Chá de Lichia Emagrece? Benefícios e Como Fazer

Especialista:
atualizado em 26/12/2019

Em um período em que as chamadas fake news imperam, não é difícil encontrar publicações em sites e redes sociais falando a respeito de chás que prometem o emagrecimento.

Entretanto, antes de sair acreditando em tudo que lê, a gente precisa fazer o possível para ter certeza se determinada bebida realmente pode ajudar a perder peso, não é mesmo?

Por isso, vamos falar a respeito do chá de lichia e ver se existem dados que podem embasar a afirmação de que o chá de lichia emagrece. Vamos nessa?

E então, é verdade mesmo que o chá de lichia emagrece?

O chá preparado com a casca da lichia é utilizado como coadjuvante (auxiliar) em processos de emagrecimento.

Entretanto, não encontramos publicações que expliquem como o chá de lichia emagrece e nem falas de especialistas ou informações a respeito de estudos científicos que possam embasar tal afirmação.

Ou seja, isso não é suficiente para que se conclua que o chá de lichia emagrece mesmo. Portanto, se você deseja e/ou necessita emagrecer, o conselho que deixamos aqui é que procure o auxílio de um nutricionista e um educador físico para dar início a uma dieta saudável e a um programa de treinamento físico.

O acompanhamento desses profissionais durante esse processo faz com que ele se torne mais eficiente e saudável.

Também deixamos aqui o alerta de que você não deve acreditar quando ler ou ouvir que determinado alimento promove sozinho e de maneira milagrosa o emagrecimento. Não existem alimentos milagrosos para a perda de peso.

Benefícios atribuídos ao chá de lichia

Agora que já vimos se é verdade que o chá de lichia emagrece, vamos conferir algum benefícios que já foram comprovadamente atrelados à bebida.

1. Antioxidantes

Segundo uma pesquisa publicada no Journal of Nutrition, a lichia é apontada como a segunda fruta com a maior concentração de polifenóis das frutas testadas.

Os polifenóis são substâncias que atuam como antioxidantes. Os antioxidantes combatem os radicais livres, que já foram associados ao envelhecimento e ao surgimento de problemas de saúde como câncer e doença no coração.

Entretanto, a publicação referiu-se à fruta lichia e não ao chá de lichia. Logo, não podemos garantir que tantos polifenóis também sejam encontrados na bebida.

2. Diarreia e dor de barriga

O chá de casca de lichia é comumente utilizado para problemas como diarreia e dor de barriga. No entanto, não encontramos especialistas da área de saúde ou pesquisas que confirmem a segurança e eficácia do chá neste sentido e expliquem como ele pode beneficiar esses quadros.

Portanto, antes de usar o chá de lichia para diarreia ou dor de barriga, consulte o médico para se certificar de que a bebida realmente pode te ajudar e ter certeza que ela não poderá te fazer mal.

Como fazer chá de lichia

Ingredientes:

  • Algumas unidades frescas da fruta lichia;
  • Água,
  • 2 a 3 saquinhos de chá preto.

Modo de preparo:

Remover a pele das lichias e cortá-las em pedacinhos; Pressionar e esmagar as lichias em uma polpa, adicionar uma quantidade pequena de água e coar o seu suco com o auxílio de um pano de algodão (morim). Armazenar o suco em um recipiente bem fechado.

Levar uma panela de água para ferver, acrescentar os saquinhos de chá e deixar imergir por dois a três minutos. Adicionar o suco fresco de lichia, deixar imergir por mais uma a dois minutos, tirar do calor e servir-se imediatamente.

É importante que o chá seja preparado com a fruta fresca da lichia.

O ideal é tomar um chá logo após o seu preparo (não necessariamente tomar todo o conteúdo preparado de uma vez), antes que o oxigênio do ar destrua os seus compostos ativos. Um chá costuma preservar substâncias importantes até 24 horas depois do preparo, porém, depois desse período, as perdas são consideráveis.

Certifique-se ainda de que os ingredientes que você utilizar no preparo do seu chá de lichia sejam de boa qualidade, de boa procedência, estejam bem limpos e higienizados e que não tenham a adição de nenhuma substância ou produto que possa prejudicar a sua saúde.

A lichia pode matar?

De acordo com uma reportagem da BBC News, cientistas dos Estados Unidos e da Índia disseram que uma doença misteriosa que matou mais de 100 crianças em um ano no norte da Índia foi provocada pela ingestão de lichias de estômago vazio.

Segundo a matéria, o que aconteceu foi que por mais de duas décadas crianças aparentemente saudáveis da região de Bihar sofreram com repentinas convulsões e perdas de consciência. De acordo com o The New York Times, aproximadamente 40% delas morreram.

A publicação contou que as vítimas também tiveram um inchaço agudo no cérebro e que foi uma pesquisa publicada no jornal The Lancet que sugeriu que a culpada por todas essas mortes foi a lichia.

Conforme a BBC News, o jornal contou que a maioria dessas crianças eram pobres e moravam na principal região produtora da fruta, que contém toxinas que inibem a habilidade do organismo de produzir glicose, o que afetou as crianças que já estavam com os níveis de açúcar no sangue baixos, graças ao fato de não terem jantado.

De acordo com a publicação, os pesquisadores examinaram as crianças doentes recebidas em um hospital indiano entre os meses de maio e julho de 1994 e descobriram uma associação com um caso de surto de uma doença que causou inchaço cerebral e convulsões em crianças no Caribe.

Esse surto do Caribe foi causado por uma fruta chamada ackee, que possui uma toxina chamada hipoglicina, responsável por evitar que o organismo produza glicose, informou a BBC News, que também relatou que testes mostraram que a lichia também contém a tal da hipoglicina.

Por conta disso, autoridades sanitárias avisaram aos pais para se certificarem de que as suas crianças fazem uma refeição noturna e que limitem a quantidade de lichias que consomem.

A reportagem ainda relatou que as autoridades sanitárias disserem que as crianças com sintomas do surto devem ser rapidamente tratadas como quadro de hipoglicemia – que são os baixos níveis de açúcar no sangue.

Felizmente, o número de casos registrados da doença caiu de centenas ao ano para 50, informou o jornal The New York Times.

Cuidados com o chá de lichia

Antes de atestar se chá de lichia emagrece ou utilizá-lo para qualquer finalidade, é muito importante que você converse com o médico para se certificar de que a bebida realmente é indicada para o seu caso, que não pode te fazer mal e em que dosagem você pode utilizá-la.

Alertamos que não existem informações suficientes sobre a utilização da lichia durante a gestação e a fase do aleitamento e, portanto, recomenda-se que mulheres que se encontram nesses estágios ajam com segurança e evitem o alimento.

A ingestão de mais de três xícaras de chá de casca de lichia por dia pode prejudicar bastante o coração e outros órgãos do corpo.

Encontramos alertas de que o consumo da lichia ou do chá de lichia em excesso pode provocar desconforto gastrointestinal, diarreia e dor abdominal.

Aconselha-se que pessoas que sofrem com doenças autoimunes como esclerose múltipla, lúpus e artrite reumatoide tenham cuidado em relação ao consumo da lichia porque a fruta pode aumentar os sintomas de uma doença autoimune, devido ao fato de fazer com que o sistema imunológico torne-se mais ativo.

Tanto a fruta quanto o seu chá podem provocar reações alérgicas em algumas pessoas. A lichia pode causar reações alérgicas em pessoas que são alérgicas à bétula, às sementes de girassol, à artemísia e ao látex, por exemplo.

A consulta ao médico antes de tomar o chá de lichia é importante para todas as pessoas, porém, especialmente importante para mulheres que estejam grávidas ou amamentando, crianças adolescentes, idosos e pessoas que tenham alguma doença ou condição específica de saúde.

O consumo da lichia por parte pessoas com problemas nos rins ou histórico da condição na família exige cuidados e requer a consulta ao médico para checar qual a quantidade do alimento que pode ser ingerida, o que pode depender do grau da doença ou de outros fatores.

O mesmo cuidado serve para quem tem cirurgias marcadas, já que existem preocupações de que a fruta possa interferir com o controle das taxas de açúcar no sangue depois do procedimento. Assim, recomenda-se parar de consumir a lichia duas semanas antes da data marcada para o procedimento.

A lichia na forma de fruta ou chá também exige cautela por parte dos pacientes com diabetes, já que ambos podem provocar a hipoglicemia (queda nos níveis de açúcar no sangue). Neste sentido, o chá de lichia não é apropriado para quem sofre com a hipoglicemia.

Quem usa algum medicamento, suplemento ou planta medicinal precisa conversar com o médico para verificar se a bebida não pode interagir com uma dessas substâncias, fazendo mal ao organismo.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o chá de lichia emagrece? Tem vontade de tomar essa bebida por conta desse possível efeito? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário