Quais São as Dietas Proteicas Mais Populares

Dietas de proteína com poucos carboidratos são formas populares de perder peso. Mas de acordo com a Clínica Mayo, dietas proteicas podem ser difíceis de manter, nem sempre suportam perda de peso a longo prazo e podem não ser saudáveis. Indivíduos devem consultar um médico antes de começar dietas proteicas. O plano de perda de peso mais eficaz é com restrição moderada de calorias e aumento de atividades físicas.

Dieta Atkins

O Dr. Robert Atkins inventou a Dieta Atkins. De acordo com um artigo de 2001 da publicação Circulation da Associação Cardíaca Americana, a Dieta Atkins é formada por 27% de proteínas, 5% de carboidratos e 68% de gordura. Diretrizes alimentares recomendam uma dieta que tenha de 10 a 15% de proteínas 40 a 60% de carboidratos e 20 a 35% de gordura.

A dieta Atkins permite todos os tipos de proteína e gordura, incluindo carne, peixe, aves, ovos, queijo, manteiga e óleo, e restringe carboidratos como pão, macarrão, frutas, leite, álcool e vegetais com amido como batata, ervilha e milho. A grande quantidade de gordura na dieta Atkins pode não ser saudável para o coração. De acordo com o Centro Médico da Universidade de Maryland, riscos associados à dieta Atkins incluem câncer de cólon, perda óssea, danos aos rins e cetoacidose, uma condição que causa tontura, fraqueza e irritabilidade.

Dieta de South Beach

A Dieta de South Beach foi criada pelo Dr. Arthur Agatston em 2003. Ela é baseada no índice glicêmico, um sistema que avalia alimentos de acordo com a velocidade que seus açúcares entram no corpo. A Universidade do Colorado nota que a Dieta de South Beach permite de 20 a 90 gramas de carboidratos por refeição e é mais saudável que outras dietas proteicas, porque ela encoraja o consumo de grãos inteiros, feijões e legumes, vegetais, laticínios com pouca gordura e gorduras insaturadas como azeite de oliva e gorduras de peixes e castanhas. A desvantagem da dieta é a restrição de alimentos saudáveis como frutas e cenouras, porque elas têm um índice glicêmico alto.

Dieta da Zona

O Dr. Barry Sears inventou a Dieta da Zona em meados dos anos 1990. As pessoas que fazem dieta estão na “zona” quando sua dieta é comporta por 40% de carboidratos, 30% de proteína e 30% de gordura. Muitos alimentos são permitidos na Dieta da Zona, desde que as proporções da dieta sejam cumpridas, mas a dieta limita pão, macarrão e certas frutas. Um benefício da Dieta da Zona é que ela encoraja refeições de baixa caloria e regulares para perda de peso.

Dieta Poder da Proteína

Os médicos Michael e Mary Eades criaram a Dieta Poder da proteína em 1996. A Dieta Poder da Proteína é composta de aproximadamente 26% de proteína, 16% de carboidratos, 54% de gordura e 4% de álcool. A Dieta Poder da Proteína permite todos os tipos de carne, peixe, aves, ovos, queijo, vegetais sem amido, manteiga, óleo e molhos de salada. Ela também permite álcool em moderação. Alimentos evitados nessa dieta incluem frutas, vegetais com amido, grãos e leite.

Dieta Sugar Busters

A dieta Sugar Busters é composta de 27% de proteína, 52% de carboidratos e 21% de gordura. A dieta permite todas as proteínas e gorduras, alimentos pouco glicêmicos e consumo moderado de álcool. A dieta restringe batatas, arroz branco e pão, milho, cenoura, beterraba e alimentos feitos com farinha branca refinada.

Dieta Stillman

A Dieta Stillman é a com mais proteínas das dietas proteicas, com 64% de proteína, 3% de carboidratos e 33% de gordura. A Dieta Stillman é baseada na teoria de que a proteína ajuda a queimar gordura e carboidratos são armazenados como gordura. A Dieta Stillman encoraja proteínas magras como carne magra, aves sem pele, frutos do mar, ovos, e queijo com pouca gordura, enquanto limita gordura, óleos e carboidratos como pão, macarrão, frutas, vegetais e laticínios.

Dieta das Cavernas

A Dieta das Cavernas se foca em alimentos da era Paleolítica – alimentos que comíamos antes de começarmos a plantar e domesticar animais. A meta é treinar seu corpo a comer alimentos saudáveis. Essa dieta promete alcançar o peso ideal do seu corpo, fortalecer a mente e melhorar a conexão do seu corpo com seu ser interior – similar aos instintos de caça de um animal selvagem.

Dieta Paleolítica

A Dieta Paleolítica se foca em comer o que nossos ancestrais pré-históricos comiam e nada mais. Alimentos paleolíticos incluem frutas frescas, vegetais, carnes magras e frutos do mar – todos ricos em nutrientes como fibras solúveis, fitoquímicos, ômega 3, carboidratos pouco glicêmicos e outros.

A dieta evita produtos processados como laticínios, legumes, cereais e doces, que contêm açúcares refinados, gorduras saturadas e outras substâncias prejudiciais. A Dieta Paleolítica recria um plano alimentar imitando o que os caçadores-coletores comiam antes da revolução da agricultura… Uma ingestão de cerca de 1400-1500 calorias por dia.

Você já experimentou alguma destas dietas proteicas? Qual foi ela, como foi passar por essa dieta e qual o resultado que você obteve? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (9 votos, média: 4,78 de 5)
Loading...

Deixe um comentário