Bicarbonato para Infecção Urinária Funciona?

Especialista:
atualizado em 02/03/2020

Confira se vale mesmo a pena e funciona usar bicarbonato para infecção urinária ou se esse não passa de mais um mito envolvendo o bicarbonato de sódio.

Uma infecção urinária ou infecção do trato urinário geralmente acontece quando a bactéria entra no trato urinário por meio da uretra e começa a se multiplicar na bexiga.

Mesmo que o sistema urinário do corpo humano tenha sido criado para manter esses invasores longe, em alguns casos, as suas defesas podem falhar e a bactéria consegue tomar conta e gerar uma infecção completa no trato urinário.

Confira um apanhado com tudo sobre a infecção urinária – o que é, cuidados e dicas.

Não é sempre que uma infecção urinária causa sintomas, entretanto, quando os sinais surgem, eles podem incluir: uma vontade forte e persistente de urinar, uma sensação de queimação ao urinar, a liberação de quantidades pequenas e frequentes de urina, urina com aparência turva, com cheiro forte e/ou com cor vermelha ou rosa choque e dor pélvica em mulheres, principalmente no centro da pélvis e ao redor do osso púbico.

Além disso, podem aparecer sintomas específicos ao tipo de infecção urinária que foi desenvolvido. Por exemplo, uma infecção pode afetar os rins, a bexiga ou a uretra.

O tratamento da infecção urinária

Ao apresentar os sintomas de uma infecção do trato urinário e desconfiar que pode ter a doença, é fundamental procurar rapidamente a ajuda do médico para receber o diagnóstico e dar início ao tratamento necessário.

Isso porque, uma infecção urinária não tratada, pode resultar em problemas graves como:

  • Infecções recorrentes (principalmente em mulheres que experimentam duas ou mais infecções urinárias em seis meses ou quatro ou mais infecções urinárias em um ano);
  • Dano renal permanente (por conta de uma infecção renal aguda ou crônica em decorrência de uma infecção urinária não tratada);
  • Aumento do risco de dar à luz a bebês prematuros ou com baixo peso para grávidas;
  • Estreitamento uretral em homens (por conta de uma infecção na uretra – uretrite), vista anteriormente com a uretrite gonocócica. Essa última condição que surge pela infecção com a bactéria Neisseria gonorrhoeae, que também é a causadora da gonorreia;
  • Sepse (complicação potencialmente fatal de uma infecção, ocorre especialmente se a infecção vai do trato urinários até os rins).

O tratamento de uma infecção do trato urinário costuma incluir o uso de medicamentos. O tipo do remédio para infecção urinária a ser usado varia conforme a gravidade ou a frequência das infecções.

Mas e quanto ao bicarbonato para infecção urinária? Será que funciona?

Não existem muitas evidências científicas que comprovem que o bicarbonato de sódio pode tratar uma infecção do trato urinário. Pior: o uso do bicarbonato para infecção urinária já esteve associado a alguns perigos para a saúde.

As pesquisas não sustentam a utilização do ingrediente como um tratamento efetivo para as infecções do trato urinário.

Uma revisão da California Poison Control System (Sistema de Controle de Envenenamento da Califórnia, tradução livre) identificou que de 192 casos de intoxicação por bicarbonato de sódio, 4% a 7% dos casos foram causados por pessoas que tentarem usar o bicarbonato de sódio como tratamento para infecções do trato urinário. Na maioria dos casos, as complicações foram sérias ao ponto dos intoxicados precisarem ir ao hospital.

Alguns dos problemas experimentados por essas pessoas foram depressão respiratória e sérios desequilíbrios de eletrólitos e de ácido ou base.

Outro problema que o uso do bicarbonato para infecção urinária pode trazer é o de mascarar um problema maior. Por exemplo, se você trata a sua infecção em casa e não conversa com o médico, você pode não perceber uma complicação maior que esteja causado esta.

Quem está grávida precisa ser ainda mais cautelosa, já que usar bicarbonato de sódio para infecção urinária pode ser perigoso tanto para a mulher quanto para o seu neném.

Os perigos do excesso de bicarbonato de sódio

Quem defende o uso do bicarbonato para infecção urinária recomenda dissolver o produto na água e ingerir a mistura de estômago vazio.

Além dos riscos já citados, se a pessoa que resolver aderir a essa estratégia para lidar com a condição consumir uma quantidade muito grande do bicarbonato de sódio, ela poderá ter que lidar com outros prejuízos para a sua saúde.

A dose recomendada de bicarbonato de sódio que é considerada segura para um adulto é meia colher de chá dissolvida em (aproximadamente) 120 ml a 235 ml de água a cada duas horas. Qualquer quantia maior que essa pode causar complicações. Você pode ter dano ou sangramento cerebral se ingerir muito bicarbonato de sódio.

Enquanto complicações leves de uma superdosagem de bicarbonato de sódio podem incluir náusea, vômito e dor abdominal, é possível, embora seja raro, que o excesso da ingestão do produto resulte em convulsões, coma e morte.

Segundo especialistas, ingerir uma quantidade exagerada de bicarbonato de sódio também pode causar diarreia. No mais, vale a pena conferir os reais benefícios do bicarbonato de sódio quando usado de forma correta.

Ou seja

O ideal e mais seguro para quem desconfia que pode ter uma infecção urinária é procurar rapidamente o auxílio médico e tratar o problema da maneira devida, conforme as orientações do profissional, caso a condição seja realmente diagnosticada.

Entretanto, se mesmo com todos os avisos, você teimar, decidir testar o bicarbonato para infecção urinária e experimentar algum tipo de efeito colateral depois que ingerir o produto, procure imediatamente um hospital para evitar complicações mais graves.

Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar do uso de bicarbonato para infecção urinária? Conhece alguém que tenha ingerido com esse intuito? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Lucio Pacheco

Dr. Lucio Pacheco se formou em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Em 1996 fez um curso de aperfeiçoamento no Hospital Paul Brousse, da Universidade de Paris-Sud, um dos mais especializados na área de transplantes na Europa. Concluiu o mestrado em Medicina (Cirurgia Geral) em 2000 e o Doutorado em Medicina (Clinica Médica) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 2010. Dr Lucio Pacheco é um profundo estudioso na área de doença hepática e escreveu dezenas de livros e artigos sobre transplante de fígado. Atualmente é médico - cirurgião, chefe da equipe de transplante hepático do Hospital Copa Star, Hospital Quinta D´Or e do Hospital Copa D´Or. É diretor médico do Instituto de Transplantes. Tem vasta experiência na área de Medicina, com ênfase em Transplante hepático, atuando principalmente nos seguintes temas: cirurgia geral, oncologia cirúrgica, hepatologia,e transplante de fígado. Dr. Lucio é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos e diversos. Para mais informações, entre em contato com ele.

Deixe um comentário