Óleo de uva

Óleo de Uva para Estrias Funciona?

Ter estrias geralmente não causa problemas para a saúde, mas elas costumam incomodar e em alguns casos causar até constrangimento. A população que mais sofre com a condição são as mulheres, mas não é uma exclusividade, porque homens também podem ter.

Elas aparecem comumente na região do abdômen, seios, coxas, nádegas e braços e como prejudicam o visual, é comum a busca por alternativas para se livrar delas.

O mercado está repleto de tratamentos: alguns são feitos por profissionais em clínicas, com equipamentos específicos, mas há também muitos recursos como cremes e óleos, que podem ser eficazes, principalmente se forem usados da forma certa.

Um das opções é usar o óleo de uva para estrias, mas será que ele realmente funciona? Vamos conferir como usar e os seus demais benefícios.

O que são estrias?

Antes de escolher o melhor produto para tratar, é preciso entender o que são as estrias. Nossa pele é feita por uma camada superior chamada epiderme, uma intermediária chamada derme e uma camada de base. As estrias aparecem quando a camada intermediária da pele se rasga.

Elas geralmente são causadas quando existe um alongamento rápido da pele, o que danifica o tecido e provoca uma cicatriz, conhecida como estria.

Elas se apresentam primeiramente com uma cor vermelha e são levemente elevadas. Com o passar do tempo, sua cor vai mudando para um roxo, seguindo para um tom mais rosado, até apresentar uma aparência branca ou prateada e ficarem planas e brilhantes. Essa variação de cor ocorre devido ao processo de processo de cicatrização.

Quais são as principais causas? 

  • Gravidez: A gestação é marcada por muitas mudanças, mas a mais aparente é sem dúvida o crescimento da barriga. Nesse período, a pele pode ser esticada muito além do seu limite, provocando uma ruptura e consequentemente as estrias na gravidez.
  • Alterações no peso: O ganho e a perda rápida de peso costumam causar estrias devido ao rápido estiramento da pele. Situações comuns como o conhecido efeito sanfona, obesidade e também o crescimento rápido de músculos ocasionado pela musculação são alguns dos principais motivos.
    O fato é que quando o corpo aumenta de tamanho muito rapidamente, a pele não consegue acompanhar e um estresse é colocado sobre ela, provocando a ruptura. Se o processo acontecer mais devagar, é menos provável que elas apareçam.
    Já no emagrecimento, quando o corpo sofre uma rápida perda de peso, as estrias podem se tornar mais evidentes, porque o excesso de gordura que esticou a pele por um longo período de tempo não está mais lá.
  • Crescimento rápido na adolescência: A adolescência é marcada por muitas alterações hormonais, que causam o aumento de glicocorticóides, produzidos pelas glândulas adrenais. Esses hormônios esteroides são responsáveis pelo crescimento do corpo, que quando seguem para a corrente sanguínea, impedem que a derme produza níveis suficientes de fibras de colágeno e elastina, que devem apoiar a elasticidade da pele.
    As estrias durante a adolescência não estão relacionadas ao peso, mas sim ao surto rápido de crescimento.
  • Excesso de cortisona: Embora os motivos mais comuns estejam relacionados ao alongamento da pele, o aumento de cortisona também pode provocar as estrias. Isso acontece porque muita cortisona provoca a diminuição da capacidade da pele de se esticar, além de causar ressecamento. Cremes à base de corticosteroides, loções, uso crônico de esteroides orais ou sistêmicos podem aumentar a quantidade desse hormônio no corpo.

As estrias não são fáceis de tratar e dificilmente os métodos disponíveis as eliminam completamente. No entanto, muitos tratamentos são eficazes para suavizar a sua aparência. Agora, vamos entender se o uso de óleo de uva para estrias é um deles.

Óleo de uva – O que é?

O óleo de uva é considerado um subproduto da produção de vinho. Durante o processo de produção, as uvas são esmagadas e as suas sementes são descartadas, então o óleo é extraído delas.

A uva é uma fruta extremamente conhecida e consumida, mas assim como é feito do processo de fabricação do vinho, as sementes são descartadas. Muitos especialistas afirmam que essas sementes podem realmente ser a parte mais saudável da uva, pois elas são repletas de poderosos antioxidantes e compostos vegetais naturais.

Sua composição contém oligoméricos de proantocianidina, um composto que tem sido estudado constantemente e evidenciado como um poderoso antioxidante, que minimiza os danos provocados pelos radicais livres. Ele também age como um anti-inflamatório, anticarcinogênico, antiviral e antibacteriano. Outra importante composição do óleo de semente de uva são os dímeros de procianidina, que atuam como inibidores da aromatase, que por sua vez ajudam a prevenir e tratar o câncer.

Embora o óleo de uva tenha uma versão alimentícia, a sua principal aplicação é feita em cosméticos; por esse motivo, ele é encontrado em diversos produtos de beleza, tanto para o cabelo quanto para a pele.

Óleo de uva para estrias funciona?

A composição do óleo de semente de uva é repleta de vitamina E, vitamina C, ômega 6, ômega 9 e betacaroteno. Isso faz dele um excelente emoliente, capaz de nutrir a pele, estimular a produção de colágeno e elastina, além de fornecer os antioxidantes necessários para reparar a pele seca ou danificada, diminuindo consequentemente a aparência das estrias.

A vitamina C também é conhecida por estimular o colágeno, fundamental para a elasticidade e construção da pele. Outra vantagem é que seus antioxidantes do tipo fenóis possui ação adstringente, o que significa que ele é capaz de ajudar a apertar e tonificar a pele, o que é uma condição vantajosa, considerando que as estrias geralmente são flácidas e menos elásticas.

O óleo de uva também pode fixar tecidos da pele danificados e pressionados, especificamente daqueles que precisam de tonificação e restauração. Seus efeitos de reestruturação, associados a sua capacidade de suportar a pele, ajudam a manter a estrutura regular de células epiteliais da e células nervosas, diminuindo a aparência das estrias atuais e evitando o aparecimento de novas estrias.

Como usar o óleo de uva para estrias?

Para obter resultados satisfatórios, você deve aplicar o óleo de uva nas estrias duas vezes por dia, religiosamente. A aplicação deve ser feita com uma massagem, que é fundamental para que o óleo penetre na pele e consiga trabalhar mais profundamente, onde as estrias estão.

Passo a passo

  1. Lave a pele com água ou limpe-a com uma toalha limpa para remover as impurezas. Antes de começar o tratamento faça uma esfoliação para remover as células mortas e repita o procedimento pelo menos uma vez na semana. Isso ajudará a pele a absorver o óleo de forma mais eficaz.
  2. Coloque uma quantidade de o óleo de uva nas mãos, conforme o tamanho da área que será tratada e aplique na área onde as estrias estão massageando por aproximadamente 5 minutos, ou até que a pele tenha absorvido completamente o óleo.
  3. Deixe secar naturalmente.

O óleo mais indicado para esse tratamento é o puro, ou essencial. Como ele é um óleo mais forte, é importante fazer um teste alérgico antes de usar: basta pingar uma gota na parte de dentro do pulso e deixar por 24 horas; se não apresentar coceira, vermelhidão ou qualquer erupção, você poderá usar com segurança em outras áreas.

Além de ser eficiente o uso do óleo de uva para estrias, ele pode promover outros benefícios para a pele e cabelo, que veremos abaixo.

Demais benefícios do óleo de uva para a pele e cabelo

1. Protege a pele contra o envelhecimento precoce

O seu alto teor de vitamina E tem efeitos antioxidantes, e isso ajuda a combater os radicais livres que provocam o envelhecimento da pele.  Para esse fim, é possível consumir o óleo de uva ou aplicar diretamente na pele.

2. Promove uma pele mais saudável

Os ácidos graxos ômega-6 e ômega-3 são fundamentais para o funcionamento e a aparência saudável da pele, pois eles ajudam a formar uma barreira natural para proteger a pele, e o ômega-6 (ácido linolênico) é capaz de reduzir a inflamação nas camadas média e externa.

3. Ajuda a tratar a acne

O óleo de uva também contém propriedades antimicrobianas, o que o torna adequado para tratar a acne. Ele impede que as bactérias se infiltrem nos poros e provoquem erupções. O óleo de semente de uva também pode deixar a pele mais clara, porém vale reforçar que mais pesquisas são necessárias para entender exatamente esses efeitos.

4. Promove uma pele mais macia e elástica

Esse benefício do óleo de uva foi analisado através de testes cujos resultados mostraram que ele pode melhorar a umidade, a maciez e a capacidade de recuperação da pele. Além disso, ele trabalha para que a pele absorva mais eficazmente a vitamina C e E, responsáveis por preservar a saúde da pele.

5. Equilibra o tom da pele

Um antioxidante presente no óleo de uva é capaz equilibrar o tom da pele, principalmente quando é usado de forma frequente. Tomar extrato de óleo de uva pode melhorar inclusive a aparência de melasma, que é uma hiperpigmentação da pele. O responsável por esses benefícios é o poderoso antioxidante conhecido como proantocianidina.

6. Proteger a pele dos danos causados pelo sol

Os raios UV são nocivos para a pele quando existe uma exposição excessiva, e esse fator pode provocar queimaduras solares, manchas e o envelhecimento precoce da pele. Os antioxidantes do óleo de uva podem ajudar a proteger a pele, impedindo que ela absorva os danos dos raios UV.

Vale reforçar que o óleo de uva não substitui o uso do protetor solar.

7. Hidrata a pele

O óleo de uva é um excelente hidratante, pois ele é capaz de penetrar rapidamente na pele e por mais que seja um óleo, não deixará a pele oleosa. Ele também não obstrui os poros, então é uma alternativa para todos os tipos de pele, incluindo a pele oleosa que precisa de hidratação.

Sua aplicação deve ser feita à noite e pela manhã. Pingue algumas gotas na pele limpe e faça uma massagem suave. Remova o óleo antes de dormir e reaplique pela manhã.

8. Promove cabelos saudáveis e ajuda a tratar a calvície

O óleo de uva é capaz de cuidar da saúde capilar de diversas maneiras. Primeiramente, ele pode tratar a caspa, pois pode ajudar a soltar a pele morta e restaurar a umidade do couro cabeludo. Segundo, ele pode promover umidade, força e brilho ao cabelo, e diferente de outros óleos, ele não deixa o cabelo gorduroso e pesado. Por fim, ele pode ser usado como um remédio natural para tratar a calvície. O ácido linolênico e os flavonoides chamados oligômeros são capazes de estimular o crescimento do cabelo.

Para usar, basta massagear algumas colheres de sopa de óleo de uva no couro cabeludo e comprimento do cabelo antes de lavar.

Dicas para prevenir o aparecimento de estrias

Ainda que não seja possível evitar totalmente o aparecimento de estrias, algumas mudanças de hábitos podem evitar situações que contribuem com o surgimento.

– Gerencie o peso

Manter um peso saudável é um grande passo para evitar as estrias. Como vimos, o efeito sanfona e as oscilações rápidas de peso têm impacto direto no aparecimento de estrias. Manter uma dieta saudável e exercícios regulares ajudará a gerenciar o seu peso de forma saudável.

– Invista na hidratação da pele

Uma pele hidratada é menos propensa a desenvolver estrias do que a seca. Para manter a umidade da pele e do corpo, faça a ingestão de bastante água diariamente. Evite as bebidas com cafeína, como café e alguns tipos de chás e refrigerantes, pois essas bebidas são desidratantes. Se você gosta, certifique-se de equilibrar a ingestão com muita água, chá de ervas e outros líquidos sem cafeína.

– Mantenha uma alimentação nutritiva

A falta de nutrientes não contribui com uma pele saudável, e nessa condição ela dificilmente conseguirá resistir a um alongamento. Procure incluir na sua dieta alimentos ricos em vitaminas, zinco e proteína.

Aposte em refeições bem coloridas contendo legumes, verduras, proteínas magras e frutas e evite os alimentos processados.

– Inclua vitamina C na dieta

A vitamina C é uma fonte importante de colágeno, que ajuda a reduzir o aparecimento de rugas e também de estrias, pois ajuda a manter a pele forte e elástica. A vitamina C pode ser encontrada em muitas frutas cítricas, como laranjas e limões, e também em alguns vegetais. O óleo de uva também é uma fonte de vitamina C.

– Trate as estrias assim que elas aparecem

Quando as estrias ainda estão roxas ou rosadas, é o melhor momento de investir em um tratamento, pois isso significa que essa ruptura ainda não está cicatrizada e responderá muito melhor a qualquer abordagem do que aquelas que já estão brancas ou prateadas.

Considerações finais

O óleo de uva para estrias funciona sim, mas os resultados só serão percebidos com o uso correto e frequente do produto. Também não tenha pressa, porque esse tipo de tratamento pode demorar para apresentar resultados. Quanto aos efeitos colaterais do óleo de uva, não existem relatos, mas as pessoas que são alérgicas às uvas devem evitar o uso.

Referências adicionais:

Você já tinha ouvido falar do uso de óleo de uva para estrias? Tem curiosidade de experimentar por se incomodar com essa condição na pele? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Um comentário

  1. Darlene Aparecida Dos Santos

    Nunca ouvi falar do óleo de uva ,tenho estria e meu maior sonho é sumir com elas mas não tenho condições de uma cirurgia plástica

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*