Azeite

Estudo Descobre que Azeite Pode Ajudar a Prevenir Câncer no Cérebro

O azeite de oliva, que já um componente altamente estimado da dieta mediterrânea, pode desempenhar um papel na prevenção do câncer cerebral, concluiu um novo estudo.

Pesquisadores da Universidade de Edimburgo, na Escócia, analisaram o efeito do ácido oleico, o composto predominante do azeite, sobre uma molécula celular específica. A molécula que foi examinada é a chamada miR-7, que é ativa no cérebro e conhecida pela capacidade de bloquear formação e crescimento dos tumores.

O ácido oleico, especificamente, evita que uma proteína celular conhecida como MSI2 bloqueie a produção de miR-7, reduzindo o risco de câncer.

“Embora ainda não possamos dizer que o consumo de azeite na dieta ajuda a prevenir o câncer cerebral, nossos estudos sugerem que o ácido oleico pode auxiliar a produção de moléculas que combatem tumores em células cultivadas no laboratório”, explica o pesquisador principal Gracjan Michlewski em um comunicado de imprensa da Universidade. “Outros estudos poderiam ajudar a determinar o papel que o azeite pode ter na saúde do cérebro”.

Agora, as descobertas dos pesquisadores parecem sugerir que o ácido oleico poderia ser integrado nas terapias para prevenir o desenvolvimento de câncer cerebral.

Além de prevenir potencialmente doenças neurológicas, o principal benefício para a saúde do consumo do consumo de azeite de oliva é a redução do colesterol ruim, o que pode ajudar a reduzir o risco de doença cardíaca e acidente vascular cerebral. Um estudo no início deste ano mostrou que as pessoas que seguem a dieta mediterrânea podem melhorar os efeitos do colesterol “bom” adicionando um pouco de azeite em  suas refeições.

O experimento foi realizado em extratos de células humanas e células vivas em laboratório, e foi financiado pelo Medical Research Council e Wellcome Trust. Suas descobertas foram publicadas no Journal of Molecular Biology.

Você tem o costume de consumir bastante azeite em sua dieta? Já experimentou aderir à dieta mediterrânea? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*