Fisiculturista Bill Pearl – Dieta, Treino, Medidas, Fotos e Vídeos

Especialista:
atualizado em 16/01/2020

Hoje com 84 anos de idade, Willian Arnold “Bill” Pearl ou simplesmente Bill Pearl é considerado um dos nomes importantes na história do fisiculturismo e um atleta de referência para alguns dos amantes do esporte. Pearl, que nasceu em 1930 na cidade Prineville, no estado de Oregon, nos Estados Unidos, começou a sua trajetória na modalidade aos 11 anos de idade, para lidar com sua insegurança e adquirir reconhecimento. Mesmo tão jovem, ele sabia que se levantasse peso e ficasse maior e mais forte, receberia atenção.

Naquela época acreditava-se que se os atletas construíssem muita massa muscular, eles perderiam sua habilidade atlética e, por conta disso, quando o seu treinador da escola descobriu o tipo de treinamento que ele estava fazendo, o expulsou do time. Mesmo tendo sido estimulado pelas pessoas a desistir do que queria, ele persistiu com o fisiculturismo e anos mais tarde provou que a sua perseverança havia valido a pena.

Isso porque Bill Pearl ganhou diversos títulos em sua carreira de fisiculturista que durou entre os anos de 1953 e 1971. Em 1953, ele foi coroado o Mr. Sul da Califórnia e no mesmo venceu o Mr. Califórnia e o Mr. América.

O atleta ainda foi o campeão da edição de 1956 do Mr. EUA. Já no Mr. Universo, o fisiculturista americano alcançou a primeira colocação em quatro oportunidades: três vezes na categoria profissional, nos anos de 1961, 1967 e 1971 e uma na amadora no ano de 1953.

Entretanto, o legado do americano não se limitou às competições que ele ganhou no fisiculturismo. Na década de 1980, o atleta escreveu um livro chamado The Key’s to The INNER Universe (algo como As Chaves do Universo Interior, tradução livre) que é considerado por atletas da modalidade, umas das pérolas do fisiculturismo.

Com 638 páginas, a publicação contém mais de 1,5 mil técnicas de levantamento de peso, além de instruções de como respirar adequadamente durante os exercícios, dicas de alimentação e recomendações para os atletas agirem como campeões em público.

O livro dedica até mesmo uma parte para as mulheres fisiculturistas, algo significativo para a época de publicação da obra, se levarmos em consideração que cerca de 35 anos atrás elas ainda não tinham todo o espaço que hoje ocupam na modalidade.

Agora que já conhecemos um pouco da carreira de Bill Pearl e de suas conquistas, que tal aprendermos um pouco mais sobre o que o ajudou a tornar uma referência no mundo do fisiculturismo? Confira logo abaixo dados sobre suas medidas, dieta e treino e algumas fotos e vídeos do fisiculturista.

Medidas de Bill Pearl 

Com aproximadamente 1,75 m de altura, quando participava de competições como fisiculturista na década de 1950, Bill Pearl tinha em torno de 92 kg e apresentava as seguintes medidas: 44,4 cm de pescoço, os mesmos 44,4 cm de braço, 35,5 cm de antebraço, 122 cm de peito, 82,5 cm de cintura, 63,5 cm de coxa, 41 cm de panturrilha, 20 cm de pulso e 24 cm de tornozelo. 

Dieta de Bill Pearl

No início de sua carreira, Bill seguia o que podemos chamar da dieta típica de um fisiculturista da época. Sua alimentação incluía fontes clássicas de proteína como carne, peixes e ovos e uma quantidade considerável de carboidratos, que eram provenientes principalmente de grãos e amido.

Entretanto, no final da década de 1960, mais especificamente no ano de 1969, o atleta mudou drasticamente a sua dieta e migrou para o mundo do vegetarianismo. Desde então, ele passou a seguir uma alimentação chamada de ovolactovegetariana, em que além do consumo de vegetais, é permitido ingerir leite e ovos.

Na época, a decisão de Pearl chamou bastante atenção e a razão apresentada por ele para ter tomado tal decisão foi a sua saúde. Ele sofria de problemas com níveis altos de pressão arterial, ácido úrico e triglicerídeos e temia que isso pudesse lhe colocar em risco de desenvolver complicações graves.

O fisiculturista associava essas questões, assim como as dores nas articulações que o incomodavam desde o começo da carreira, à alimentação rica em carnes que ele costumava seguir.

Depois disso, ele passou a consumir ovos e laticínios para substituir as carnes como fontes de proteínas e as frutas e vegetais para preencher a carga de carboidratos que ele precisava. A crença de Bill é que a dieta ideal é aquela que é rica em proteínas e carboidratos e pobre em gorduras.

Até hoje Bill segue a dieta ovolactovegetariana e sua alimentação atualmente envolve sopas caseiras, pães e grãos, entre outras coisas preparadas por sua esposa, e consome no máximo 3,5 mil calorias diariamente.

Treino de Bill Pearl

11bboaforma

Na época em que Pearl competia, a indústria do fisiculturismo estava longe de desenvolver os suplementos proteicos que tanto conhecemos hoje em dia e que colaboram bastante com o ganho de massa muscular dos atletas, e para construir os músculos, os fisiculturistas costumavam – e precisavam – pegar pesado na malhação.

Sendo assim, o atleta executava três séries com oito repetições na rosca alternada sentada, quatro séries com oito repetições na rosca testa inclinada, três séries com oito repetições na rosca com halteres deitado, quatro séries de oito repetições na rosca testa deitado, três séries com oito repetições na rosca concentrada e quatro séries com oito repetições na rosca francesa.

11cboaforma

Em seu treinamento pesado, ele ainda era capaz de levantar 275 kg no agachamento, 295 kg no levantamento terra, 205 kg no supino, 145 kg no levantamento de desenvolvimento, 100 kg na rosca direta e 60 kg na rosca punho inversa.

Aposentadoria das competições 

11dboaforma

Bill Pearl deixou de competir nos campeonatos oficiais no ano de 1971, mas isso não significa que ele tenha deixado o fisiculturismo de lado. Ele continuou a escrever livros relacionados ao esporte, como os títulos Beyond The Universe – The Bill Pearl Story (Além do Universo – A História de Bill Pearl, tradução livre), que se trata de uma obra autobiográfica, e Building Bulk and Power (Construindo Volume e Força, tradução livre), treinou astronautas e atletas do fisiculturismo, entre eles o campeão do Mr. Olympia do ano de 1982, Chris Dickerson.

Ele também possui uma página na internet, em que é possível comprar produtos do atleta como seus livros, incluindo os que mencionamos no parágrafo anterior, além de guias de exercícios de musculação.

No site de Bill Pearl, ainda é possível ter acesso de maneira gratuita a um programa de treinamento físico. O 20 Months to a Champion Physique (20 Meses para um Físico Campeão, tradução livre) apresenta rotinas mensais de treinos que visam ajudar o internauta a construir seu corpo, aprender as técnicas e fundamentos relacionados ao treinamento de fortalecimento e evoluir fisicamente em quase dois anos.

É importante ter o acompanhamento de um médico para saber se você pode fazer esse tipo de exercício e não deixar de comunicá-lo se houver algum problema durante as séries.

Ter o auxílio de um personal trainer também é uma ótima tática, já que ele poderá te ajudar a definir quais os exercícios e instruções do guia se adaptam melhor para o seu corpo e objetivos a serem alcançados.

Prêmios

11eboaforma

Além das vitórias que alcançou quando competia como fisiculturista, Bill Pearl também foi considerado no ano de 1971 o homem com a melhor construção muscular do mundo pela World BodyBuilding Guide (WBBG).

Com o passar dos anos, ele continuou a ser reconhecido por seu trabalho, mesmo depois de sua aposentadoria, o que lhe rendeu alguns outros prêmios, como os que você confere na lista a seguir:

  • 1978 Hall da Fama da WBBG;
  • 1988 Hall da Fama dos Pioneers of Fitness;
  • 1992 Hall da Fama da Gold’s Gym;
  • 1994 Convidado de Honra da 12ª Reunião da Association of Old-Time Barbell & Strongmen;
  • 1994 Hall da Fama do The Joe Weider;
  • 1995 Hall da Fama da Heidenstam Foundation ;
  • 1995 Prêmio Lifetime Achievement da Amateur Athletic Union (AAU);
  • 1996 Hall da Fama da American Powerlifters Federation;
  • 1997 Homem do Ano da International Chiropractors Association Sports & Fitness;
  • 2001 Prêmio Lifetime Achievement da World Gym;
  • 2001 Prêmio Lifetime Achievement Society of Weight-Training Injury Specialists.

Rotina de Bill Pearl atualmente

De acordo com o próprio, Pearl acorda às 2h da manhã e dedica as primeiras horas de seu dia à leitura, meditação e a definir o que fará durante ao resto de seu dia. Então, ele vai treinar em um celeiro que fica atrás de sua residência. Pearl treina levantamento de peso seis dias por semana da 4h às 5h30 da manhã. Depois disso, ele vai para o trabalho, local em que vende livros e equipamentos para exercícios, onde fica até às 13h ou 14h. Após, ele retorna para casa, relaxa um pouco e às 19h já vai para a cama dormir.

“Eu posso dizer que eu estou tendo uma vida boa, me divertindo e eu ainda dou risada – então eu não tenho nenhuma reclamação a fazer”, disse Bill a respeito de sua vida depois dos 80 anos de idade.

Outros vídeos

Abaixo você confere um vídeo com a participação de Pearl em um seminário no ano de 1997:

A seguir você pode assistir um vídeo com uma coletânea de imagens da vida e carreira de Bill:

https://youtu.be/VanRSWHZUwY

Você já conhecia o trabalho do fisiculturista Bill Pearl? Qual sua opinião sobre fisiculturistas vegetarianos? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

 

Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é Personal Trainer - CREF 1859 G/SE. Formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário