O que é flora intestinal?

Especialista da área:
atualizado em 14/09/2021

Quando a maioria das pessoas pensa em bactérias, imagina organismos causadores de doenças que devem ser evitados e como é necessário combater as infecções causadas por elas. Porém, embora existam muitos tipos de bactérias nocivas, nosso organismo contém muitas formas de bactérias úteis ou “amigáveis”, e que estão presentes no trato intestinal.

  Continua Depois da Publicidade  

Conhecidas como flora intestinal, estes organismos consistem em bactérias, protozoários, fungos e leveduras e têm finalidades específicas que ajudam o corpo a manter uma boa saúde.

Então veja a seguir o que é flora intestinal, quais são suas funções, como ela se desenvolve e cuidados a serem tomados para mantê-la saudável.

Aproveite para conferir o que ajuda a sua microbiota intestinal e entenda a relação entre ambos.

Flora intestinal

bactérias da flora intestinal

Flora é o termo científico para um grupo de plantas ou bactérias tipicamente específicas de uma determinada área, e frequentemente é contrastado com o termo “fauna”, que é usado para descrever a vida animal desta mesma área. Daí a expressão “fauna e flora” de um lugar.

Na área da saúde e medicina, flora é o termo usado para descrever os microrganismos que existem no corpo humano ou dentro dele, como é o caso da flora da pele e intestinal, respectivamente. O termo “flora”, no contexto do corpo humano, refere-se a bactérias, leveduras e outros fungos.

O trato gastrointestinal é um sistema complexo que permite que o corpo faça a digestão e absorva os alimentos enquanto movimenta os resíduos não aproveitados para a excreção através das fezes. Para que o trato intestinal funcione adequadamente, a flora intestinal deve estar equilibrada.

  Continua Depois da Publicidade  

Os microrganismos conhecidos como probióticos, que compõe a flora intestinal, têm várias funções benéficas ao organismo, e ao mesmo tempo, são alimentadas pelo seu hospedeiro. Por exemplo, esses micro-organismos residem no trato intestinal, de onde recebem nutrientes para o seu crescimento.

A flora intestinal está presente tanto no intestino grosso como no delgado.

Desenvolvimento da flora intestinal

Antes dos bebês nascerem, acredita-se que os seus intestinos sejam completamente, ou na maior parte, estéreis, e quando passam pelo canal de nascimento da mãe, são expostos aos microrganismos da vagina, dando origem ao seu microbioma (ou microbiota).

O microbioma é o conjunto de microrganismos de um particular ecossistema, neste caso, o nosso próprio corpo. Esses microrganismos estão presentes em várias partes do organismo, como cabelo, pele, cavidade oral, vias aéreas, trato gastrointestinal e urogenital.

Esses microrganismos são a primeira linha de defesa contra os diferentes patógenos microbianos, atuam na digestão e na maturação do sistema imunológico.

O microbioma dos bebês se desenvolve com a exposição ambiental, ingestão de leite materno e em seguida os alimentos. A composição da flora intestinal continua evoluindo durante toda a vida das pessoas.

  Continua Depois da Publicidade  

Funções da flora intestinal

Nutrientes da vitamina C
A flora intestinal é responsável por sintetizar alguns tipos de vitaminas e nutrientes

Veja quais são as funções da flora intestinal:

1. Síntese de nutrientes

A flora intestinal não apenas trabalha para ajudar o corpo a quebrar e digerir os alimentos, mas também é responsável por sintetizar alguns tipos de vitaminas e nutrientes.

Por exemplo, a flora normal ajuda o organismo a criar vitamina K, ajuda na absorção de minerais e trabalha para transformar alguns tipos de amidos e açúcares em fontes de energia para o corpo.

2. Imunidade

Os microrganismos presentes na flora intestinal trabalham para proteger o corpo contra infecções, e isto pode ocorrer através da inibição do crescimento de organismos prejudiciais. Por exemplo, os lactobacilos são parte da flora intestinal e considerados “amigáveis” desempenhando um papel importante no combate à proliferação de organismos nocivos.

Esses microrganismos inibem o crescimento de Candida Albicans, um tipo de levedura que pode causar infecções, enquanto que, ao mesmo tempo, alguns tipos de microrganismos desta flora previnem a infecção criando uma barreira invisível. Por exemplo, as bifidobacteria geram substâncias que restringem o crescimento de alguns tipos de bactérias gram-negativas e gram-positivas.

  Continua Depois da Publicidade  

3. Efeitos metabólicos

A flora intestinal desempenha um papel importante no fornecimento de vitaminas e outros nutrientes que são essenciais para a boa saúde. O microbioma também interage com os carboidratos que não foram digeridos no intestino delgado, como o amido, que fornecem mais nutrientes, estimulam o crescimento das células epiteliais e modulam o armazenamento de gordura.

4. Digestão

De acordo com a Universidade Maryland Medical Center, a flora intestinal pode ajudar na digestão de alimentos para formar outros componentes. Por exemplo, o Lactobacillus acidophilus cria ácido láctico e peróxido de hidrogênio no intestino durante o processo digestivo assim que os alimentos são decompostos.

Os produtos que surgem com este processo também podem servir a outros propósitos, como por exemplo, o fortalecimento da imunidade. Além disso, a flora intestinal também pode ajudar na digestão ao decompor proteínas ou ajudando o corpo a digerir produtos lácteos.

5. Problemas de saúde associados

Atualmente, sabe-se que uma composição de microrganismos na flora intestinal menor do que o ideal pode contribuir para problemas de saúde, tanto digestivos como não digestivos.

Os problemas de saúde que, por enquanto, parecem ter ligações diretas com um desequilíbrio da flora intestinal, um estado conhecido como disbiose, incluem:

  Continua Depois da Publicidade  

Cuidados para sua flora intestinal

mulher com as mãos na barriga

Para manter uma flora intestinal saudável, mantenha os níveis de estresse baixo, consuma o mínimo possível de antibióticos e mantenha uma dieta nutritiva que inclua alimentos que são considerados probióticos, já que eles têm o potencial de otimizar a sua flora intestinal.

Um procedimento conhecido como transplante de microbiota fecal parece ser algo promissor em casos extremos que precisam melhorar a flora intestinal.

Agora que você já sabe o que é flora intestinal, suas funções e como ela é importante para a sua saúde, siga essas dicas para manter tanto ela como a sua saúde geral em bom estado.

Fontes e referências adicionais

Você já sabia o que é flora intestinal? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dr. Marcos Marinho

Dr. Marcos Marinho é especialista em Gastroenterologia, Endoscopia Digestiva e Ultrassonografia - CRM 52.104130-4. Formou-se em Medicina pela Universidade do Grande Rio (Unigranrio) e é pós-graduado em Gastroenterologia pelo IPEMED. Realizou cursos de ultrassonografia geral e intervencionista pela Unisom, ultrassonografia musculoesquelética e Doppler pelo CETRUS. Atualmente, é pós-graduando de Endoscopia Digestiva pela Faculdade Suprema de Juiz de Fora-MG. No momento, atua em vários municípios do estado do Rio de Janeiro como na capital, Niterói, Magé e Araruama. Dr. Marcos Marinho tem experiência em setores variados de sua especialização e continua em constante aprendizado e evolução para ser uma referência da área. Para mais informações, entre em contato através de seu Instagram oficial @drmarcosmarinho

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário