Quando a pílula do dia seguinte falha?

Especialista da área:
atualizado em 02/02/2021

Veja se é verdade e por que a pílula do dia seguinte falha em algumas situações e como evitar que isso aconteça com você.

  Continua Depois da Publicidade  

A pílula do dia seguinte, também conhecida como contracepção de emergência ou contracepção pós-coito, é um método contraceptivo muito utilizado no Brasil.

Geralmente, deve ser usada em situações específicas e emergenciais (por isso o nome contracepção de emergência) e não como um método regular contraceptivo.

As emergências incluem rompimento ou escorregamento do preservativo durante o sexo, estupro ou falta de duas ou mais pílulas anticoncepcionais durante um ciclo mensal.

Esse tratamento serve para prevenir e não para interromper uma gravidez, pois trabalha principalmente atrasando a ovulação.

Muitas pessoas ainda têm muitas dúvidas, como por exemplo, se a pílula do dia seguinte engorda, se reduz o fluxo menstrual ou intensifica a menstruação, entre várias outras. No entanto, a que geralmente causa mais preocupação é se a pílula do dia seguinte falha.

Tipos de pílula do dia seguinte

A eficácia da pílula do dia seguinte irá depender do tipo e de quando a mulher tomar, ou seja, quanto antes ela tomar após a relação sexual, menos chances haverá de falhar.

  Continua Depois da Publicidade  

É muito importante lembrar que ela não protege contra doenças sexualmente transmissíveis. Existem 2 tipos de pílulas anticoncepcionais de emergência: Levonelle e ellaOne.

Levonelle

A levonelle contém levonorgestrel que é uma versão sintética do hormônio natural progesterona produzido pelos ovários.

Esse tipo de pílula do dia seguinte é recomendado para atrasar ou parar a ovulação. Ou seja, a liberação de um óvulo.

A Levonelle deve ser tomada dentro de 72 horas (3 dias) após sexo para evitar a gravidez e ela não interfere com o seu método regular de contracepção, a pílula anticoncepcional.

EllaOne

ellaOne

A ellaOne é um tipo de pílula do dia seguinte que contém acetato ulipristal.

Esse tipo de pílula do dia seguinte age interrompendo o funcionamento normal da progesterona e também funciona parando ou atrasando a liberação de um ovo.

  Continua Depois da Publicidade  

A ellaOne deve ser tomada dentro de 120 horas (5 dias) após o sexo para evitar a gravidez.

Eficácia

Os rótulos dos comprimidos de levonorgestrel afirmam que este tratamento evita 7 de 8 gestações, o que reduz o risco de gravidez em 88%. Mas, se você tomar nas primeiras 24 horas após o sexo, o risco de gravidez reduz em até 95%.

Enquanto isso, o risco de gravidez após tomar ellaOne dentro de 24 horas após o sexo é cerca de 65% menor do que o risco após tomar pílulas de levonorgestrel. Se tomada dentro de 72 horas após o sexo, o risco é 42% menor.

O que de fato importa é em que parte do seu ciclo menstrual a mulher está.

Por exemplo: se a mulher está prestes a ovular, ela pode correr o risco de engravidar se esperar 5 dias para tomar.

  Continua Depois da Publicidade  

Ou seja, se você não sabe exatamente o quão perto do período de ovulação está, deve tomar a pílula do dia seguinte o mais rápido possível após o sexo desprotegido, independentemente da pílula.

Quando a pílula do dia seguinte falha?

Agora que você já sabe sobre os tipos e suas eficácias, veja o que profissionais da saúde falam a respeito de quando a pílula do dia seguinte falha ou pode falhar.

1. Quando a mulher vomita após tomar

Anos atrás, a contracepção de emergência era composta de doses enormes de estrogêniose, e por isso elas costumavam causar náuseas nas mulheres.

Atualmente, as formas de contraceptivos de emergência não dependem de estrogênio, então é menos provável que a mulher sofra com náuseas, embora esses sintomas ainda possam ocorrer principalmente devido ao nervosismo da mulher.

Porém, independente do motivo pelo qual você sinta náuseas, se vomitar dentro de mais ou menos uma hora após tomar a pílula do dia seguinte, irá precisar de outra dose, porque o seu corpo pode não ter tido tempo suficiente para metabolizá-la.

  Continua Depois da Publicidade  

2. Você inicia pílula anticoncepcional logo após tomar Ella

Após cometer um erro que requer contracepção de emergência, pode parecer que deva voltar imediatamente aos métodos contraceptivos que não são de emergência.

Mas, ao contrário do que pode estar pensando, você não deve iniciar ou continuar qualquer forma de contraceptivo nos primeiros cinco dias após tomar pílulas do dia seguinte tipo Ella porque isso pode diminuir a sua eficácia.

Para estar segura, depois de tomar Ella, use preservativos até a próxima menstruação e não use controle hormonal até os próximos cinco dias.

3. Quando você demora para tomar

As chances de que a pílula do dia seguinte falhe é maior quando você demora para tomá-la. Ou seja, novamente, quanto mais cedo você tomar, melhor funcionará.

4. Se o seu IMC está acima do ideal

Se o resultado do cálculo do seu IMC – Índice de Massa Corporal – for superior a 25, é menos provável que as pílulas do dia seguinte do tipo levonorgestrel sejam eficazes.

Alguns estudos científicos sugerem que as do tipo Ella também podem se tornar menos eficazes com IMC mais alto, embora ainda não esteja claro o quão verdadeiro isso pode ser.

Nesse caso, o DIU de cobre pode ser uma opção para um caso de emergência.

5. Se fizer novamente sexo sem proteção depois de tomar a pílula do dia seguinte

Às vezes, as pessoas acreditam que após tomar uma pílula do dia seguinte estão livres para fazer uma relação sexual sem proteção.

Mas isso não é verdade, pois a ovulação é apenas atrasada, não interrompida. Então, outros atos sexuais sem proteção a colocam na linha de fogo.

Ou seja, se fizer sexo desprotegido depois de tomá-la, não irá funcionar e você pode considerar que a pílula do dia seguinte falha.

6. Você tomou pílula do dia seguinte quando estava ovulando

Como você pode ver, prevenir a gravidez com a pílula do dia seguinte está muito relacionado com o tempo.

O espermatozóide pode ficar esperando para se juntar com o óvulo e viver dentro do seu corpo por até cinco dias, e se você ovular durante esse período, o esperma e o óvulo podem se encontrar e causar gravidez.

As pílulas do dia seguinte interrompem temporariamente a ovulação, mas se seu ovário já tiver liberado um óvulo, a pílula que você tomou não impedirá que você engravide.

Sendo assim, se você tiver uma relação sexual desprotegida durante sua janela fértil, é natural que tenha mais chances de engravidar.

Não torne a pílula do dia seguinte um hábito

Se você precisar de um método contraceptivo de emergência, a pílula do dia seguinte funciona quando tomada corretamente. Você apenas deve se preocupar quando isso se torna um hábito, pois significa que pode haver uma opção melhor de controle de natalidade para você.

Se você está cansada de tomar pílulas anticoncepcionais, pode obter um dispositivo intrauterino (DIU), por exemplo. Há muitas opções e você não precisa confiar e depender sempre da pílula do dia seguinte.

Fontes e Referências Adicionais

Você já tinha ouvido falar que a pílula do dia seguinte falha em algumas ocasiões? Já precisou tomar em uma emergência? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Equipe MundoBoaForma

Quando o assunto é saúde, você tem que saber em quem confiar. Sua qualidade de vida e bem-estar devem ser uma prioridade para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada e altamente qualificada, composta por médicos, nutricionistas, educadores físicos. Nosso objetivo é garantir a qualidade do conteúdo que publicamos, que é também baseado nas mais confiáveis fontes de informação. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados à saúde, boa forma e qualidade de vida.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário