Cientistas Afirmam que Pão Torrado e Batata Assada Podem Causar Câncer

Especialista:
atualizado em 04/03/2020

A Food Standards Agency alertou que comer batatas assadas demais ou pães torrados pode aumentar o risco de câncer. Os cientistas estão aconselhando as pessoas a reduzir sua ingestão de alimentos cozidos/assados em excesso através de uma campanha de saúde pública, apelidada de “Go for Gold” – essencialmente aconselhando-as a desligarem o fogo assim que sua torrada, batatas ou outros alimentos ricos em amido já estejam levemente “bronzeados”.

Qual é o grande problema?

Um produto químico conhecido como acrilamida, que se forma de açúcares, água e aminoácidos quando estes são aquecidos juntos em altas temperaturas em um processo conhecido como reação de Maillard. Quanto mais elevada for a temperatura e maior o tempo de aquecimento, maiores serão os níveis de acrilamida.

Onde encontramos a acrilamida?

Além das batatas assadas, está presente em biscoitos, mingau, café e pães. Também é encontrada no fumo do tabaco e é usada em várias aplicações industriais.

Qual o tamanho do risco de câncer que estamos falando?

De acordo com Emma Shields, oficial de informação de saúde da Cancer Research UK, é simplesmente muito cedo para dizer, enquanto a FSA diz que não descreveria o risco como significativo. “É um ‘provavelmente’, não um definitivo”, diz Shields quanto aos avisos do risco de câncer de acrilamida.

“Evidências de estudos com animais mostraram que a acrilamida pode potencialmente interagir com o DNA em nossas células, portanto, poderia causar danos e continuar a causar o câncer, mas quando olhamos para estudos em seres humanos não podemos ver uma ligação clara e consistente”.

As diretrizes da FSA são baseadas em estimativas de riscos para os seres humanos extraídos de análises de estudos com animais. “Não estamos dizendo para as pessoas se preocuparem com um pedaço ocasional de sua comida ou refeição que esteja assado demais. Trata-se de gerenciar o risco em toda a sua vida”, diz Steve Wearne, diretor de política da FSA.

Há outros problemas com a acrilamida?

Em um relatório de 2015 sobre a acrilamida, a FSA observou que a exposição ao produto químico também tem sido associada a danos aos sistemas nervoso e reprodutivo. Mas a avaliação de risco concluiu que “nos níveis que estamos expostos a partir de alimentos, a acrilamida poderia estar aumentando o risco de câncer, mas não efeitos sobre os sistemas nervoso e reprodutivo”.

Então eu deveria parar de comer torrada e batatas assadas?

Como observa a FSA, não podemos evitar a exposição à acrilamida e eles não sugerem que você evite batatas ou pães. Eles estão, no entanto, recomendando que você os coma um pouco menos torrados. Eles também recomendam que as batatas não devem ser mantidas na geladeira, pois isso pode aumentar os níveis de certos açúcares que estão envolvidos na reação de Maillard, sobre a qual falamos acima. Em vez disso, eles sugerem que as batatas devem ser mantidas em algum lugar fresco e escuro.

Parece agora que tudo pode causar câncer, da carne às batatas. Como reduzir o risco?

Como ressalta Shields, a acrilamida ainda não foi provada por causar câncer em seres humanos; Entretanto, outros fatores de risco estão bem estabelecidos. “Se as pessoas ainda estão fumando, parar de fumar é a melhor coisa que podem fazer por sua saúde”, diz ela.

Reduzir o consumo de álcool e manter um peso saudável também são importantes, acrescenta Shields. “Algumas das maiores fontes de acrilamida são alimentos como batatas fritas e assadas e biscoitos, que são coisas que não deveríamos comer todos os dias de qualquer maneira”, diz ela.

Você tem o costume de consumir batatas assadas e pães torrados diariamente? Pretende reduzir seu consumo agora que tem consciência destes riscos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário