Imunoglobina E – O que é e quando está alta ou baixa

Especialista da área:
atualizado em 19/04/2022

A imunoglobulina E é uma proteína que pode estar presente em altas concentrações no sangue quando a pessoa está passando por alguns problemas de saúde.

E, assim como outras partículas do sangue, a imunoglobulina E faz parte do sistema imunológico, participando da proteção contra agentes externos, como alérgenos, que são substâncias que causam alergias, e parasitas.

  Continua Depois da Publicidade  

Então, no decorrer deste artigo vamos entender o que é a imunoglobulina E, saber quais são suas funções no sistema imunológico e o que significa ter níveis altos ou baixos demais dessa imunoglobulina.

Veja também: Conheça os principais causadores de alergias e como evitá-los

O que é imunoglobulina E?

As imunoglobulinas, conhecidas popularmente como anticorpos, são proteínas do sangue que fazem parte do sistema imunológico.

E, falando especificamente de imunoglobulina E (IgE), podemos dizer que se trata de um anticorpo que está envolvido no combate a alergias e doenças causadas por parasitas.

Além disso, os níveis de IgE podem também ser afetados por doenças inflamatórias.

  Continua Depois da Publicidade  

Veja mais: Sintomas da rinite alérgica.

Sintomas de alergias

Como a IgE é um anticorpo que normalmente está aumentado em casos de alergias, vamos agora conhecer os principais sintomas associados ao problema:

  • Alergias respiratórias: Coriza, congestão nasal, coceira e vermelhidão no nariz e tosse seca.
  • Alergia tópica (na pele): Vermelhidão e coceira na pele, sensação de queimação, descamação, erupções e pequenos ferimentos
  • Alergia alimentar: Diarreia com ou sem presença de sangue e muco, dor abdominal, gases e indigestão.

Além disso, várias substâncias podem estar causando o quadro alérgico, e por isso é importante fazer o exame de identificação específico para esses casos.

Veja também: Tipos de teste de alergia – como é cada um

Como é feito o exame de imunoglobulina E?

Exame de sangue
O exame de IgE é como um exame de sangue normal

A dosagem de IgE é feita a partir da coleta de uma amostra de sangue, e normalmente é solicitada pelo médico para avaliar alguma doença alérgica ou parasitária.

Entretanto, no exame de IgE total não é possível identificar o que está causando o aumento do anticorpo, e para isso o seu médico pode solicitar outros exames mais específicos.

  Continua Depois da Publicidade  

Nesses casos, existe a possibilidade de medir a presença de IgE específica, que ajudam a definir a causa exata da alergia, como:

  • Leite de vaca
  • Ácaros
  • Pelo de cão ou gato
  • Penicilina ou algum outro medicamento
  • Pólen.

Veja também: Casos de alergias a alimentos têm aumentado – Especialista explica

Valores de referência 

Os resultado de IgE variam de acordo com a idade, e são expressos em KU/L

IdadeVal. de referência (kU/L)
Bebês de até 1 mêsInferior a 2
Bebês de 1 mês a 3 mesesInferior a 4
Bebês de 4 meses a 6 mesesInferior a 10
Bebês de 7 meses a 12 mesesInferior a 15
Crianças de 1 a 5 anos e 11 mesesInferior a 60
Crianças de 6 a 9 anos e 11 mesesInferior a 90
Crianças de 10 a 15 anos e 11 mesesInferior a 200
Pessoas acima de 16 anosInferior a 100
Fonte: Laboratório Fleury

O que significam as mudanças nos níveis da imunoglobulina E?

Os níveis de imunoglobulina E no sangue costumam ser extremamente baixos, e só aumentam quando o organismo necessita desse anticorpo.

Assim, a seguir vamos entender o que os níveis altos ou baixos de IgE no sangue quer dizer:

1. Imunoglobulina E alta

Na maioria das vezes a imunoglobulina E alta está ligada a alergias, que podem ser causadas por poeira, fungos, ácaros, alimentos, medicamentos e até mesmo insetos. 

  Continua Depois da Publicidade  

No entanto, um quadro de imunoglobulina alta pode também estar associado a outras doenças, como:

  • Parasitoses
  • Aspergilose broncopulmonar alérgica
  • Síndrome de Hiper IgE
  • Mieloma de IgE
  • Doenças inflamatórias, como doença de Kawasaki.

2. Imunoglobulina E baixa

Já no caso de baixas concentrações de imunoglobulina E, algumas doenças podem ser identificadas como causadoras, como:

  • Algumas deficiências imunológicas
  • Leucemia
  • Mieloma de IgG
  • Síndromes de má absorção, como a doença celíaca
  • Diarreia crônica
  • Fibrose cística
  • Alergia à proteína do leite.

Entretanto, como os níveis de IgE são normalmente baixos, alguns laboratórios não colocam um valor mínimo na referência dos exames, e os resultados devem ser avaliados por um médico, juntamente com o exame físico e histórico médico. 

Tratamento de imunoglobulina E alta ou baixa demais

Imunoglobina E
Existem algumas opções de tratamentos mais simples e outras mais complexas

Como as possíveis causas para o aumento ou a diminuição da IgE são variadas, o seu tratamento deve sempre ser orientado por um médico.

Mas, nos casos mais simples, os tratamento normalmente envolvem:

  • Uso de antialérgicos, que podem ser orais, injetáveis ou tópicos
  • Evitar os causadores da alergia
  • Uso de remédios para parasitas, como vermífugos
  • Mudanças na alimentação, no caso de alergias alimentares.

Mas, em casos mais graves, como doenças do sistema imune, o tratamento pode ser complexo, e muitas vezes é realizado em hospitais.

Dicas e cuidados

Os resultados de exames devem sempre ser avaliados por um médico, para evitar autodiagnósticos errados e o estresse que isso pode causar. 

Além disso, é importante identificar as causas de alergias, pois algumas vezes o quadro pode piorar com o tempo, levando a reações cada vez mais graves.

Por isso, caso apresente reações alérgicas, é necessário procurar a orientação de um médico, para que se possa identificar o agente causador o mais rápido possível.

Fontes e referências adicionais

Você já fez um exame para identificar os níveis de imunoglobulina E e percebeu que estava com os valores alterados? O que seu médico recomendou? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (126 votos, média 3,83)
Loading...
Sobre Marcela Gottschald

Marcela Gottschald é Farmacêutica Clinica - CRF-BA 8022. Graduada em farmácia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 2013. Residência em Saúde mental pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Experiência em pediatria e nefrologia, com ênfase em unidade de terapia intensiva. Ela faz parte da equipe de redatores do MundoBoaForma.

Deixe um comentário

66 comentários em “Imunoglobina E – O que é e quando está alta ou baixa”

  1. Muito esclarecedor. Estou com IGE alto, IGA baixo. Várias crises de herpes ao ano. A matéria me auxiliou na busca da causa raiz das diversas crises de herpes.

    Responder
  2. Bom dia !!! Meu exame IgE total deu 39 tenho 32 anos , mais não entendo to com o corpo detonado de alergia …

    Responder