Cânfora

Cânfora – O Que é, Para Que Serve, Benefícios e Como Usar

Os benefícios promovidos pela cânfora são muitos. Além do seu poder anti-inflamatório, a planta tem propriedades estimulantes, descongestionantes e antissépticas. A lista de benefícios vai além disso e beneficia vários órgãos do corpo humano.

A cânfora serve até mesmo para ajudar no tratamento de distúrbios nervosos, para preservar a saúde da pele e para melhorar a saúde do coração e do sistema respiratório.

Aqui, vamos mostrar o que é a cânfora, para que serve e os principais benefícios de incluir o uso dessa substância no seu dia a dia. Depois de descobrir todos os benefícios da cânfora, você também vai aprender a como usar esse composto extraindo o máximo de suas propriedades terapêuticas.

Cânfora – O que é?

A cânfora é um composto orgânico da classe dos terpenos que é comumente utilizado na composição de cremes, loções e pomadas. Trata-se de um óleo essencial extraído do tronco das árvores de cânfora que é purificado por meio do processo de destilação.

Existem 2 variações de cânfora: a Cinnamomum camphora e Dryobalanops camphora. A Cinnamomum camphora é extraída da árvore chamada de cânfora comum, enquanto que a outra variedade é obtida da árvore de cânfora de Bornéu. Ambos óleos extraídos dessas árvores apresentam propriedades semelhantes, mas têm aromas diferentes e concentrações diferentes de certas substancias.

Os compostos presentes na cânfora que são responsáveis pelas suas propriedades benéficas são o álcool, a cânfora, o terpeno, o safrol, o borneol, o pineno e o canfeno.

Para que serve

O óleo essencial de cânfora serve não só para aliviar dor, coceira e irritação, mas também como um remédio para amenizar a congestão das vias respiratórios e para tratar condições inflamatórias.

Tudo isso se deve as propriedades bactericidas, antifúngicas, antioxidantes, antissépticas e anti-inflamatórias da cânfora.

Para entender melhor como ela atua no nosso organismo, os benefícios da cânfora são detalhados a seguir.

Benefícios da cânfora

1. Melhoria da circulação sanguínea

O óleo essencial de cânfora tem um efeito estimulante que ajuda a estimular a atividade do sistema circulatório, o processo digestivo e o metabolismo. Isso auxilia no tratamento de problemas e de doenças associadas à circulação sanguínea inadequada. A cânfora também melhora a digestão e as taxas metabólicas.

2. Boa para a digestão

A cânfora ajuda a reduzir a formação de gases, eliminando problemas gastrointestinais como a flatulência.

Ela também aumenta a secreção de ácidos digestivos e enzimas indispensáveis para o bom funcionamento do sistema digestivo, ajudando no tratamento e prevenção de problemas como diarreia, gastroenterite e gases.

3. Tratamento de distúrbios nervosos

Devido ao efeito anestésico e antiespasmódico da cânfora, ela pode ser útil para ajudar no tratamento de distúrbios nervosos.

A cânfora pode causar uma cerca dormência dos nervos na região em que é aplicada, fazendo com que convulsões, crises epilépticas e outros distúrbios nervosos sejam minimizados. Além disso, ela pode ajudar a controlar problemas de nervosismo e ansiedade crônicos.

4. Alívio de espasmos

Conforme dados de um estudo de 2004 publicado no periódico Phytotherapy Research, a cânfora também é conhecida pelos seus efeitos antiespasmódicos e relaxantes.

Produtos contendo cânfora são muito utilizados por atletas ou pessoas que precisam de alívio para dores, espasmos ou cãibras musculares, por exemplo.

5. Aumento da libido

Além de estimular a libido ao estimular partes do cérebro envolvidas com os desejos sexuais, a cânfora melhora a circulação sanguínea, o que pode auxiliar no estímulo à ereção masculina.

6. Boa para a pele

Cremes, óleos e outros produtos contendo cânfora ajudam a aliviar a irritação da pele e a coceira além de melhorar a saúde da pele em geral.

Segundo um estudo de 2015 publicado no periódico científico Phytotherapy Research conduzido em animais, a cânfora pode ser útil no tratamento de rugas e feridas induzidas pela exposição à luz ultravioleta. Isso pode ser explicado pela capacidade da cânfora de aumentar a produção de colágeno e elastina, melhorando o aspecto da pele.

7. Alívio da nevralgia

A nevralgia ou neuralgia é uma condição de saúde em que um nervo craniano sofre danos por causa do inchaço de vasos sanguíneos ao seu redor. Essa condição pode causar muita dor.

A cânfora pode ajudar a suavizar os sintomas da doença, já que ela pode provocar a contração dos vasos sanguíneos, diminuindo a pressão sobre o nervo craniano.

8. Redução da inflamação

Os efeitos anti-inflamatórios e sedativos da cânfora auxiliam no tratamento de diversos tipos de inflamação e ajudam a diminuir a dor que acompanha muitas doenças inflamatórias como a artrite reumatoide, por exemplo.

9. Alívio da dor e inchaço

Devido ao efeito analgésico, a cânfora promove alívio para a dor e a inflamação. Um estudo publicado em 2015 no periódico Pakistan Journal of Pharmaceutical Sciences mostrou que um spray contendo ingredientes como a cânfora, o mentol e óleos essenciais de eucalipto e cravo foi eficaz no alívio de dor leve a moderada durante um tratamento de 2 semanas sob as articulações, ombros e parte inferior das costas.

A cânfora também parece ser benéfica contra queimaduras. Segundo uma pesquisa publicada na revista científica World Journal of Plastic Surgery em 2018, uma pomada contendo cânfora, mel e óleo de gergelim reduziu o tempo de cicatrização de queimaduras de segundo grau.

10. Efeito descongestionante

A cânfora ajuda a descongestionar as vias nasais e também ajuda com a tosse. De acordo com um estudo de 2010 publicado no periódico Pediatrics, inalar vapor de água com cânfora alivia a tosse noturna, a congestão nasal e ajuda também a dormir melhor.

11. Tratamento da artrite

Produtos contendo cânfora podem ser usados também no tratamento da artrite para aliviar a dor, a inflamação e o inchaço associados ao problema de saúde.

Já existem produtos no mercado que contêm cânfora e que promovem a sensação alternada de frio e calor na pele. Esse tipo de terapia térmica é interessante para pessoas com artrite pois ajuda a aliviar a inflamação e melhorar a circulação sanguínea em um mesmo período de tempo.

Outros benefícios

A cânfora também pode ser usada no tratamento de alguns casos de insuficiência cardíaca, além de poder ser útil no tratamento de outras condições de saúde como a gripe, o sarampo, a micose na unha causada por fungos, a tosse, a intoxicação alimentar, além de aliviar picadas de insetos e de tratar infecções nos órgãos reprodutivos.

Também existem relatos sem provas científicas de que a cânfora pode ser benéfica no tratamento de hemorroidas, verrugas, flatulência, ansiedade, depressão, espasmos musculares, dores de ouvido, acne, perda de cabelo e baixa libido.

Como usar

A cânfora deve ser usada apenas externamente, ou seja, nunca deve ser ingerida por via oral pois a substância pode fazer mal para o corpo. Assim, a cânfora e produtos que a contêm devem ser aplicados cuidadosamente sobre a pele ou usados em aromaterapia em concentrações baixas.

Produtos cosméticos como cremes, loções de banho e produtos para barbear podem conter cânfora como ingrediente. Também é muito comum encontrar a cânfora em produtos para aliviar dores musculares, como é o caso de Bengay, por exemplo, e também em pomadas para aliviar tosses e pulmões congestionados como o Vick VapoRub. Todos esses produtos devem ser usados de acordo com instruções encontradas na bula.

– Uso tópico

Qualquer produto contendo cânfora não pode ultrapassar a concentração de 11% de cânfora na composição.

Em geral, pomadas para coceira e alívio da dor devem ter entre 3 e 11% de cânfora e precisam ser aplicadas de 3 a 4 vezes por dia.

Para o alívio da tosse ou do pulmão cheio, a pomada deve conter de 4,7 a 5,3% de cânfora. Nesse caso, deve ser aplicada uma camada espessa de pomada na garganta e na região do peito.

No tratamento da osteoartrite, geralmente é indicado o uso de um produto que combina canfora, sulfato de glicosamina e sulfato de condroítina que deve ser aplicado de acordo com orientações médicas durante 8 semanas.

– Uso inalatório

Deve ser usada 1 colher de sopa de cânfora por litro de água quente. O vapor pode ser inalado de um recipiente com água quente ou com o auxilio de um vaporizador.

Dicas e alguns cuidados

Por ser facilmente absorvida através da pele, a cânfora pode causar alguns efeitos colaterais se usada em altas doses. Mas, se usado corretamente, o composto pode ser muito benéfico para a saúde sem deixar de lado a segurança. As dicas a seguir vão permitir que você usufrua dos benefícios da cânfora sem colocar em risco a sua saúde:

1. Teste o composto em uma área pequena

Para evitar reações alérgicas, é importante fazer um teste em uma parte da pele e observar o que ocorre em 24 horas. Só depois disso, é seguro aplicar o produto em uma porção mais ampla da pele.

2. Não use cânfora em altas concentrações

Cremes e loções contendo baixas concentrações de cânfora podem ser usados sem problemas, desde que seguidas as orientações de uso presentes na bula ou no rótulo do produto. O ideal é não usar cânfora pura ou produtos que apresentem mais de 11% de cânfora em sua composição.

Ao usar o óleo essencial de cânfora para inalação pelo nariz, é indicado usar o óleo diluído em água, já que a inalação em alta concentrações pode resultar em tosse e chiado no peito.

Se a cânfora for usada de forma excessiva ou em uma versão muito concentrada, podem ocorrer efeitos adversos como vermelhidão e irritação local. Além disso, a cânfora não deve ser usada na pele que estiver com alguma ferida ou rachadura, já que o corpo pode absorver níveis potencialmente tóxicos da substância. Também é indicado evitar o contato da cânfora com os olhos.

3. Evite se estiver grávida ou amamentando

Mulheres grávidas ou amamentando não devem usar a cânfora, já que não se sabe ao certo se o composto pode fazer mal para a saúde do bebê.

4. Observe a cor do óleo de cânfora

Ao usar um óleo de cânfora, observe a sua tonalidade. Quanto mais claro, melhor. Isso porque óleos de cânfora com cor amarela ou marrom podem conter maiores quantidades de safrol, o que os torna tóxicos.

5. Siga as instruções

Use a cânfora sempre de acordo com as instruções do fabricante e nunca aplique quantidades maiores do que as recomendadas. Intoxicações com cânfora podem ser graves e causar sintomas como ardor na boca e na garganta, além de náuseas e vômitos. A moderação é a chave para evitar problemas com o uso excessivo de cânfora e aproveitar os benefícios dessa substância com responsabilidade.

Referências Adicionais:

Você já utilizou a cânfora para tratar alguma condição das que foram citadas acima? Teve bons resultados? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*