Faseolamina – O que é, benefícios e como tomar

Especialista:
atualizado em 11/02/2021

Atualmente a busca pelo emagrecimento deixou de ser apenas uma preocupação estética e passou a ser uma questão de saúde, e a faseolamina é uma substância que atua em ambos os casos.

  Continua Depois da Publicidade  

Sabe-se que a melhor forma de perder peso é através da reeducação alimentar aliada à prática de exercícios físicos, porém já existem alguns produtos e suplementos que podem auxiliar neste processo.

Dentre estes produtos está a faseolamina, uma proteína encontrada no feijão branco que auxilia não só no emagrecimento como também na melhoria da ação da insulina e consequente auxílio na prevenção e tratamento da diabetes.

Confira a seguir todos os benefícios deste poderoso suplemento natural, bem como a forma correta de tomar e ainda seus efeitos colaterais.

O que é a faseolamina?

faseolamina e feijão branco

A faseolamina (phaseolus vulgaris) é uma glicoproteína extraída do feijão branco que atua na redução da absorção de carboidratos, tais como o arroz e o pão.

Ela pode ser encontrada na forma de suplemento (cápsulas) ou ser obtida a partir da trituração do feijão branco cru.

Para que serve?

De modo bem simples pode-se dizer que a faseolamina bloqueia a alfa-amilase, uma enzima que está naturalmente presente em nosso organismo, cuja função é “quebrar” os carboidratos e permitir a liberação de glicose para as células. Uma vez inibida, restará pouca glicose no sangue e esta não será convertida em gordura.

Benefícios da faseolamina

O uso da faseolamina na forma de suplemento ou mesmo o consumo de feijão branco traz uma série de benefícios ao organismo. Veja a seguir quais são eles.

1. Faseolamina pode auxiliar na perda de peso

Como dito anteriormente, a faseolamina possui em sua composição uma substância que bloqueia a ação da alfa-amilase, impedindo assim a absorção de parte dos carboidratos pelo organismo.

Impede-se da seguinte maneira: sem a alfa amilase o sistema digestivo não consegue degradar os amidos em açúcares simples, deste modo ele elimina através das fezes parte dos carboidratos ingeridos durante a refeição, auxiliando assim na perda de peso.

  Continua Depois da Publicidade  

Alguns estudos têm demonstrado clinicamente o que muitos fabricantes do suplemento afirmam há tempos: a faseolamina ajuda a emagrecer.

Em um destes estudos, publicado no International Journal of Medical Sciences, pesquisadores analisaram os efeitos da faseolamina em voluntários com sobrepeso que fizeram uso do composto durante 30 dias.

Ao final da pesquisa, observou-se que os participantes que consumiram 445 mg de faseolamina diariamente perderam mais peso, medidas e gordura corporal quando comparados com aqueles que receberam o placebo.

Além disso, o extrato de feijão branco ajudou aqueles que emagreceram a manter massa magra, ou seja, pode-se emagrecer com o auxílio da faseolamina sem perder tecido muscular.

2. Controla a glicemia

homem fazendo exame de sangue

Esta propriedade da faseolamina é importante não só para os diabéticos, como também para quem precisa emagrecer.

De acordo com um estudo publicado em 2011 no periódico especializado Nutritional Journal, o extrato de feijão branco baixa os níveis de glicemia pós-prandial, isto é, a taxa de açúcar no sangue logo após a refeição.

Isso significa que a faseolamina reduz o valor glicêmico da refeição, efeito que por sua vez diminui a necessidade de produção de insulina por parte do pâncreas.

Para quem tem ou então procura prevenir a diabetes, uma menor liberação de insulina favorece a sensibilidade dos tecidos ao hormônio, dificultando o surgimento da chamada “resistência à insulina“.

  Continua Depois da Publicidade  

Já para quem está acima do peso, essa propriedade da faseolamina facilita o controle do apetite e dificulta o acúmulo de gordura. E tudo, novamente, por conta da ação da insulina.

Um excesso do hormônio na circulação pode levar à hipoglicemia, estado em que há pouca glicose na circulação (isso ocorre porque a insulina ajuda a enviar o excedente para o interior das células).

Para o corpo, hipoglicemia se traduz em fome, pois a falta de açúcar significa pouco combustível para todas nossas funções metabólicas.

Tem-se então aquela famosa vontade de comer doce – ou sensação de fome – pouco tempo após a refeição. E, ainda por cima, o excedente de insulina estimula o acúmulo de gordura, especialmente na região do abdômen.

3. Melhora a saúde intestinal

Nós dissemos anteriormente que parte dos carboidratos que não são absorvidos acaba sendo excretado pelo intestino, mas há ainda outro caminho para os carboidratos: eles podem se transformar em alimento para as bactérias intestinais.

Após deixarem o estômago, os carboidratos não digeridos passam por uma fermentação no intestino, em um processo que é altamente benéfico para a microbiota (flora) intestinal.

E já se sabe que uma parede intestinal saudável é essencial para a prevenção da prisão de ventre e do câncer de cólon.

4. Redução de Medidas

Mas isso não é a mesma coisa que emagrecer? Na verdade, a faseolamina ajuda indiretamente a reduzir os níveis de gordura corporal. Entenda o porquê.

Quando a alfa-amilase é inibida, há menos carboidratos disponíveis para serem convertidos em glicose. Sendo a glicose a fonte principal de energia para o organismo, quando ocorre a falta da molécula há uma necessidade de se obter combustível de outra fonte, no caso dos adipócitos (células de gordura).

É claro que não podemos dizer que a faseolamina queima gordura – mesmo porque ela não tem efeito termogênico – mas sim que a glicoproteína estimula a utilização de parte da energia já estocada como gordura no organismo.

mulher magra

Como tomar a faseolamina

Para se beneficiar através do uso da faseolamina, você deverá tomar uma colher de chá (rasa) da farinha dissolvida em água antes do início das principais refeições. Veja aqui como fazer a farinha de feijão branco em casa.

Caso opte pelas cápsulas de faseolamina, que podem ser encontradas em concentrações de 250, 500 e 1.000 mg, você deverá tomar uma delas com um copo de água cerca de 20 minutos antes da refeição.

É fundamental lembrar que, como atua sobre a alfa-amilase, a faseolamina só surtirá efeito na presença de uma fonte de carboidratos. E, como a digestão dos amidos se inicia ainda na boca, não faz sentido consumir a faseolamina após a refeição.

Dose ideal

Não existe uma dose única da faseolamina para que se possa obter todos os seus benefícios, mas recomenda-se não ultrapassar 1.000 mg (1 g) da substância ao dia, sob o risco de efeitos colaterais como distensão abdominal e diarreia.

Contraindicações

Como a faseolamina reduz a glicemia sanguínea, gestantes, lactantes e pessoas que sofrem com hipoglicemia devem evitar o uso do composto sem orientação médica.

Praticantes de atividade física intensa que necessitam de energia quase que instantânea também devem evitar o uso de faseolamina antes dos treinos.

Efeitos Colaterais

Ainda que seja um produto natural, a faseolamina pode causar alguns efeitos colaterais. Os principais são:

  • náuseas;
  • dor de cabeça;
  • inchaço abdominal;
  • gases;
  • diarreia.

Vale ressaltar que, muitos suplementos disponíveis atualmente no mercado contém, além da faseolamina, outros ingredientes emagrecedores em sua composição.

Sendo assim, para evitar outros possíveis efeitos indesejados, verifique o rótulo e dê preferência para a aquisição de faseolamina pura.

Toxicidade

Assim como todas as demais leguminosas, o feijão branco ainda cru contém ácido fítico em sua camada mais externa.

Quando o feijão não é deixado de molho e cozido, este ácido permanece ativo, podendo ligar-se ao cálcio, zinco, magnésio e cobre no trato intestinal, dificultando a absorção destes minerais.

O cozimento neutraliza o ácido fítico, porém acaba também por desnaturar a faseolamina, deste modo orienta-se consumir pequenas quantidades deste composto diariamente.

Apesar de estudos desenvolvidos recomendarem 3.000 mg de faseolamina ao dia, os fabricantes deste suplemento costumam recomendar apenas um terço desta dosagem.

Fontes e referências adicionais

Você já experimentou ou tem curiosidade de utilizar a suplementação de faseolamina? Para que propósito? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (155 votos, média: 3,71 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

3 comentários em “Faseolamina – O que é, benefícios e como tomar”