Estrias

Óleo para Estrias Funciona? Qual é o Melhor?

As estrias são o resultado do alongamento da pele em um curto espaço de tempo, que é o que ocorre com os adolescentes durante o crescimento, nas dietas para aumento ou redução de peso e na gravidez. Elas têm um aspecto de linhas e aparecem paralelamente na sua pele. As estrias costumam ter cores e texturas diferentes da sua pele normal e variam de roxo a rosa brilhante e cinza claro. Ao toque, é possível sentir uma leve saliência ou recuo da pele. Elas inclusive podem aparecer quando coçamos a pele.

As estrias não são perigosas e elas costumam aparecer em qualquer lugar, mas são mais comuns nos seios, parte superior dos braços, coxas e nádegas. Geralmente, elas desaparecem com o tempo, mas se não quisermos esperar, existe alguma forma de tratamento? Algum tipo de óleo para estrias funciona? Qual o melhor? Continue lendo e conheça alternativas para o tratamento das estrias.

Estrias – Quais as principais causas?

Já vimos que as estrias são o resultado do alongamento da pele e que costumam ser causadas pelo aumento da cortisona no nosso sistema. A cortisona é um hormônio produzido naturalmente pelas glândulas suprarrenais . No entanto, o seu excesso pode fazer a pele perder a elasticidade, e a camada média ou derme da pele fica sobrecarregada ao ponto de rasgar. Isso causa cicatrizes que aparecem como estrias na superfície da pele.

Estudos mostraram que a formação da estria passa por três estágios. O primeiro é aquele em que as estrias estão vermelhas e levemente elevadas. O segundo é caracterizado por uma marca roxa ou avermelhada e o terceiro é notado por áreas achatadas da pele com um tom rosa-vermelho que pode coçar, ressecar e adquirir um tom roxo escuro. Quando cicatrizam, elas podem desenvolver uma aparência branca ou prateada e ficarem planas e brilhantes.

Veja as causas mais comuns relacionadas ao aparecimento das estrias:

  1. Gravidez: Durante a gravidez, a pele se estende de várias maneiras para dar espaço ao bebê em desenvolvimento. Esse contínuo “puxa e estica” pode causar estrias.
  2. Peso e crescimento: Ganhar ou perder peso rapidamente costuma causar estrias. Adolescentes também podem notar o seu aparecimento após um repentino de crescimento.
  3. Medicamentos: Cremes, loções e pílulas à base de corticosteroides podem causar estrias, pois eles reduzem a capacidade de alongamento da pele.
  4. Distúrbios: A síndrome de Cushing, Marfan,  Ehlers-Danlos e outros distúrbios da glândula adrenal podem causar estrias devido ao aumento na quantidade de cortisona em seu corpo.

Quem está mais predisposto a de desenvolver estrias?

  • Mulheres.
  • Pessoas que tem a pele clara.
  • Histórico familiar relevante de pessoas com estrias.
  • Grávidas, principalmente quando os bebês são grandes ou a gravidez é de gêmeos.
  • Pessoas acima do peso.
  • Pessoas que ganharam ou perderam peso em um curto espaço de tempo.
  • Pessoas que usam medicamentos com corticosteroides.

Onde elas costumam aparecer?

  • Seios;
  • Nádegas;
  • Cintura;
  • Quadril;
  • Estômago;
  • Coxas;
  • Braços superiores.

É possível evitar as estrias?

Mesmo com a utilização frequente e adequada de loções e cremes, não há como evitar totalmente o aparecimento das estrias. Porém, manter seu peso saudável e praticar exercícios pode ajudar a prevenir as estrias causadas pelo ganho ou perda súbita de peso.

Para mulheres grávidas, é importante perguntar para o médico quanto de peso extra é saudável e evitar o excesso.

Quais tratamentos estão disponíveis?

As estrias podem desaparecer com o tempo, caso você não queira esperar existem tratamentos que podem melhorar a sua aparência. Mas é importante ressaltar que nenhum tratamento pode fazer com que as estrias desapareçam completamente.

Cremes, terapias com laser pulsado, fototermólise fracionária, microdermoabrasão e excimer laser são apenas alguns tratamentos oferecidos em consultórios e clínicas especializadas. Nessa imensidão de alternativas, o uso de óleo para estrias tem aparecido como eficiente e conquistado seu espaço na área.

Aplicar óleo para estrias funciona? Qual é o melhor?

Óleos são tratamentos naturais que provaram ser eficazes para prevenir e reduzir as estrias.

Abaixo, você verá que eles foram divididos em três categorias, sendo:

  1. Óleos essenciais – Resultados evidenciados: Diante da oferta de óleos para tratamento das estrias eles são considerados os melhores, pois mostraram através de estudos um resultado efetivo no tratamento das estrias.
  2. Óleos essenciais – Resultados mistos: Alguns óleos essenciais mostraram através de estudos resultados mistos no tratamento das estrias. Isso significa que mais pesquisas serão necessárias para confirmar sua eficácia, mas o seu uso pode ser relevante para o tratamento.
  3. Óleos suplementares: Os óleos suplementares são utilizados para potencializar os efeitos dos óleos para o tratamento de estrias.

1. Óleos essenciais – Resultados evidenciados – Melhores opções

– Óleo de Argan

O óleo de argan é feito de sementes de argan. É um dos óleos mais recentes para cuidados com a pele e um bom óleo para estrias.

Um pequeno estudo realizado em 2016 evidenciou que o óleo de argan ajuda a aumentar a elasticidade da pele e isso pode resultar na prevenção e redução das estrias. Outro estudo descobriu que tanto o consumo do óleo de argan quanto a sua aplicação na pele ajudaram a tornar mais elástica a pele de mulheres na pós-menopausa.

– Gotu kola

Ele é usado na medicina tradicional chinesa para inúmeros tratamentos de pele. Uma pesquisa revela que os compostos da gotu kola ajudam a aumentar a produção de colágeno e a melhorar contração da pele.

Outro estudo, realizado em 1991 com 100 mulheres grávidas, confirmou que a maioria das mulheres que receberam o creme contendo gotu kola desenvolveram menos estrias durante a gravidez.

– Óleo de rosa mosqueta

O óleo de rosa mosqueta é feito a partir da fruta ou “sementes” de rosas e também é outro bom óleo para estrias. De acordo com um estudo realizado em 2013, um hidratante contendo óleo de rosa mosqueta ajudou a prevenir as estrias em mulheres grávidas com estrias anteriores. Também foi significativamente mais eficaz na prevenção de novas estrias.

– Óleo de amêndoa amarga

O óleo de amêndoa amarga tem uma origem diferente das amêndoas que comemos. As amêndoas amargas contêm compostos tóxicos que podem imitar o envenenamento por cianeto quando ingeridos.

O óleo é rico em ácido oleico, que é bem emoliente e hidratante, possui alta concentração de vitaminas, tem ação anti-inflamatória e ajuda na melhora da elasticidade da pele, além de promover suavidade e maciez.

– Óleo de romã e extrato de sangue de dragão

O óleo de romã é feito de sementes de romã. O extrato de sangue do dragão vem da resina das árvores dracaena, também conhecidas como dragoeiros de Madagascar. Ambos os ingredientes são antioxidantes e anti-inflamatórios. Creme feito de óleo de romã e extrato de sangue de dragão aumentam a espessura, elasticidade e a hidratação da pele, podendo ajudar a prevenir ou melhorar a aparência das estrias.

2. Óleos essenciais – Resultados mistos

– Neroli

Neroli, um membro da família Rutaceae, é feito de flores de laranjeira amarga. É usado como um remédio popular para clarear a pele e melhorar a aparência de cicatrizes e estrias. Uma pesquisa mostrou que o óleo de neroli possui poderosas habilidades antioxidantes que podem contribuir com a regeneração das células da pele e serve como um bom óleo para estrias. 

– Manteiga de Karité

Ela é feita das nozes da árvore de karité. Não é considerado um óleo essencial, mas sim um óleo transportador. Ela pode ser usada sozinha ou para diluir óleos essenciais. A manteiga de karité é freqüentemente usada para hidratar a pele e muitas pessoas afirmam que ajuda a prevenir as estrias.

Sua composição contém vitamina A e também ajuda a melhorar a circulação sanguínea na pele, promovendo a cicatrização de feridas.

– Azeite

O azeite, assim como a manteiga de karité, é também um óleo para estrias transportador. Ele é usado para diluir os óleos essenciais, mas também pode ser usado sozinho. O azeite é reconhecido por causa de suas habilidades antioxidantes e de hidratação. De acordo com um estudo realizado em 2011 com mulheres em seu segundo trimestre de gravidez, a aplicação de azeite de oliva no abdômen realizado duas vezes ao dia não preveniu as estrias.

– Óleo de coco

O óleo de coco é tipicamente composto de ácido láurico, triglicerídeo de cadeia média.

Ele é conhecido por muitos benefícios, entre eles a sua capacidade de melhorar a elasticidade da pele, aumentar a regeneração celular e combater a infecção. O óleo de coco é considerado um bom óleo para estrias estrias.

– Óleo de lavanda

Óleo essencial de lavanda é mais conhecido por suas propriedades calmantes, mas outros benefícios são relevantes, principalmente os relacionados à cicatrização de feridas e marcas.

Ele aumenta a produção de colágeno e forma novo tecido conjuntivo que estimula a cicatrização de feridas, o que sugere que pode ajudar na cicatrização de estrias.

– Óleo essencial de incenso

Usado há séculos por suas propriedades curativas e tratamento da pele, o óleo de incenso penetra facilmente na pele e os ácidos ferúlico e as vitaminas do óleo trazem benefícios antioxidantes, que ajuda a mantê-la macia e saudável.

3. Óleos suplementares

– Vitamina E

Vitamina E é um antioxidante muito conhecido pelos seus benefícios antienvelhecimento e regeneradores da pele. Ela é utilizada com muita frequência nos tratamentos para reduzir o aparecimento de estrias e cicatrizes. Combinar a vitamina E com óleos essenciais proporciona o rejuvenescimento da pele e pode impulsionar o tratamento de estrias.

– Óleo de lavanda

O óleo de lavanda vem de flores que carregam o mesmo nome. Ele é popular pelos seus efeitos cicatrizantes, por isso é muito usado para o tratamento de feridas. O óleo de lavanda pode aumentar a produção de colágeno, ajudar a diminuir as feridas e ajudar a formar o tecido de granulação que promove a cicatrização resultando no fortalecimento da pele.

– Óleo patchouli

São poucas as pesquisas relacionadas ao óleo de patchouli para estrias. No entanto, ele mostrou habilidades antioxidantes e promoveu a síntese de colágeno em um estudo animal realizado em 2013. Em teoria, o óleo de patchouli pode ajudar a fortalecer a pele e minimizar as estrias.

– Laranja amarga

Feito da casca de laranjas amargas, o óleo pode ajudar a apertar e tonificar a pele. Porém um efeito colateral pode ser sentido, pois a laranja amarga pode irritar a pele devido ao seu teor de metanol.

Como usar?

Óleos essenciais são muito potentes e podem irritar sua pele se forem utilizados puros. Eles devem ser diluídos em um óleo transportador antes de ser aplicado na pele.

Faça uma mistura caseira. Dilua de 5 a 10 gotas do óleo essencial em 1 colher de sopa de um óleo transportador.

Alguns óleos transportadores são:

  • Óleo de amêndoa doce.
  • Óleo de jojoba.
  • Azeite.
  • Óleo de coco.
  • Óleo de grainha de uva.
  • Óleo de semente de damasco.
  • Óleo de gérmen de trigo.

Aplique a mistura na pele, massageando até que ele seja totalmente absorvido.

Você também pode esfoliar a pele com óleos essenciais. Isso eliminará as células mortas ajudando o clareamento das estrias escuras.

A mistura para esfoliar é composta por 2 xícaras de um esfoliante natural, como açúcar ou sal marinho. Adicione 1 xícara de óleo transportador e de 10 a 15 gotas de óleos essenciais e misture bem. Massageie a pele com a mistura e lave com água corrente.

Para sua segurança, sempre faça um teste de alergia antes de usar um óleo para estrias.

  • Aplique uma pequena quantidade do produto na parte interna do seu pulso ou na dobra do cotovelo.
  • Deixe a preparação sem lavar por um período de 24 a 48 horas.
  • Observe os sinais de uma reação alérgica. Os sinais típicos incluem vermelhidão, erupções na pele, coceira, dor, descamação etc. Algumas pessoas também podem sentir náuseas ou reações respiratórias. Se você sentir algum destes sinais, interrompa o uso imediatamente. Consulte o seu profissional de saúde para discutir a reação. 

É seguro usar óleos essenciais durante a gravidez?

Evitar o aparecimento de estrias durante a gravidez é uma preocupação natural das futuras mamães, mas são poucas as pesquisas que garantem a segurança dos óleos essenciais tópicos durante a gravidez ou durante a amamentação. Não está claro o quanto de óleo essencial é absorvido pela pele e como essa condição pode afetar seu bebê.

Até que mais pesquisas sejam feitas, mulheres grávidas ou amamentando só devem usar os óleos com recomendação médica ou profissional de saúde especializado.

Efeitos colaterais e riscos

  • O efeito colateral mais comum do uso de óleos essenciais tópicos é a reação alérgica, que pode incluir erupção cutânea, urticária, vermelhidão e coceira;
  • Reduzir o risco de efeitos colaterais implica em usar apenas óleos essenciais de qualidade. Vale reforçar que os óleos essenciais devem sempre ser diluídos em óleos transportadores que são bem tolerados pela pele;
  • O óleo de limão e outros óleos cítricos costumam deixar a pele mais sensível ao sol, o que pode causar erupções cutâneas ou queimaduras solares. Evite a luz solar direta por pelo menos 24 horas após o uso de óleos cítricos;
  • Não há pesquisas suficientes sobre o uso tópico de óleo de amêndoa amarga para determinar sua segurança, portanto fale com seu médico antes de usar;
  • Os óleos essenciais não devem ser usados com medicamentos tópicos. Só utilize mediante a supervisão de seu médico ou um profissional de saúde especializado;
  • A gravidade das estrias depende principalmente da genética, dos níveis hormonais e do grau de estresse na pele. Sua melhor opção é a prevenção, isso significa que uma alimentação equilibrada associada à prática de exercícios poderá ajudar com o bom funcionamento do organismo, além do peso saudável que ajudará a manter os níveis de hormônios ideais. Considere também os óleos essenciais como uma terapia complementar ao seu estilo de vida saudável para nutrir a pele.

Referências adicionais:

Você já experimentou usar um óleo para estrias? Qual deles e como foram os resultados? Foi receitado por um dermatologista? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (4 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*