Fisiculturista Chris Dickerson – Dieta, Treino, Medidas, Fotos e Vídeos

Especialista:
atualizado em 16/01/2020

Chris Dickerson teve uma das carreiras mais longas e vitoriosas do fisiculturismo: foram quase trinta anos de competições e mais de 20 títulos como profissional. O auge de sua carreira foi em 1982, quando aos 43 anos venceu seu primeiro e único título de Mr. Olympia, derrotando na final ninguém menos que o lendário Frank Zane.

Primeiros anos

A biografia de Chris Dickerson começa ainda antes do seu nascimento, já que alguns anos antes de dar à luz Chris, sua mãe havia feito história ao se tornar a primeira advogada negra do Alaska. Se hoje o fato chama pouca atenção, à época foi considerado um grande feito e mais tarde serviria para embutir no jovem Chris o conceito de liberdade de escolha, de fazer aquilo que quisesse com sua própria vida sem se importar para os outros.

images

Chris Dickerson nasceu em 1939 no sul dos Estados Unidos, junto com seus trigêmeos, e ainda jovem se interessou pelas artes, o que o levou a estudar música e dança na universidade e trabalhar como ator em Nova York após se formar.

Como, no entanto, os Estados Unidos da década de 60 ainda eram um país profundamente marcado pela segregação racial, Chris começou a perceber que sua carreira como ator não teria como decolar e resolveu se dedicar somente ao fisiculturismo. E embora o bodybuilding fosse uma modalidade relativamente recente e praticamente desconhecida do grande público, Chris Dickerson recebeu o apoio da mãe e começou a participar de competições de fisiculturismo.

Carreira como Fisiculturista

Chris conheceu o mundo do fisiculturismo em 1963, após ser apresentado ao famoso treinador Bill Pearl, que viria a ser seu coach e mentor. Já em sua primeira competição – A.A.U Mr. Atlantic Coast -, conquistou o primeiro lugar, o que o fez uma jovem promessa a ser observada.

Em 1970, Chris Dickerson conquistou o primeiro lugar no A.A.U Mr. America, e pelos próximos quatro anos seria também o grande nome do circuito amador de bodybuilding, com vitórias no Mr. Universe de 1970, 71 e 73. Em 1974, Chris ficou com o título de campeão do Pro Universe.

Foi somente em 1979, aos 40 anos, que Chris Dickerson finalmente estreou na IFBB (International Federation of BodyBuilding). Sua estreia foi em grande estilo, com uma vitória no Canada Pro Cup. Após ficar em segundo lugar no Mr. Olympia por dois anos seguidos (80 e 81), Dickerson finalmente chegou ao topo do esporte, sagrando-se campeão do Mr. Olympia de 1982 (o atleta mais velho a atingir tal feito).

Depois de alguns anos se dedicando mais à música (Chris é também um talentoso cantor de ópera), o fisiculturista resolveu voltar a treinar com intensidade para participar do Mr. Olympia Masters, competição em que sagrou-se campeão na categoria acima de 50 anos.

No mesmo ano de sua última competição, Chris resolveu definitivamente encerrar sua carreira e passou a se dedicar a palestras, cursos e workshops para fisiculturistas. Atualmente, o atleta reside na Flórida, onde se recupera de um acidente vascular cerebral sofrido no ano de 2013.

Veja alguns dos melhores momentos de Chris Dickerson ao longo de sua longa carreira:

Modelo

Durante os anos 60, Chris Dickerson fez diversos trabalhos como modelo, aparecendo também na capa das revistas mais famosas de fisiculturismo, como a Iron Man e a Flex. Em 1970, Chris posou nu para o fotógrafo Jim French, naquele que é considerado um dos melhores nus artísticos da época.

scan10001

chris12

download (1)

Dieta de Chris Dickerson

Como a carreira de Chris Dickerson como profissional começou relativamente tarde, ele teve que mudar sua alimentação para conseguir os mesmos resultados de antes, pois aos 40 anos seu metabolismo já não era mais o mesmo. Se antes Chris podia consumir fast food e laticínios com frequência, agora qualquer deslize no período competitivo poderia colocar seus ganhos em perigo.

No período de off-season a dieta de Chris Dickerson era equilibrada, com proteínas, carboidratos e gorduras em quantidades adequadas para seu nível de atividade física. Ao contrário dos atletas de hoje em dia que fogem dos carboidratos e focam somente nas proteínas, Chris consumia muitos cereais integrais, frutas, verduras, laticínios, carne branca, carne vermelha, ovos, legumes, sementes e nozes.

Embora fizesse suplementação com vitaminas e minerais durante todo o ano, no período imediatamente anterior às competições Chris aumentava ainda mais a dose de nutrientes para compensar as deficiências em sua alimentação devido à dieta hipocalórica. De 4 a 6 semanas antes das apresentações Dickerson passava a seguir uma dieta bastante restrita, composta basicamente por peixe assado, peito de frango sem pele, salada, fruta, água e café puro.

Para Chris, ficar quase 40 dias comendo uma variedade tão pequena de alimentos era uma tortura, mas segundo o fisiculturista valia a pena, já que além de eliminar gordura esse tipo de alimentação também o deixava com os músculos mais definidos – o que é possível comprovar através de suas fotos da época.

Treino de Chris Dickerson

Chris treinava seis dias por semana, em uma rotina dividida de acordo com os principais grupos musculares e utilizando o máximo de carga que pudesse suportar. Seu objetivo sempre foi realizar o exercício na forma mais rigorosa possível, mantendo o foco e cuidando para manter a técnica adequada durante o movimento.

Durante suas entrevistas, o fisiculturista sempre ressalta que seus treinos são apropriados somente para fisiculturistas experientes, e não devem ser copiados por quem está entrando no esporte agora. Para Chris Dickerson, o maior erro que um jovem iniciante pode cometer é treinar demais – o que, segundo ele, só irá retardar ainda mais seu progresso na musculação.

Veja a rotina de treinos de Chris Dickerson:

– Segunda, Quarta e Sexta-Feira

  • Aquecimento com abdominais;
  • Elevação de pernas com rotação de tronco na barra fixa- 50 repetições de cada lado;
  • Rotação de tronco inferior deitado- 50 repetições de cada lado;
  • Abdominal no banco com giro- 50 repetições de cada lado;
  • Elevação de pernas no banco- 100 repetições;
  • Elevação de pernas com o joelho dobrado- 100 repetições;
  • Desenvolvimento militar sentado- 4 séries com 6 repetições;
  • Elevações posteriores com halteres deitado- 4 x 6;
  • Desenvolvimento com halteres em pé- 4 x 6;
  • Remada unilateral no banco- 4 x 6;
  • Elevação na barra com pegada fechada- 4 x 10;
  • Remada na polia alta- 4 x 6;
  • Puxada pulley pela frente- 4 x 6;
  • Supino inclinado com barra- 4 x6;
  • Supino inclinado com halteres- 4 x 6;
  • Elevação lateral com flexão de braços- 4 x 6.

Terça, Quinta e Sábado

  • Levantamento bom-dia- 100 repetições de cada lado;
  • Elevação lateral ¾- 50 repetições de cada lado;
  • Extensão do quadril em três apoios- 100 repetições de cada lado;
  • Elevação do quadril- 100 repetições;
  • Extensão unilateral de tríceps no pulley- 4 x 6;
  • Mergulho nas paralelas- 4 x 6;
  • Rosca francesa- 4 x 6;
  • Extensão de pernas- 4 x 6;
  • Agachamento frontal- 4 x 6;
  • Agachamento hack- 4 x 6;
  • Rosca em pé com barra EZ- 4 x 6;
  • Rosca alternada sentado- 4 x 6;
  • Rosca inclinada com halteres- 4 x 6;
  • Rosca concentrada- 4 x 6.

Medidas 

Chris Dickerson se destacou por seu tríceps desenvolvido e muito bem definido. Possivelmente, o músculo foi um dos principais motivos por trás de seu título no Mr. Olympia de 1982. Outra característica que chamava a atenção em Chris era o fato de ser um dos poucos fisiculturistas com uma panturrilha praticamente do mesmo tamanho (às vezes até maior) que o braço.

Principais medidas de Chris Dickerson:

  • Altura: 1,68;
  • Peso: 83kg;
  • Bíceps: 45,7 cm;
  • Panturrilhas: 45,0 cm;
  • Peitoral: 131,0 cm.

Histórico em Competições

Poucos fisiculturistas tiveram uma carreira tão longa e vitoriosa quanto Chris Dickerson. De seu primeiro título, aos 27 anos, até sua última competição no Mr. Olympia Masters, foram quase três décadas de competição, e 30 títulos como amador e profissional.

Veja as principais participações de Chris Dickerson em campeonatos amadores e profissionais:

  • 1966 Mr New York State – AAU, vencedor geral
  • 1966 Mr Eastern America – AAU, vencedor geral
  • 1966 Mr Atlantic Coast – AAU, vencedor geral
  • 1966 Junior Mr USA – AAU, maior massa muscular, vencedor
  • 1966 Junior Mr USA – AAU, vencedor
  • 1967 Mr California – AAU, vencedor
  • 1967 Mr America – AAU, maior massa muscular, quarto lugar
  • 1967 Mr America – AAU, sexto lugar
  • 1967 Junior Mr America – AAU, maior massa muscular, quinto lugar
  • 1967 Junior Mr America – AAU, quarto lugar
  • 1968 Mr USA – AAU, maior massa muscular, segundo lugar
  • 1968 Mr USA – AAU, vencedor
  • 1968 Mr America – AAU, maior massa muscular, terceiro lugar
  • 1968 Mr America – AAU, terceiro lugar
  • 1968 Junior Mr America – AAU, terceiro lugar
  • 1969 Mr America – AAU, segundo lugar
  • 1970  Universo – NABBA, Baixo, vencedor
  • 1970 Mr America – AAU, maior massa muscular, vencedor
  • 1970 Mr America – AAU, vencedor
  • 1970 Junior Mr America – AAU, maior massa muscular, primeiro lugar
  • 1970 Junior Mr America – AAU, vencedor
  • 1971  Universo- NABBA, Baixo, vencedor
  • 1973  Universo- NABBA, Baixo, vencedor
  • 1973  Universo- NABBA, Overall vencedor
  • 1973 Pro Mr America – WBBG, vencedor
  • 1974  Universo- Pro – NABBA, Baixo, vencedor
  • 1974  Universo- Pro – NABBA, vencedor geral
  • 1975 World Championships – WBBG, segundo lugar
  • 1975  Universo- Pro – PBBA, segundo lugar
  • 1976  Universo- Pro – NABBA, Baixo, segundo lugar
  • 1976 Universe – Pro – NABBA, terceiro lugar
  • 1976 Olympus – WBBG, quarto lugar
  • 1979  Olympia- IFBB, Lightweight, quarto lugar
  • 1979 Canada Pro Cup – IFBB, vencedor
  • 1980  Olympia- IFBB, segundo lugar
  • 1980 Night of Champions – IFBB, vencedor
  • 1980 Grand Prix New York – IFBB, vencedor
  • 1980 Grand Prix Miami – IFBB, vencedor
  • 1980 Grand Prix California – IFBB, vencedor
  • 1980 Florida Pro Invitational – IFBB, vencedor
  • 1980 Canada Pro Cup – IFBB, vencedor
  • 1981 Professional World Cup – IFBB, segundo lugar
  • 1981  Olympia- IFBB, segundo lugar
  • 1981 Night of Champions – IFBB, vencedor
  • 1981 Grand Prix Washington – IFBB, vencedor
  • 1981 Grand Prix New York – IFBB, vencedor
  • 1981 Grand Prix Louisiana – IFBB, vencedor
  • 1981 Grand Prix California – IFBB, vencedor
  • 1982 Olympia- IFBB, vencedor
  • 1984  Olympia- IFBB, décimo primeiro lugar
  • 1990 Arnold Classic – IFBB, oitavo lugar
  • 1994  Olympia- Masters 50+ – IFBB, primeiro lugar

Fotos

Dickerson flower

2lk7n5y

Chris-Dickerson-22_sized

dicker02

chris_dickerson01

chrisdickersonpose_thumb2

chris2

chris1

Bill_young_beach

Vídeos

Mr Olympia de 1982- Final- Chris Dickerson vs Frank Zane:

https://www.youtube.com/watch?v=yigbviAf2Uk

Chris Dickerson- Revolution

Bodybuilder Chris Dickerson

Você já conhecia o trabalho do fisiculturista Chris Dickerson? Por que, em sua opinião, ele foi campeão de apenas uma edição do Mr. Olympia? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário