Vacinação anual contra a gripe – Por que é importante?

Especialista:
atualizado em 19/11/2020

É possível evitar contrair a gripe por meio da vacinação anual contra a gripe. Saiba aqui por que é importante se vacinar e quais são os benefícios e riscos.

Quem nunca pegou uma gripe, não é mesmo? Mesmo que dure poucos dias, ficar gripado é uma sensação muito desagradável.

Embora o vírus da gripe cause um mal estar temporário e seja inofensivo para a maioria das pessoas, os portadores de doenças crônicas podem sofrer graves consequências por causa da doença. 

Os sintomas mais comuns de uma gripe geralmente são:

  • Febre;
  • Dor no corpo;
  • Dor de cabeça;
  • Coriza;
  • Tosse;
  • Dor de garganta.

Mas como cada um responde diferente ao vírus da gripe, nem sempre é tão fácil identificá-los. Veja então como diferenciar os sintomas de uma gripe dos sinais de um resfriado.

Certamente, uma gripe pode te deixar mal e atrapalhar sua rotina. A fim de evitar tudo isso, a prevenção da gripe é o melhor remédio e a melhor forma de se prevenir é tomando a vacina.

Mas por que tomar a vacina todos os anos?

vírus da gripe

Porque o vírus da gripe está em constante mutação, o que significa que existem diversas espécies espalhadas por aí. Os 4 tipos mais comuns de vírus sazonais da gripe em circulação são:

  • Vírus influenza A do tipo H1N1 e H3N2;
  • Vírus influenza B do tipo Yamagata e Victoria.

A vacina disponibilizada pelo sistema público de saúde é a trivalente, ou seja, que protege contra os três vírus da gripe mais abundantes a cada ano.

Na rede privada, é possível encontrar também a vacina tetravalente, ou seja, que protege contra os 4 tipos de vírus.

Como os vírus sofrem mutações o tempo todo, a vacina precisa ser atualizada uma vez ao ano para acompanhar as mudanças e, assim, garantir a eficácia da vacina. Por isso, a vacinação anual contra a gripe é necessária.

Antes das temporadas de gripe – que ocorrem no Brasil entre os meses de abril a outubro, que coincidem com o outono e inverno – os especialistas estudam as mutações e avaliam quais são as prováveis cepas de vírus da gripe que mais vão circular naquele período.

Então, com base nos dados do estudo a vacina é produzida.

Como funciona a vacina

injeção da vacina da gripe

A vacina estimula o sistema imunológico a produzir anticorpos, deixando então o corpo preparado para uma possível infecção.

Na vacina, há cepas inativadas dos vírus mais comuns. Essas cepas geram uma resposta imunológica do organismo, que então ativa a produção de anticorpos.

Mas o corpo precisa de cerca de 2 semanas para desenvolver os anticorpos que vão protegê-lo por todo o ano.

É importante ressaltar, no entanto, que a vacina não é 100% eficaz e existe até um estudo que mostra que fatores como o estado de humor no dia da vacinação pode influenciar a sua eficácia no organismo.

Por outro lado, ainda que ela não seja um sucesso 100% garantido, a vacina é o método mais eficiente e seguro hoje em dia para a prevenção da gripe e de suas complicações de saúde. 

Indicações

De fato, algumas pessoas são mais sensíveis ao vírus da gripe do que outras. É por isso que a campanha nacional de vacinação sempre começa com alguns grupos específicos:

  • Crianças entre 6 meses e 5 anos de idade;
  • Mulheres grávidas;
  • Indivíduos com mais de 50 anos;
  • Pessoas que sofrem de doenças crônicas;
  • Obesos com índice de massa corporal (IMC) igual ou maior que 40;
  • Profissionais da área da saúde, da educação ou cuidadores de pessoas com qualquer um dos fatores mencionados acima.

Quem não deve tomar

Infelizmente, a vacina não é para todos. A injeção não é indicada para:

  • Pessoas que sofreram uma reação muito ruim à vacina contra a gripe anteriormente;
  • Alérgicos ao ovo ou ao mercúrio;
  • Pessoas que têm síndrome de Guillain-Barre;
  • Quem estiver com febre no dia da vacinação. 

Por que é importante

Apesar de existirem muitos remédios para gripe e resfriado, as pessoas que têm doenças crônicas correm um grande risco de desenvolver complicações por causa de uma gripe, como por exemplo:

  • Asma e doenças pulmonares;
  • HIV ou AIDS;
  • Doenças metabólicas;
  • Câncer;
  • Problemas cardíacos;
  • Obesidade;
  • Doença renal;
  • Diabetes;
  • Doença hepática;
  • Distúrbios sanguíneos como a anemia falciforme;
  • Condições neurológicas como a epilepsia.

Mesmo quem está fora dos grupos de risco se beneficia da vacina porque ela reduz a taxa de transmissão do vírus entre as pessoas.

Além disso, a vacina:

  • Torna os sintomas da gripe muitos mais leves ou imperceptíveis;
  • Reduz o risco de transmissão do vírus;
  • Diminui o risco de morte;
  • Colabora com o sistema de saúde, já que muitas pessoas deixam de ir ao médico todos os anos.

Existem riscos?

As vacinas também apresentam riscos, da mesma forma que qualquer remédio ou erva medicinal pode causar efeitos inesperados.

Primeiramente, quem toma uma vacina contra a gripe não está livre de ser contaminado pelo vírus da gripe. No entanto, uma pessoa vacinada já terá os anticorpos necessários para combater a infecção, tornando o combate à gripe muito mais simples.

A vacina contra a gripe passa por uma série de testes antes de ser disponibilizada para a população e isso garante que ela seja segura para a maioria das pessoas. 

Segundo um estudo publicado em 2019 na revista científica Anaphylaxis, Drug Allergy, Urticaria and Angioedema, as reações graves das vacinas contra a gripe são muito raras.

Alguns acreditam que a vacina contra a gripe causa gripe, mas não é isso que acontece. A verdade é que certas pessoas podem apresentar alguns sintomas muito parecidos com os da gripe nas primeiras 24 horas após receber a dose da vacina. Tais efeitos colaterais incluem:

  • Febre baixa;
  • Calafrios;
  • Dor de cabeça;
  • Dor muscular;
  • Inchaço, vermelhidão e sensibilidade na pele onde foi aplicada a vacina.

Ainda assim, os sintomas são leves e desaparecem em um ou dois dias.

Por outro lado, a imunidade contra a infecção permanece por pelo menos 12 meses, período a partir do qual você deve tomar uma dose atualizada da vacina da gripe.

Fontes e Referências Adicionais

Você toma a vacina contra a gripe todos os anos? Confia em sua eficácia? Então, comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário