A Dieta da Carne – Como Funciona, Cardápio e Dicas

Especialista:
atualizado em 12/12/2019

Há inúmeras dietas com diversas promessas, mas será mesmo que você escolhe aquela que melhor oferece benefícios à sua saúde e também um emagrecimento eficiente? Pois é, podemos contar com diversas opções, mas a maioria delas proíbe ou limita o consumo de determinado nutriente que é fundamental ao funcionamento de seu organismo.

É comum encontrarmos pessoas com dietas restritas a vegetais e proibições de carnes, mas essas pessoas não refletem sobre os aspectos positivos que a carne pode oferecer, principalmente para aqueles que desejam ganhar massa muscular. Quem não adora se deliciar com o sabor de um bife bem preparado?

A dieta da carne é similar à dieta criada pelo Dr. Melvin Anchell, que escreveu um livro no ano de 1998, onde expõe recomendações para uma dieta destinada para os amantes do sabor da carne que desejam reduzir o percentual de gordura. As orientações alimentares podem auxiliar na redução do percentual de gordura e ainda contribuir para a saúde de seus músculos, mas para obter sucesso, é imprescindível que conheça as características da dieta da carne, para então iniciar a busca pela boa forma.

Como funciona a dieta da carne?

O objetivo inicial é que, ao cortar drasticamente o consumo de carboidratos, as reservas de gordura se tornem o principal combustível de energia. O resultado a ser conquistado é a queima de gorduras de forma eficiente. Diversos estudos foram realizados com a finalidade de comprovar a perda de peso com essa dieta e também para auxiliar no controle de diabetes e triglicerídeos. Devemos ressaltar que como qualquer dieta, esta pode se tornar um desafio para ser mantida a longo prazo.

A dieta pode ser estruturada em fases, para que assim você repense sobre os alimentos permitidos e proibidos, já que as restrições podem se tornar propósitos para a interrupção da conquista da boa forma. Dessa forma, você deve conhecer melhor sobre os alimentos que você pode e não pode comer nas fases.

A fase 1, a qual também pode ser conhecida como indução, possui as seguintes regras:

  • Não é permitido consumir mais que 20 gramas de carboidratos por dia, ou seja, é imprescindível que você se adapte a uma alimentação mais rica em legumes e vegetais.
  • Você pode consumir proteínas através de carnes de aves, peixes, carne vermelha.
  • É recomendado se manter longe de massas, pães, frutas, cereais, legumes ricos em amido, produtos lácteos e cremes.
  • Não é permitido comer nozes, sementes e inclusive feijão.
  • Bebidas alcóolicas e café também estão entre os alimentos que são proibidos nessa fase inicial.

Em seguida, ocorre a fase que objetiva a manutenção do peso conquistado, que é caraterizada por muitos como a fase mais difícil e que pode levar ao retorno de todo peso perdido.

Nessa fase, você deverá adicionar gradativamente mais vegetais ao seu plano alimentar. A partir desse momento, será possível diversificar as refeições através da inserção de sementes, legumes, frutos, nozes e até vinho, que já foi submetido a diversos estudos para comprovação de que pode agir positivamente para a saúde, se consumido de forma segura. Bebidas alcóolicas com pouca quantidade de carboidratos também podem ser adicionadas.

Então vamos analisar: manter a dieta da carne é simples, apenas seguir as instruções, reduzir o consumo de alimentos gordurosos e ricos em carboidratos e priorizar o consumo de vegetais e fontes de proteínas. Devemos ressaltar que cada indivíduo possui necessidades particulares para seu corpo.

Na dieta da carne, você pode consumir duas ou três refeições, nas quais você estará autorizado a comer a porção de carne que desejar, mas não deverão conter nenhum carboidrato.

Cardápio

Café da manhã:

  • Omelete simples ou com queijo e presunto;
  • Chá gelado ou Suco clight.

Almoço:

  • Salada à vontade;
  • Ovos cozidos;
  • 1 filé médio de carne;
  • Gelatina diet para sobremesa.

Lanche da tarde:

  • Chá gelado ou quente;
  • Café (a partir da segunda fase);
  • Queijo magro.

Jantar:

  • Salada à vontade;
  • 30 gramas de peito de frango.

Ceia:

  • 1 taça de gelatina diet ou 1 taça de salada de frutas.

Dicas

  • Você pode beber chás emagrecedores durante todo o dia, pois a bebida pode contribuir para que seu corpo se mantenha em estado de termogênese, assim queimando calorias continuamente.
  • Manter-se longe de alimentos gordurosos ou condimentados pode auxiliar na conquista do peso desejado. Eles podem contribuir para que seu corpo retenha líquidos e ocasionam inchaços que podem oferecer desconfortos a você.
  • A dieta da carne foi elaborada objetivando um maior consumo de carne, pois ela pode oferecer saciedade por um maior período de tempo. Dessa forma, evitar o consumo de carnes no período noturno pode garantir que você tenha um sono mais tranquilo, já que o processo de digestão delas não é tão rápido.
  • A água pode ser uma aliada que aproximará você do peso que deseja. Ela pode ser consumida nos momentos de ansiedade e desejo por doces e comida em horários impróprios.
  • Não dizemos que você não poderá ter dias livres ou refeições livres da dieta da carne, mas é importante que você reconheça o limite saudável a ser consumido. Você poderá contar com exceções, mas ter cuidado com as porções é fundamental na manutenção do peso conquistado.
  • Ao conquistar o peso desejado, não interrompa a dieta da carne de forma espontânea, busque se adequar à reeducação alimentar. Um corpo delineado requer uma alimentação saudável, por isso, priorize comer alimentos naturais.

Acompanhamento médico

A orientação médica pode ser o diferencial que você espera para conquistar o peso desejado. É interessante que você exponha as particularidades de seu corpo, para que assim, o profissional da saúde possa fazer uma avaliação das necessidades de seu organismo, para que ele se comporte de forma adequada para resultar na queima de gorduras.

Exercícios físicos

A dieta saudável é a melhor forma de entrar em forma, mas os exercícios físicos são os mais indicados para você auxiliar seu corpo a queimar mais calorias diariamente. Se você deseja perder peso, deverá consumir menos calorias e queimar mais, e é exatamente nesse aspecto que podemos destacar as atividades.

Manter seu corpo em movimento fará com que seu metabolismo se mantenha ativo e queimando calorias não só durante as atividades, mas também após. É imprescindível que você reserve um período de seu dia para praticar exercícios físicos pelo menos de 3 a 5 vezes por semana. Reflita, pois essas atividades e o percentual de gordura baixo não só contribuirá para sua saúde no presente, como também futuramente.

Você já conhecia a dieta da carne? Tem vontade de adotá-la durante um período para conseguir emagrecer? Acha que seria possível? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (16 votos, média: 3,81 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

10 comentários em “A Dieta da Carne – Como Funciona, Cardápio e Dicas”

  1. Quero adquirir a dieta da carne mas não sei como fazer
    Queria q me mandassem o cardápio para seguir a cada dia da semana
    Obrigada