Infecção Urinária é Contagiosa?

Especialista:
atualizado em 04/08/2020

Veja a seguir se podemos falar que a infecção urinária é contagiosa ou se não há o perigo de se contrair essa condição de pessoa para pessoa.

Antes de mais nada, o que é uma infecção urinária? Uma infecção urinária ou infecção do trato urinário geralmente acontece quando uma bactéria entra no trato urinário por meio da uretra e começa a se multiplicar na bexiga.

Mesmo que o sistema urinário do corpo humano tenha sido criado para manter esses invasores longe, em alguns casos, as suas defesas podem falhar e a bactéria consegue tomar conta e gerar uma infecção completa no trato urinário.

Não é sempre que os sintomas da infecção urinária estão presentes, entretanto, quando os sinais surgem, eles podem incluir: uma vontade forte e persistente de urinar, uma sensação de queimação ao urinar, a liberação de quantidades pequenas e frequentes de urina, urina com aparência turva, com cheiro forte e/ou com cor vermelha ou rosa choque e dor pélvica em mulheres, principalmente no centro da pélvis e ao redor do osso púbico.

Além disso, podem aparecer sintomas específicos ao tipo de infecção urinária que foi desenvolvido. Por exemplo, uma infecção pode afetar os rins, a bexiga ou a uretra.

A infecção urinária é contagiosa?

Segundo o médico e PhD em microbiologia Charles Patrick Davis, a resposta para quem pergunta se a infecção urinária é contagiosa depende de qual micróbio está atacando o trato urinário.

“O trato urinário consiste na uretra, na bexiga, nos ureteres e nos rins, que podem ser infectados por diferentes micróbios. As infecções do trato urinário geralmente originam-se de organismos que estão normalmente presentes no intestino e/ou na abertura da uretra de uma pessoa. Esses organismos infectam o trato urinário deslocando contra o fluxo da urina, em direção aos rins”, esclareceu o especialista.

Conforme o PhD em microbiologia, as infecções do trato urinário inferior não envolvem os rins, enquanto as infecções do trato urinário superior envolvem o órgão e geralmente são mais severas.

“Esses tipos de infecções do trato urinário quase nunca são contagiosas para outros indivíduos. As infecções do trato urinário geralmente não são transmitidas por meio da relação sexual, então as infecções do trato urinário raramente são contagiosas para um parceiro”, completou o médico.

Por outro lado, Davis afirmou que as mulheres que são sexualmente ativas e os indivíduos do sexo masculino e feminino que fazem sexo anal apresentam uma chance maior de desenvolver uma infecção do trato urinário.

O PhD em microbiologia também destacou que embora seja improvável que qualquer pessoa pegue uma infecção do trato urinário de um assento de banheiro, já que a uretra em homens e mulheres geralmente não encosta na privada, é teoricamente possível transferir organismos infecciosos de um assento de banheiro para uma nádega ou um corte ou ferida na coxa e, então, ter esses organismos espalhados para a uretra ou para as genitais.

Mais sobre relação entre a infecção urinário e o ato sexual

De acordo com a mestra em saúde pública e pesquisadora da área de doenças sexualmente transmissíveis, Elizabeth Boskey, embora a condição esteja associada com o ato sexual, isso não significa necessariamente que a infecção urinária é contagiosa ou transmissível sexualmente, por exemplo.

Boskey explicou que uma infecção do trato urinário é comum em mulheres que fazem sexo com frequência não necessariamente porque ela pegou a doença do seu parceiro, mas possivelmente por conta de alguns fatores que ocorrem durante o ato sexual.

Por exemplo, a relação sexual pode empurrar uma bactéria já presente na uretra até a bexiga, onde a tal bactéria poderá provocar uma infecção, segundo a pesquisadora.

Ainda segundo ela, outro aspecto que pode influenciar o desenvolvimento de uma infecção urinária é que a bactéria normalmente presente na vagina ou na superfície da vulva pode ser movimentada para a uretra durante o sexo.

“A urina pode ficar presa na bexiga ou na uretra durante o sexo. Isso provê uma oportunidade para o crescimento da bactéria. Alguns métodos contraceptivos como os diafragmas colocam pressão no trato urinário. Isso aumenta o risco de prender bactéria na bexiga”, completou Boskey sobre os demais aspectos relacionados ao ato sexual que podem favorecer o desenvolvimento de uma infecção urinária.

Entretanto, ao analisar se a infecção urinária é contagiosa sexualmente, a pesquisadora da área de doenças sexualmente transmissíveis apontou que é possível que parceiros sexuais passem um ao outro, sem saber, uma bactéria que pode provocar uma infecção do trato urinário, como é o caso da Escherichia coli (E. coli).

“Em outras palavras, as infecções do trato urinário estão associadas ao sexo. Entretanto, elas não são necessariamente doenças sexualmente transmissíveis. Na verdade, o ato mecânico da relação sexual provavelmente explica muito mais a interação entre o sexo e as infecções do trato urinário do que a transmissão de bactéria durante o sexo. Os parceiros sexuais de pessoas com infecções recorrentes do trato urinário não experimentam necessariamente essas infecções. Em suma, existem vezes em que as infecções do trato urinário são contagiosas. Entretanto, isso não explica a maioria das infecções do trato urinário”, resumiu a mestra em saúde pública.

Mas então, o que fazer?

Segundo Elizabeth Boskey, uma sugestão comum para evitar uma infecção urinária associada ao sexo é sempre urinar depois da relação sexual. Ela explicou que acredita-se que isso pode remover qualquer bactéria do trato urinário.

“São limitadas as pesquisas que apoiam essa sugestão. Dito isso, é improvável que faça qualquer mal”, advertiu a pesquisadora da área de doenças sexualmente transmissíveis.

A culpa não é somente do sexo

Elizabeth Boskey lembrou que as infecções do trato urinário podem ser desenvolvidas em qualquer parte do trato urinário de um homem ou de uma mulher.

Boskey ressaltou ainda que outros fatores alheios a uma relação sexual, como o tamanho da uretra e a higiene pessoal no banheiro, também podem estar associados a um risco mais elevado de ter uma infecção do trato urinário. Falando nisso, vale a pena conhecer esses hábito saudáveis de higiene que previnem doenças em geral.

“Associações mais controversas incluem a falta de consumo suficiente de água e o uso de absorventes internos ou camisinhas. O pensamento é que qualquer coisa que aumenta a pressão ou irritação na uretra pode aumentar o risco de ter uma infecção do trato urinário”, completou a mestra em saúde pública.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se infecção urinária é contagiosa? Já foi diagnosticado alguma vez com a condição? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário