Conheça os Tipos de Vegetarianos e Suas Diferenças

Para aqueles interessados em parar de comer carne é comum haver certa confusão quanto às dietas possíveis e os diferentes tipos de vegetarianos. Obviamente, a escolha que se faz quanto aos alimentos que serão restringidos serve para delimitar as quatro categorias principais de vegetarianos. Essas categorias também definem o que não cabe em nenhuma delas, ainda que exista alguma forma de exclusão do consumo de animais.

De modo geral, o vegetarianismo consiste na restrição alimentar de todos os tipos de carnes. Ou seja, vegetarianos têm em comum o fato de não consumirem peixes, carnes vermelhas (carnes de mamíferos) ou brancas (geralmente aves) e outros animais marinhos. As diferenças começam, principalmente, na alimentação ou não de produtos que têm origem animal, como ovos, leites, queijos, iogurtes, gelatinas e outros.

As razões para adotar o vegetarianismo podem ser diversas, e a explicação pode ir da objeção ao consumo de seres com algum nível de consciência, razões de saúde, uma escolha política, por justificativas ambientais ou culturais, motivos econômicos ou mesmo pela mera vontade de perder peso e manter um certo tipo de corpo.

Tipos de vegetarianos e suas diferenças 

A alimentação vegetariana faz parte de um grande debate. Entretanto, sempre existe concordância sobre quais são os quatro tipos de vegetarianos fundamentais, que se tornam a base de comparação de todas as demais classificações. Definimos abaixo estes tipos de vegetarianos (também chamados de níveis de vegetarianismo) e suas principais características.

1. Ovolactovegetarianos

A categoria mais moderada de vegetariano, ela é definida por conter restrições a todos os tipos de carne (não se come frango, peixe, frutos do mar ou carnes vermelhas), mas ainda permite o consumo de laticínios e ovos. É o tipo mais comum de vegetarianismo, principalmente porque permite uma alimentação mais abrangente e que não necessita de tantos malabarismos ou inovações no momento das refeições.

2. Lactovegetarianos

Tampouco consomem qualquer tipo de carne, assim como os ovolactovegetarianos. A diferença está no fato de que excluem de sua alimentação os ovos e qualquer produto que os contenha, mas ainda se alimentam de laticínios. Está principalmente ligado à razões religiosas e, mesmo por isso, é predominante em países como a Índia.

3. Vegetarianos

Categoria que dá nome à classe, os vegetarianos não consomem nenhum tipo de carne e ainda retiram de sua dieta os laticínios, ovos e todos os produtos derivados de ambos.

4. Veganos

Além de não consumirem nenhum tipo de carne e muito menos laticínios, ovos e produtos derivados de animais – como bolos que utilizam leite e ovos, e alimentos como gelatina e mel – os veganos não fazem uso de nada que tenha origem animal em todas as áreas de sua vida, e não somente na alimentação.

A origem da decisão costuma ser por motivos éticos, e excluem sua participação de qualquer espetáculo ou atividade que envolva algum tipo de sofrimento animal. Isto é expandido, ainda, para o vestuário, e veganos evitam utilizar tecidos como a seda e o couro.

Dos quatro tipos de vegetarianos, este é o mais político, envolvendo muito mais uma filosofia de vida do que somente uma escolha alimentar. Veganos tampouco fazem uso de cosméticos e outros produtos que façam testes em animais.

Uma ramificação dos veganos são os frugíveros, que se alimentam somente de frutos.

Outras categorias

O que fazer, porém, daqueles que restringem suas alimentações a somente alguns tipos de carne, ou mesmo a formas específicas de preparo?

A partir desde ponto as definições ficam um pouco mais complexas e, ao mesmo tempo, são foco de um debate maior. Ainda que alguns não considerem estas categorias como pertencentes à classe dos vegetarianos, muitos discordam desta posição. É inegável, porém, a importância de conhecer estas outras classificações que são motivo de discórdia entre os defensores do não-consumo de carnes.

– “Semivegetarianos”

Nesta categoria, cabem aquelas pessoas que se denominam como pescovegetarianos – que evitam todos os tipos de carne exceto peixes e frutos do mar. Também é possível enquadrar aqui aqueles que possuem uma dieta majoritariamente ovolactovegetariana e que, ocasionalmente, ainda consomem carne.

– “Ovovegetarianos”

Os ovovegetarianos se caracterizam por não consumirem laticínios e alimentos que contenham esses produtos, como leite, manteiga e queijos. Ainda assim, consomem ovos e derivados.

– “Crudívoros”

Os crudívoros são aqueles que só consomem os alimentos in natura, portanto, só os comem crus. Eles não necessariamente se encaixam na categoria de veganos, uma vez que existem crudívoros que se alimentam de mel e outros produtos animais.

Cuidados

É preciso cuidado na hora de implementar qualquer tipo de restrição alimentícia em sua dieta, e a opção por uma vida vegetariana não foge à regra. Assim, é importante consultar um médico ou nutricionista a fim de discutir quais as maneiras corretas de substituir os nutrientes e substâncias encontradas nas carnes, especialmente as proteínas.

Caso exista a opção por tipos de vegetarianos com maiores limitações, os produtos de origem animal que são excluídos da dieta também devem ser considerados e discutidos com esses profissionais da saúde, uma vez que podem ser fontes importantes de cálcio e ferro que farão falta sem a devida manutenção.

De resto, vale lembrar que o vegetarianismo é uma escolha, e quem decide o que evitar ou incluir em sua alimentação é você mesmo, junto com seu médico. Não é necessário estar incluído estritamente em nenhum dos tipos de vegetarianos possíveis, ainda que estas classificações ajudem a refletir e definir objetivos de curto a longo prazo para si mesmo. O mais importante é tomar uma decisão consciente e, principalmente, cuidadosa para que não haja efeitos indesejados para a saúde.

Atenção

Caso não haja acompanhamento nutricional ou médico, o indivíduo que opta pelo vegetarianismo pode sofrer com a deficiência de diversas substâncias importantes para a manutenção da saúde. As deficiências nutricionais podem ser amplas se houver descaso com a alimentação e não existir um acompanhamento médico.

Alguns exemplos são: deficiência proteica, de ferro, de vitaminas (especialmente as vitaminas D e B12), de cálcio e de zinco, além do possível excesso no consumo de carboidratos, não devem ser ignorados, especialmente por aqueles que buscam uma vida saudável.

Você conhece que tipos de vegetarianos em seu círculo social? Quantos amigos e conhecidos já aderiram a algum deles? E você, tem vontade? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 3,67 de 5)
Loading...

Deixe um comentário