela é indicada como coadjuvante no tratamento de infecções virais, gripes e influenza. Como imunomodulador, promove o aumento da histamina – composto orgânico envolvido nos processos bioquímicos de respostas imunológicas.

Também é indicado no tratamento da diarreia crônica, edemas, sangramento anormal uterino além de cardiotônico. É muito utilizado como complemento nos tratamentos de quimioterapia e como estimulante geral em situações de fadiga e estresse.

Embora haja variação na dosagem prescrita conforme mencionado anteriormente, a ingestão do extrato de Astragalus em pó, é geralmente divida em até quatro doses diárias. Na forma de tintura, recomenda-se entre três e 5 ml até três vezes ao dia. Quando a opção é o chá da raiz, recomenda-se ferver até 12 gramas de raízes secas em 250 ml de água, devendo ser tomado três vezes ao dia.

Efeitos colaterais e precauções no uso de Astragalus

Astragalus é geralmente tomado em combinação com outros suplementos de ervas. Quando usado adequadamente, ele parece ser muito seguro e tem poucos efeitos colaterais. Todavia, doses elevadas podem sobrecarregar o sistema imunológico.

A planta pode interferir na efetividade de medicamentos corticosteroides como Nasacort, Benocase, Vancenase, Decadron, Deltasone, Medro, Hidrocortisona e Prednisolona assim como em imunossupressores como Imuran, CellCept, Ciclosporina, Prograf, Rapmune e Zenapak.

Mulheres grávidas ou amamentando não devem usar a raiz.

Se você tiver uma doença do sistema imunológico, tal como esclerose múltipla, lúpus (lúpus eritematoso sistêmico, LES), artrite reumatoide, ou outra condição definida como autoimune, você não deve usar a raiz Astragalus.

Não estenda o consumo por mais de sete dias a menos que seja por recomendação médica.

O uso de Astragalus no tratamento de animais domésticos

O Astragalus tem sido usado na medicina tradicional chinesa há milhares de anos para tratar humanos, mas veterinários também descobriram seus benefícios no cuidado com animais domésticos. Ele é usado principalmente para fortalecer o sistema imunológico ou durante o período de recuperação pós-cirúrgica.

A raiz do Astragalus (Astragalus membranaceus) é a parte da planta que é utilizada para fins medicinais nos animais. O extrato pode ser encontrado em lojas de alimentos naturais.

A erva é usada frequentemente para estimular o sistema imunológico, para combater infecções, ou tratar doenças crônicas em cães, gatos, peixes e cavalos. Ele é um dos únicos medicamentos naturais capaz de estimular algumas funções imunológicas enquanto suprime outras que precisam ser evitadas dependendo do tratamento.

O Astragalus tem propriedades antibacterianas, antivirais e anti-inflamatórias. Ele também melhora a circulação dos rins, normaliza a função cardíaca, estimula a atividade de células do sistema imunológico, fortalece a digestão, aumenta a atividade metabólica e aumenta a síntese de ADN no fígado de animais de estimação.

Condições específicas para o uso de raiz de Astragalus em animais

  • Tratamento de hipertireoidismo em gatos
  • Em cavalos com Mieloencefalite Protozoária Equina
  • Para fortalecer o sistema imunológico em tratamentos contra o cancer
  • Na recuperação de terapias de longo prazo a base de esteroides
  • Tratamento de doenças renais
  • Para tratar a Tosse Canina (Bordetella bronchiseptica) e outras doenças respiratórias
  • Em casos de problemas do coração
  • Para infecção da bexiga
  • Lúpus
Fontes e Referências Adicionais:

Você conhece alguém que já tenha usado a suplementação de Astragalus? Para qual efeito foi tomado? Você está pensando em usá-la para qual fim? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (222 votos, média: 3,96 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário

120 comentários em “Astragalus: O Que é, Como Tomar, Efeitos Colaterais e Qual Comprar”

  1. Uso astragalua há um ano. Muitas enfermidades curadas, mas pricipalmente a imunidade (me gripava constantemente) e cura da hipertensão. A verdade é que também passei a adotar uma alimentação low carb e jejum de 20h por dia. Memória melhorou muito, cabelos pararam de caie, emagreci 44kg

  2. Estou com esgotamento mental, stress e comecei a usar hoje 250mg 2x ao dia. Daqui a uns dias retornarei com resultrados.

  3. Tenho Leucemia linfoide crônica considerada uma sub leucemia. Nessa leucemia as células velhas se recusam a morrer. Estou pensando é tomar o ASTRAGALUS…

      • Mas quem passou essa medicação para ela? ach que so o Hematologista pode indicar não é!? muito obrigada pela atenção

    • A princípio não há contraindicação, mas é importante consultar o médico que receita os antidepressivos.

  4. Estou interessado nesta planta, como possibilidade de alongamento do telômero e na meditação em minha tese.

    • Estou fazendo uso do Astragalus há 2 anos para esse mesmo fim: alongar os telômeros. Tenho uma memória muito boa e sou muito ativa. Também uso vários suplementos naturais derivados de algas e raízes. Tenho um saúde perfeita. Para o Astragalus indico:

      https://www.biovea.com/br/product_detail.aspx?NAME=ASTRAGALUS-1000mg-120-Capsulas-de-Gel&PID=2786&OS=225, produto importado com preço super acessível.

      • Não concordo! Essa dose está altíssima e super pergigosa!! O ideal é não passar de 500mg . Verifiquem no Mercado Livre, pois foi lá que comprei o meu Astragalus importado de 500mg. Abraços!

  5. Gostaria de usar 300 mg dia para o meu cérebro, pois minhas ondas magnéticas não chegam em tempo real é a famosa disritmia cerebral, eu tenho 65 anos parece ser bom para o envelhecimento também eu tenho hipotireoidismo. Se possível me responda se posso ou não usar.
    grata
    Marilu

  6. Preciso saber como toma o Astragalus, para controlar virus herpes,pois a cada semana aparece herpes em mim. E nas materias que tenho lido fala que ele e antiviral.

  7. quero saber quanto tempo devo tomar o astragalus,pois estou tomando para imunidade. aparece em mim herpes, a cada semana.

  8. Quero tomar para minhas membranas do envelhecimento continue esticada assim não fico velha.

    • Olá Maria, já está a tomar Astragalus? Se sim que dosagem e quantos dias por mês?
      Gostava de saber se combate o envelhecimento e se emagrece.
      Obrigada

  9. Tenho 62 anos, faço auto-hemoterapia semanalmente, tomo cloreto magnésio diariamente, tomo centrun diariamente, bebo mais de 2 litros de agua diariamente, caminho 6km diariamente.

    Adotei isso tudo a 1 ano, minha disposição ficou ótima! Tenho pique pra tudo! Minha disposição sexual esta ótima!

    Agora vou acrescentar o ASTROGALUS à minha dieta diária de suplementos… vamos ver!

  10. Peça para manipular em farmácia homeopática 300mg uma cápsula uma vez ao dia emagrece muito estou tamanco há dois meses .

    • Ola amiga quantas capsulas vem no vidro?
      E voce pagou qto? Seria possível me da uma ideia de preço? E qto aos 2 meses de uso voce ta se sentindo bem?… ate awui nao teve feitos colatetais?

    • Faço uso de vários medicamentos para cardiopatia.Atorvastatina,Karvedilol, Enalapril. Uso também 1/4 de 05mg de Varfarina como Anticoagulante e ainda Levotiroxina para Hipotireoide e Hexazozina para Hiperplazia. Com tudo isso, posso usar o Astragalo sem problemas?

  11. Já tomei astragalus 300 mg durante 60 dias e sumiram minhas dores musculares. Lendo essa matéria diz que não se deve tomar mais de 7 dias. Passei a tomar de vez em quando 1 cápsula só quando aumenta muito minhas dores, mas não é a mesma coisa. Alguém sabe dizer porque não se deve tomar por mais de 7 dias? Grata.

    • o Dr Lair Ribeiro diz pra se tomar o Astragalus ” ad eternum” significa “eternamente”. A recomendação dele é uma cápsula de 300 mg ao dia. É assim que faço uso já há dois anos.

    • Embora haja variação na dosagem prescrita de médico para médico, a ingestão do extrato de Astragalus em pó, é geralmente divida em até quatro doses diárias.

    • Pela manhã, pois como aumenta a circulação e energia tomando a noite pode dificultar seu sono te mantendo agitada. as sete da manhã é boelhor horário pois pela medicina Chinesa seu estômago começa a trabalhar as sete da manhã.

  12. Agora nao entendi mais nada…assisti o video do Dr Lair Ribeiro que recomenda tomar uma cápsula de 300mg de astragalus 1 vz ao dia e aqui recomenda tomar só durante 6 dias e parar…afnal o que é certo e pq devo tomar por período tão curto e parar? Quando paro com quantos dias posso voltar tomar…olha isso ficou muito vago e confyso para mim…

    • A dosagem varia de acordo com a indicação, o tipo de preparação e o tamanho do indivíduo. Vale consultar o seu médico ou fitoterapeuta para saber a dose correta para cada pessoa.

  13. Eu pesquisei na internet sobre o Astragalus e lá no finalzinho das indicações e precauções, diz que você deve usar por 7 dias. Pesquisem no Google.

  14. Qual a idade pode tomar Astrogalus ou até mesmo adicionando nos alimento .Sou Da cidade de Dourados MS

    • A raiz de Astragalus pode ser tomada por crianças e adultos, mas a dosagem varia de acordo com a indicação, o tipo de preparação e o tamanho do indivíduo.