Valeriana

Valeriana Emagrece Mesmo?

Na luta pela boa forma, quer seja para mantê-la, quer seja para conquistá-la, toda estratégia que possa ajudar o objetivo a ser alcançado, sempre de forma saudável, obviamente, é bem vindo, não é mesmo?

Quem nunca ouvir falar das ervas e plantas medicinais que prometem dar aquela forcinha para a perda de peso? Vamos analisar abaixo uma delas, a valeriana, e descobrir como ela pode influenciar um processo de emagrecimento.

Valeriana emagrece? 

Embora não seja seu fim mais comum, as cápsulas de valeriana são utilizadas como um suplemento alimentar para contribuir com a perda de peso por muitas pessoas. Mas como será que a valeriana emagrece?

Na realidade, o mais apropriado não seria afirmar que a valeriana emagrece, mas sim que auxilia o processo de perda de peso. Isso porque ela é utilizada neste sentido graças ao seu efeito de diminuição da ansiedade.

A ação serve para ajudar a controlar os nervos e evitar aqueles momentos em que as pessoas comem por compulsão, para aliviar a ansiedade, o nervosismo e outras emoções. Além disso, as cápsulas são conhecidas por atuar na diminuição do estresse e na elevação de energia ao longo do dia.

A valeriana também possui propriedades que estimulam o sono e podem ajudar a melhorar o descanso durante a noite. Isso auxilia a perda e/ou manutenção do peso porque, quanto mais tempo uma pessoa fica acordada, maior é a quantidade de energia que ela preserva e mais lento o metabolismo se torna.

Enquanto o metabolismo funciona devagar, o processo de queima de calorias e gorduras por parte do corpo também torna-se menos eficiente. Além disso, quem dorme menos de seis horas por noite, tem os níveis do hormônio cortisol elevados em seu organismo.

Segundo a treinadora de bem-estar e consultora da área de nutrição holística, Mary Vence, quando os níveis de cortisol estão altos, o corpo pensa que está passando por um momento de privação e que pode passar fome.

O resultado disso é um armazenamento maior de gorduras na área da barriga, além de aumentar os níveis da insulina – justamente o hormônio que trabalha no armazenamento de gorduras. Mas não é só isso que acontece: os altos níveis de cortisol também fazem com que as taxas de açúcar no sangue sejam elevadas.

O problema disso? Altos níveis de glicose no sangue estão associados ao aumento do desejo de consumir comidas cheias de açúcar.

Um exemplo da vida real 

A confeiteira Quézia Pereira Rocha Nevez relatou na internet que as cápsulas de valeriana auxiliaram o seu processo de perda de peso. A moça contou que já tinha emagrecido 15 kg, mas ainda sofria com a fome durante a madrugada.

Então, depois de conhecer a valeriana, resolveu utilizar o produto em forma de cápsulas. A erva serviu como um calmante natural, que aliviou a ansiedade da confeiteira e deu uma forcinha para que ela passasse a dormir melhor. Assim, ela conseguiu controlar a quantidade de alimento que comia e a gula.

Entretanto, é importante saber que a planta medicinal realmente só ajudou, porém, não pode-se dizer que a valeriana emagrece e foi responsável pela perda de peso. Isso porque o uso da cápsula não foi a única tática adotada por Quézia.

Ela também cortou a fritura, o refrigerante e o açúcar, diminuiu a ingestão de massas, incluiu alimentos saudáveis no cardápio, passou a beber mais água, parou de fazer intervalos longos entre as refeições, tratou de se controlar em frente às guloseimas de padaria e passou a fazer caminhadas diariamente.

Assim, quem deseja emagrecer pode até obter benefícios a partir da valeriana, mas precisa saber que para perder peso ainda terá que mudar seu estilo de vida e seguir uma dieta saudável, equilibrada, controlada e nutritiva, além de praticar exercícios físicos com frequência. 

Saiba mais sobre a valeriana

Ela também é conhecida pelos nomes de erva dos gatos, valeriana-das-botica e valeriana selvagem; já seu nome científico é Valeriana officinalis. A planta produz flores de coloração rosa e pode chegar a atingir um metro de altura.

Além disso, a valeriana é conhecida por ser dotada de propriedades antiespasmódicas, sedativas, calmantes, soníferas, anticonvulsivantes, relaxantes e soporíferas – que provocam o sono.

Benefícios da valeriana 

A planta medicinal também está associada aos seguintes benefícios:

  • Alívio das cólicas menstruais – pesquisa realizada pela Universidade Islâmica Azad, no Irã, indicou que a raiz da planta medicinal pode acalmar as severas contrações do útero que causam dores às mulheres ao longo de seu ciclo menstrual.
  • Auxílio ao tratamento do transtorno obsessivo compulsivo (TOC) – uma pesquisa do ano de 2011 que durou oito semanas indicou que a valeriana pode oferecer certa contribuição ao tratamento do TOC, sendo bem tolerado pelos pacientes.
  • Contribuição com o tratamento da hiperatividade – o benefício foi apontado por um estudo de 2014 que avaliou os efeitos de uma combinação entre erva-cidreira e extrato da raiz de valeriana em 169 crianças com idade própria para escola primária durante sete semanas. Os resultados do experimento não foram conclusivos, porém foram classificados como promissores, indicando que a combinação das ervas pode acompanhar um tratamento convencional para a condição.

Receita de chá de valeriana 

Ingredientes: 

  • 1 colher de chá de raiz e rizoma de valeriana picadinhos;
  • Água fervente.

Modo de preparo:

  1. Colocar a água fervente dentro de uma xícara de chá;
  2. Acrescentar a valeriana e abafar durante cinco minutos;
  3. Após, coar e consumir o chá.

Cuidados com a valeriana 

A planta não pode ser usada por pessoas que possuem hipersensibilidade em relação ao extrato da planta. As mulheres grávidas também são orientadas a não fazerem uso da planta medicinal, assim como as pessoas que sofrem com problemas no fígado.

Crianças e mulheres que estejam amamentando devem checar com o médico a respeito do uso da erva. Ela também não pode ser deixada em um local de fácil acesso a gatos porque pode causar efeito excitante ou eufórico aos bichinhos.

Antes de usar a erva para tratar qualquer tipo de condição de saúde, inclusive o excesso de peso, consulte antes o seu médico para saber se ela é mesmo indicada para o seu caso e segura para a sua saúde. Não substitua o tratamento de nenhuma doença pelo uso da planta medicinal – isso é insensato e pode causar prejuízos à sua saúde.

Possíveis efeitos colaterais da valeriana

A valeriana pode causar reações adversas como tontura, indisposição gastrointestinal, alergias de contato, dor de cabeça, excitação, mal-estar e dilatação da pupila. Como se não bastasse, o seu uso prolongando ainda está associado a problemas como cansaço, insônia e desordens cardíacas.

Como ela traz sonolência e apresenta efeito sedativo, os usuários de suplementos à base da raiz da erva não devem dirigir, operar máquinas pesadas ou realizar atividades que exijam o estado de alerta depois de ingerir o produto.

Caso esteja fazendo uso de qualquer tipo de medicamento ou suplemento, consulte o seu médico antes de usar a valeriana para saber se não há risco de interação. Por exemplo, não se recomenda usar a planta e a melatonina, que também trata insônia e problemas relacionados ao sono, ao mesmo tempo pois pode surgir um efeito sedativo muito forte.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você conhece alguém que utilize essa suplementação e afirme que a valeriana emagrece? Tem curiosidade de experimentar o consumo dessa planta medicinal? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (23 votos, média: 4,13 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

2 comentários

  1. juscelia correa de souza

    Eu juscelia comecei usar este medicamento foi o medico que passou alcançar a minha meta

  2. As cápsulas faz o mesmo efeito pois aonde moro não encontra essa planta sou muito ansiosa

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*