Tipos de colírios e quando usar

Especialista:
atualizado em 24/09/2020

O colírio certo pode fazer toda a diferença no seu tratamento para os olhos. Saiba quais são os tipos de colírios disponíveis e quando usar cada um deles para melhorar os seus sintomas.

Quando os olhos estão secos ou irritados, é comum pensar que qualquer colírio é capaz de lubrificá-los. Mas não é tão simples assim.

Há vários tipos de colírios e usar o colírio inadequado pode até piorar o problema. Por exemplo, os olhos vermelhos, a dor nos olhos e os olhos secos podem precisar de colírios diferentes. Veja abaixo quais são os colírios disponíveis mais comuns.

Tipos de colírios

gota de colírio

1. Lágrimas artificiais

As lágrimas artificiais (ou colírios lubrificantes) ajudam a manter os olhos úmidos e lubrificados. Dessa forma, eles melhoram os olhos secos.

Quem deve usar

As lágrimas artificiais são ótimas para olhos secos e irritados. Os colírios lubrificantes fazem bem para quem fica o dia todo com o ar condicionado ligado, por exemplo.

Eles podem ter diferentes fórmulas que misturam vários ingredientes a fim de imitar a composição das lágrimas naturais.

É provável que você encontre ingredientes como:

  • Eletrólitos como sódio e potássio, por exemplo;
  • Goma guar;
  • Conservantes.

Além disso, os ingredientes agem em conjunto para aumentar a oleosidade e evitar a proliferação de bactérias na embalagem. Alguns nomes conhecidos são: Systane UL, Lacril, Dunason, Lacrifilm e Trisorb.

Contraindicações

Apesar de serem benéficas para a maioria das pessoas, as lágrimas artificiais não são para pessoas que:

  • São alérgicas aos conservantes da fórmula;
  • Têm síndrome do olho seco;
  • Usam o colírio mais que quatro vezes ao dia;
  • Ficam com os olhos mais irritados, vermelhos ou sensíveis após o uso.

2. Colírios antialérgicos

Os colírios antialérgicos são usados para aliviar sintomas como olhos vermelhos, lacrimejantes ou com coceira, por exemplo.

De fato, alergia como a alergia ao pólen, aos pelos de animais, ao ácaro ou a poeira, por exemplo, causam esse tipo de sintoma.

Quem deve usar

Quem sente coceira e irritação nos olhos por causa de uma alergia pode usar colírios antialérgicos.

Certamente, eles ajudam a diminuir a histamina nos tecidos dos olhos. Só para exemplificar, é a histamina que causa sintomas de várias alergias – como a conjuntivite alérgica, por exemplo.

Alguns colírios antialérgicos são: Zaditen, Cromolerg, Florate, Lastacaft, Zaditen e Relestat.

Contraindicações

Os antialérgicos podem ser utilizados a curto prazo, mas, se a sua coceira é muito forte, é melhor ir ao médico.

3. Colírios descongestionantes

Os descongestionantes oculares (ou colírios vasoconstritores) servem para limpar os olhos. Dessa forma, eles diminuem a vermelhidão e a irritação.

Quem deve usar

O descongestionante é bom para quem sofre com os olhos vermelhos. No entanto, isso só vale para quem está com vermelhidão nos olhos por causa de um problema nos vasos sanguíneos.

Alguns descongestionantes são, por exemplo, Moura Brasil, Colírio Teuto, Frechclear e Lerin.

Contraindicações

Esse colírio não é o melhor para quem tem problemas na produção de lágrimas, pois neste caso, o uso dele pode piorar a irritação e a secura.

4. Outros tipos de colírios disponíveis

Além dos colírios acima, há colírios específicos para tratar problemas de saúde ocular.

Colírios para glaucoma

Colírios para glaucoma, por exemplo, são específicos para quem precisa tratar a pressão alta nos olhos.

Alguns nomes comerciais desse tipo de colírio são, por exemplo, Alphagen, Combigan, Timoptol, Lumigan, Xalatan, Trusopt e Cosopt.

Colírios com antibióticos

Os colírios com antibióticos são usados para tratar infecções como a blefarite e a ceratite. Além disso, eles também são úteis em casos de conjuntivite bacteriana. Exemplos são o Zymar XD, o Oflox, o Maxitrol, o Vigadexa e o Cilodex.

No entanto, os antibióticos só são vendidos com receita médica.

Colírios com esteroides

Os corticosteroides são usados para tratar inflamações mais sérias. Eles são perfeitos para casos mais difíceis de tratar. Alguns deles são o Maxidex, o Decadron, o Maxilerg, o Acular LS, o Voltaren DU e o Nevanac.

Colírios anestésicos

A fim de aliviar a dor nos olhos, você pode escolher os colírios anestésicos. Os mais conhecidos são o Anestalcon e o Oxinest.

Colírios para lentes de contato

Por fim, quem usa lentes de contato deve falar com o oftalmologista sobre qual colírio usar.

Geralmente, as propriedades lubrificantes ajudam a evitar a secura dos olhos por causa da lente.

Ainda assim, é sempre bom consultar um médico já que nem todos os colírios são adequados para quem tem lente de contato.

Fontes e referências adicionais:

Você já precisou usar um colírio? Já sabe escolher o colírio certo para cada situação? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Haroldo Vieira de Moraes Junior

Dr Haroldo se formou em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1981. Em seguida concluiu Mestrado em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1986 e Doutorado em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Pos-Doutorado no National Eye Institute do National Institutes of Health (NIH/NEI) durante 1998/1999 e Livre Docente em Oftalmologia pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP (2001), atualmente é Professor Titular de Oftalmologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Oftalmologia clinica e cirúrgica, atuando como Coordenador de Pos-Graduacao em Oftalmologia com área de atuação em inflamação ocular (uveites, sarcoidose e toxoplasmose). Dr. Haroldo é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Para mais informações, entre em contato com ele.

Deixe um comentário