Retenção de líquidos na gravidez – O que fazer e como evitar

Especialista da área:
atualizado em 11/11/2021

A gravidez gera muitas mudanças no corpo da mulher e, apesar de ser normal, várias delas trazem desconfortos. Esse é o caso da retenção de líquidos, um sintoma muito comum na gestação.

  Continua Depois da Publicidade  

A retenção de fluidos na gravidez é resultado do aumento do volume sanguíneo e do líquido extracelular, que serve tanto para preparar o corpo para o parto como para suprir as necessidades nutricionais do bebê em desenvolvimento.

De acordo com um estudo publicado em 2016 na revista Cardiovascular Journal of Africa, o volume de sangue durante a gestação aumenta cerca de 50% em relação ao volume anterior, considerado “normal”.

O hormônio relaxina também participa desse processo, dilatando os vasos sanguíneos para suportar o volume extra de sangue.

Além disso, o aumento do peso e do tamanho do útero comprime os vasos sanguíneos da região abdominal, pélvica e dos quadris, dificultando a circulação sanguínea e aumentando a retenção de líquidos. Tudo isso causa inchaço (ou edema) no corpo, principalmente no terceiro trimestre da gestação.

O que fazer para reduzir a retenção de líquidos na gravidez

Grávida triste

O inchaço causado pela retenção de fluidos pode afetar as mãos e o rosto, mas na maioria dos casos ele se concentra nos membros inferiores. Isso acontece porque ao chegar nas pernas, o sangue não consegue retornar ao coração com a mesma facilidade de antes da gravidez e isso estimula o acúmulo de líquidos nos tornozelos e pés.

Apesar de não ser um quadro perigoso ou doloroso, a retenção de líquidos na gravidez gera incômodo.

  Continua Depois da Publicidade  

Confira então algumas dicas simples para aliviar esse sintoma e ter uma gestação mais agradável:

Reduza a ingestão de sódio

O excesso de sal na dieta traz muitos prejuízos para a saúde como o aumento da pressão arterial, por exemplo. Além disso, o sódio em níveis elevados pode prejudicar o equilíbrio eletrolítico do corpo e, assim, aumentar a retenção de líquidos. 

Mantenha uma dieta mais saudável

Tente eliminar os alimentos processados da dieta, que geralmente são ricos em sódio, e diminuir a ingestão de açúcar.

No lugar desses alimentos, consuma mais frutas e legumes, principalmente aquelas ricas em água, como a melancia.

Beba mais água

É muito importante manter o corpo bem hidratado pois isso ajuda a eliminar os fluidos acumulados através da urina. Assim, o ideal é que você tome pelo menos 2 litros de água por dia.

Evite a cafeína

Bebidas e alimentos com cafeína, principalmente em excesso, podem ser ruins para o feto em desenvolvimento. Além disso, a cafeína promove a desidratação, o que faz com que o corpo retenha mais líquidos para evitar ficar desidratado.

  Continua Depois da Publicidade  

Eleve os pés

Use a gravidade a seu favor para ajudar o sangue a circular melhor. Além de ser bom para descansar, manter os pés elevados de vez em quando ao longo do dia força o sangue a se movimentar e ajuda a aliviar o inchaço.

Evite locais muito quentes

O calor geralmente piora o inchaço, pois faz você reter mais líquidos. Além de usar roupas frescas e evitar se expor ao sol, você também pode aplicar compressas frias para aliviar o inchaço e o calor em dias quentes de verão.

Use meias de compressão

Em alguns casos, o médico pode recomendar o uso de meias de compressão. O papel delas é ajudar o sangue a circular melhor e voltar para a parte superior do corpo com mais facilidade.

Massageie o local inchado

A massagem no membro inchado ajuda a drenar os fluidos que insistem em se acumular nos pés e nas pernas. Além disso, massagear as pernas e os pés durante a gravidez promove relaxamento e reduz as dores, se houver.

Caminhe

Praticar atividades físicas leves como caminhada, natação ou hidroginástica melhora muito a circulação do sangue e estimula a eliminação de fluidos.

Evite também ficar muito tempo na mesma posição, principalmente em pé ou sentado. Pois isso sobrecarrega a parte inferior do corpo e aumenta as chances de aumentar a retenção de líquidos.

  Continua Depois da Publicidade  

Como evitar a retenção de líquidos na gravidez

É muito difícil evitar totalmente a retenção de líquidos durante a gravidez, mas é possível amenizar os sintomas e tomar algumas medidas de prevenção que incluem, principalmente, manter a ingestão adequada de água e uma dieta saudável

Também é importante prezar pelo seu conforto e bem estar e usar roupas e sapatos confortáveis durante a gestação.

Lembre-se ainda que, embora a retenção de fluidos seja esperada e normal, o inchaço repentino acompanhado de sintomas como dor de cabeça forte, formigamento e alterações na visão podem indicar complicações como diabetes gestacional e pré-eclâmpsia.

Sendo assim, é importante fazer o pré-natal e seguir as orientações do seu médico obstetra durante a gestação para aliviar sintomas desagradáveis e intervir imediatamente se houver qualquer tipo de complicação de saúde.

Fontes e referências adicionais

Você já teve problemas com a retenção de fluidos em algum momento da vida? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition.

Deixe um comentário