Pesquisa Mostra Como Novo Ingrediente Reduz o Apetite e Ajuda a Perder Peso

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

O excesso de peso é um problema que atinge pessoas no mundo todo: existem em torno de 2,1 bilhões de indivíduos obesos ou com sobrepeso no planeta, de acordo com dados de pesquisa realizada pelo Instituto de Métrica e Avaliação para a Saúde (IHME) da Universidade de Washington. No Brasil, a taxa de pessoas com excesso de peso é de 51%, segundo levantamento feito pelo Ministério da Saúde.

Para ajudar no tratamento desse problema, pesquisadores da Imperial College London e da Universidade de Glasgow no Reino Unido criaram o composto IPE (inulina-propionato éster), que se mostrou eficaz na prevenção de ganho de peso em seus primeiros testes realizados em humanos.

No primeiro estudo, os cientistas deram 10 g de IPE ou fibra alimentar normal a 20 voluntários, que foram colocados em frente a um buffet, em que poderiam comer a quantidade que desejassem. O resultado foi que aqueles que tinham ingerido o IPE comeram 14% a menos do que aqueles que haviam consumido a fibra alimentar normal, além de terem registrado maiores concentrações de hormônios que trabalham na redução de apetite no sangue.

Em outro teste, que contou com a participação de 60 pessoas ao longo de 24 semanas, novamente os pesquisadores deram 10 g de IPE, em pó, para serem ingeridas diariamente a metade do grupo e fibra alimentar normal à outra metade. Ao final do período, foi identificado que nenhuma das pessoas que ingeriram o IPE tinham ganhado muito peso e que eles tinham menor gordura abdominal e no fígado do que os voluntários que haviam consumido a fibra alimentar.

Ao Fox News, o autor do estudo e professor do Departamento de Medicina na Imperial College London Gary Frost disse que nenhum efeito colateral negativo foi registrado nos participantes durante os testes e que o próximo passo é verificar se o IPE apresentará o mesmo resultado se adicionado à receita de comidas, como pães, por exemplo.

“Esse pequeno estudo mostra sinais encorajadores que utilizar o ingrediente que nós desenvolvemos na dieta como suplemento previne o ganho de peso em pessoas que tenham excesso de peso”, disse.

Como o IPE funciona?

O composto formulado pelos pesquisadores britânicos contém o propionato, uma substância produzida naturalmente pelo organismo quando a fibra alimentar é fermentada pelos micróbios presentes no intestino. Esse processo estimula a liberação de hormônios que agem na redução da sensação de fome.

A grande diferença do IPE para outros ingredientes é que ele proporciona maiores e mais concentradas quantias do propionato que as que podem ser obtidas na alimentação normal, e para obter o efeito de redução de apetite seria necessário comer enormes quantias de fibra, como explica o professor Gary Frost. “Nós queríamos encontrar um jeito mais eficiente de distribuir propionato ao intestino”, completou.

Você acredita que o IPE pode ter sido uma criação revolucionária para a Medicina? Seria capaz de utilizar uma substância ainda desconhecida para evitar o ganho de peso? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário