Calunga Planta Emagrece? Para Que Serve?

A seguir, você irá descobrir se a calunga planta emagrece. Entretanto, antes disso, precisamos saber o que é essa planta e entender para que serve, não é mesmo?

Pois bem, o nome científico da planta calunga é Aristolochia cymbifera, entretanto, ela também pode ser conhecida pelos nomes de cassau, angelicó, mil-homens, giboinha, jarrinha, papo-de-perú, caçaú e bastarda.

  Continua Depois da Publicidade  

Segundo o Horto Didático de Plantas Medicinais do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Aristolochia cymbifera está presente no Brasil em estados das regiões Sul e Sudeste, até a Bahia.

Confira também uma lista de ervas medicinais para emagrecer que podem ter o uso mais seguro que a calunga planta, com o efeito desejado.

E então, a calunga planta emagrece?

Não foram encontradas informações seguras e confiáveis que indiquem que a calunga planta emagrece. Além disso, o uso desse tipo de planta não é exatamente considerado seguro.

De acordo com informações do Horto Didático de Plantas Medicinais do Hospital Universitário UFSC, a planta é proibida em diversos países e não deve ser utilizada internamente.

Isso deve-se ao fato das espécies de Aristolochia – o que inclui a calunga – possuírem uma substância conhecida pelo nome de ácido aristolóquico em sua composição. Mas qual o problema com esse tal ácido?

Na década de 90, na Bélgica, uma contaminação de fitoterápicos chineses, utilizados justamente para o emagrecimento, com o ácido aristolóquico originou o relato de dezenas de casos de uma nefropatia (doença nos rins), além da associação como o aumento dos riscos de câncer urotelial (na bexiga).

Entretanto, não foram descobertas associações definitivas entre o ácido aristolóquico e ao problema nos rins em questão. De qualquer maneira, apenas a possibilidade da planta danificar os rins e o fato dela ter sido proibida em diversos países já deve servir de alerta quando à sua falta de segurança.

Para ser cauteloso – já que existem métodos de emagrecimento mais seguros – e evitar problemas, o melhor mesmo é deixar a planta calunga de lado. Se ainda assim, você quiser insistir, consulte um médico para conversar sobre a calunga e os riscos que ela pode ou não pode provocar para a saúde.

É preciso lembrar que, mesmo quando uma planta é considerada segura, ela pode trazer contraindicações, efeitos colaterais e fazer mal ao ser utilizada ao mesmo tempo em que medicamentos, suplementos ou outras plantas. Calcule então qual pode ser a situação de uma planta que já foi associada a problemas graves de saúde como é o caso da calunga.

Vale lembrar ainda que não existem plantas ou outros produtos mágicos para emagrecer. Quem deseja e/ou necessita perder peso deve fazer isso de maneira saudável, seguindo uma alimentação controlada, equilibrada e nutritiva.

  Continua Depois da Publicidade  

Isso deve acontecer, de preferência, contando com o acompanhamento de um bom nutricionista, que saberá indicar uma dieta que ajude a atingir os objetivos, ao mesmo tempo em que fornece todos os nutrientes e energia que o organismo exige para funcionar apropriadamente.

Neste sentido, também é de grande utilidade praticar exercícios físicos com frequência, tendo em vista que eles maximizam a eliminação de calorias por parte do corpo. Entretanto, os treinamentos físicos devem ser iniciados somente depois do aval médico e precisam acontecer sob a orientação de um bom educador físico, o que garante a segurança e eficácia dos treinos.

Para que serve a planta calunga?

Agora que já analisamos se calunga planta emagrece, vamos entender quais são os seus reais usos e benefícios?

Na região amazônica, a decocção (a planta é fervida juntamente com a água) das folhas da planta são utilizadas contra cólicas e o banho com as folhas na água fria é usado para combater as dores de cabeça e as dores musculares.

A sua raiz tem usos populares como tônica, estimulante antisséptica, sudorífica, diurética, anti-histérica, para febres graves, catarros crônicos, disenteria diarreia e contra veneno de cobra.

Além disso, o chá da raiz da planta é usado para aumentar a menstruação, como excitante e cicatrizante e contra úlceras crônicas, sarnas e caspas, o emprego popular da calunga também refere-se a asma, gota, convulsões, epilepsia, palpitações, flatulência, prurido (coceira), eczemas, anorexia, ansiedade, prisão de ventre e vermes intestinais.

Entretanto, como já vimos no tópico anterior, o uso interno da planta é contraindicado, o que indica que ela pode ser perigosa. Ou seja, usá-la para tratar as condições mencionada acima pode ser arriscado para a saúde.

Portanto, se você sofre com qualquer um dos problemas mencionados acima ou qualquer outra doença ou condição de saúde, procure o auxílio médico para saber qual é o tratamento seguro e adequado para o seu quadro em vez de se arriscar com uma planta medicinal que não é segura.

Pode até ser que o médico permita que você inclua alguma planta em seu tratamento, porém, ele indicará uma planta que não vá te fazer mal e te ensinará qual o modo de usar apropriado e seguro.

Mais detalhes das contraindicações e efeitos colaterais da planta calunga

A calunga não pode ser utilizada por mulheres grávidas. Porém, mais do que isso, como vimos já acima, a planta possui o chamado ácido aristolóquico em sua composição, que é o que torna o seu uso interno contraindicado de maneira geral.

O consumo crônico da infusão (ato de despejar água fervente na planta) das espécies de Aristolochia – como a calunga – provoca o rápido aparecimento da fibrose renal intersticial. Outras evidências apontam que, além de provocar esse mal, o ácido aristolóquico aumenta os riscos de desenvolvimento do câncer urotelial (na bexiga).

Estudos também já associaram o uso oral de 10, 50 ou 100 mg por kg desse tipo de planta em animais durante três dias de tratamento a lesões renais.

  Continua Depois da Publicidade  

Fontes e Referências Adicionais:

Você já ouviu falar que calunga planta emagrece? Conhece alguém que tenha a utilizado com esse intuito, mesmo sabendo das contraindicações? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (7 votos, média: 3,86 de 5)
Loading...
Sobre Felipe Santos e Dra. Patrícia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário