Rinite ou sinusite – Diferenças e tipos

Especialista:
atualizado em 18/09/2020

Será que você tem rinite ou sinusite? Entenda quais são os tipos e as diferenças dos sintomas entre essas duas condições de saúde.

Rinite ou sinusite: as duas condições de saúde atingem muitas pessoas e são capazes de fazer com que você sinta dificuldades para seguir com o seu dia a dia, porém, elas são coisas diferentes.

Eu tenho rinite ou sinusite?

Espirro

Os sintomas da sinusite e os sintomas da rinite são muito parecidos. Por isso, até mesmo os médicos podem ter dificuldade pra fazer um diagnóstico adequado, mas com o tempo, é possível notar suas diferenças.

O que é rinite

A rinite alérgica é provocada por uma série de alérgenos externos e internos, como pólen, ácaros e pelos de animais, por exemplo. A condição pode causar sintomas como coriza, congestão nasal, espirros, gotejamento pós-nasal, tosse e muito mais.

A rinite alérgica ocorre quando o sistema imunológico do corpo vê essas partículas inofensivas presentes no ar como um perigo. Isso leva o corpo a liberar histamina e outros mediadores que causam uma resposta alérgica.

A congestão e a inflamação do seio nasal devido à rinite podem, às vezes, permitir o desenvolvimento de sinusite.

Pode-se controlar os sintomas da rinite alérgica com remédios como anti-histamínicos ou spray nasal, ou distanciando-se do alérgeno. No entanto, algumas pessoas precisam de imunoterapia com alérgenos para obter alívio adequado.

Um especialista em alergia e imunologia pode determinar quais são os tratamentos corretos para você.

Tipos de rinite

Os tipos de rinite são:

Rinite alérgica

A rinite alérgica é uma condição que ocorre quando o sistema imunológico do corpo responde em excesso a partículas específicas e não infecciosas, como pólens de plantas, fungos, ácaros, pelos de animais, produtos químicos industriais (como fumaça de cigarro), alimentos, medicamentos e veneno de insetos.

Durante um ataque alérgico, os anticorpos, principalmente a imunoglobina E (IgE), se ligam aos mastócitos (células que liberam histamina) presentes nos pulmões, pele e mucosas.

Uma vez que a IgE se conecta aos mastócitos, vários produtos químicos são liberados e um deles, a histamina, abre os vasos sanguíneos causando a vermelhidão da pele e membranas inchadas.

Quando isso ocorre no nariz, os resultados são os espirros e congestão, por exemplo, além de outros sintomas da rinite alérgica.

Rinite alérgica sazonal

A rinite alérgica sazonal ocorre no final do verão ou na primavera. A hipersensibilidade ao pólen de ambrósia é a principal causa de rinite alérgica sazonal.

Pessoas com sensibilidade ao pólen das árvores geralmente apresentam sintomas na primavera ou no outono devido aos esporos de mofo que ocorrem como consequência da queda de folhas.

Rinite alérgica perene

Enquanto isso, a rinite alérgica perene ocorre durante todo o ano e pode resultar da sensibilidade a pêlos de animais, mofo no papel de parede, plantas de casa, carpetes e estofados.

Alguns estudos sugerem que a poluição do ar, como as emissões de motores de automóveis, por exemplo, pode agravar a rinite alérgica.

Embora a bactéria não seja a causa da rinite, um estudo médico encontrou um número significativo da bactéria Staphylococcus aureus nas passagens nasais de pacientes com rinite alérgica durante todo o ano.

Por isso, os pesquisadores concluíram que esta condição alérgica pode levar a níveis bacterianos mais altos, criando assim uma condição que piora as alergias.

Pacientes que sofrem de crises recorrentes devem observar seus sintomas continuamente. Se ocorrer dor facial ou secreção nasal amarelo-esverdeada, um otorrinolaringologista pode fornecer o tratamento adequado.

Rinite não alérgica

Por fim, esta forma de rinite não depende da presença de IgE e não é causada por uma reação alérgica.

Os sintomas podem ser desencadeados pela fumaça do cigarro e outros poluentes, além de odores fortes, bebidas alcoólicas e frio, por exemplo.

Outras causas possíveis são obstruções no nariz, desvio de septo, infecções e uso excessivo de medicamentos como descongestionantes.

O que é sinusite

Os seios nasais são pequenos bolsões de ar localizados atrás da testa, nariz, maçãs do rosto e entre os olhos que produzem o muco, um líquido fino e fluido que protege o corpo prendendo e afastando os germes.

Às vezes, tanto as bactérias como os alérgenos podem causar muco em excesso, o que bloqueia as aberturas dos seios nasais.

O excesso de muco é comum se você tiver um resfriado ou alergias e pode se tornar espesso e incentivar bactérias e outros germes a se acumularem na cavidade sinusal, levando a uma infecção bacteriana ou viral.

Entre os sintomas de sinusite, podem estar obstrução nasal, drenagem nasal descolorida, pressão sinusal, dor de cabeça e febre.

Tipos de sinusite

Os dois tipos mais comuns de sinusite são virais e bacterianas. No entanto, a maioria das infecções sinusais são virais e desaparecem em uma ou duas semanas.

Sinusite aguda

A sinusite aguda tem a menor duração. Trata-se de uma infecção viral provocada pelo resfriado comum que pode causar sintomas que geralmente duram entre 1 e 2 semanas.

No caso de uma infecção bacteriana, a sinusite aguda pode durar até 4 semanas. Alergias sazonais também podem causar sinusite aguda.

Sinusite subaguda

A sinusite subaguda trata-se de uma condição que geralmente ocorre com infecções bacterianas ou alergias sazonais. Por sua vez, seus sintomas podem durar até 3 meses.

Sinusite crônica

Enquanto isso, os sintomas de sinusite crônica duram mais de 3 meses e geralmente são menos graves.

A infecção bacteriana pode ser a responsável nesses casos. Além disso, a sinusite crônica geralmente ocorre ao lado de alergias persistentes ou problemas estruturais nasais.

Semelhanças entre rinite e sinusite

Se você ainda está confuso se tem rinite ou sinusite, não está sozinho. Isso acontece porque os sintomas podem ser bastante semelhantes.

Ambas as condições são uma inflamação. A rinite é inflamação da cavidade nasal (apenas dentro do nariz), enquanto que a sinusite é a inflamação das cavidades sinusais.

Acontece que ambas, rinite ou sinusite, podem causar pressão na cabeça, congestão, fadiga e dor de ouvido. Diante disso, não é fácil distinguir a diferença.

Diferenças entre rinite e sinusite

Como visto anteriormente, a rinite é causada principalmente por fatores ambientais ou alérgenos, enquanto que a sinusite é normalmente causada por um vírus ou bactéria.

A rinite alérgica geralmente se desenvolve em rinossinusite, que é um processo inflamatório da mucosa de revestimento da cavidade nasal e dos seios paranasais.

Não apenas seu nariz está inflamado, mas também suas cavidades sinusais. Não é à toa que é confuso!

É importante saber se você tem rinite ou sinusite porque os tratamentos são ligeiramente diferentes.

Como mencionado, ambas são condições de inflamação, portanto o enxágue nasal é uma opção de tratamento tanto para rinite como para sinusite.

Como a sinusite geralmente é uma infecção, você deve verificar se o enxágue nasal pode tratar a infecção. Caso contrário, você precisará de um antimicrobiano.

Novamente, você deve marcar uma consulta com um médico especialista para que ele possa identificar corretamente se você tem rinite ou sinusite e assim oferecer o melhor tratamento.

Fontes e Referências Adicionais:

Você possui rinite ou sinusite e sofre com uma dessas condições frequentemente? Como é feito o tratamento? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário