Chá de Menta – Benefícios, dicas e receitas

Especialista:
atualizado em 02/12/2020

O consumo de chás deixou de ser um costume exclusivo dos nossos avôs e avós há um bom tempo, e se tornou um hábito compartilhado por muitos. O chá de menta é um dos chás mais populares que existem.

Adeptos a uma vida saudável, pessoas que querem perder peso e até mesmo aquelas que querem diminuir a freqüência das idas à farmácia vêem os chás como ótimos aliados da saúde. E com toda razão.

Portanto, se você está em algum desses grupos, vai gostar de conhecer os benefícios do chá de menta, como fazer para utilizá-lo no dia a dia e entender como ele ajuda a emagrecer. Vamos lá?

O que é a menta?

A menta é uma planta da família Lamiaceae, que é nativa do Oriente Médio. Esta planta foi levada pelos árabes através do Norte da África para a Europa, onde está totalmente adaptada ao clima, sendo possível encontrar a mesma, inclusive, em jardins domésticos.

Esta planta é bastante cultivada em regiões de clima temperado e subtropical, podendo atingir de 30 a 40 cm de altura. As espécies mais cultivadas no Brasil são a Mentha arvensis e a Mentha spicata, pois ambas estão bastante adaptadas ao clima subtropical, principalmente nos estados do Paraná e de São Paulo.  

A menta está entre as plantas com propriedades medicinais mais utilizadas tanto na indústria farmacêutica quanto nos remédios caseiros, sendo aplicada na culinária, nos cremes dentais, nos produtos de higiene, em chicletes, entre outros.

Menta ou hortelã?

folhas de menta
Folhas de menta
hortelã
Folhas de hortelã

Se você é mais um dentre muitos que confundem essas duas, queremos te dizer que está tudo bem.

Ambas as espécies pertencem ao gênero Mentha, que abriga uma variedade de 25 a 30 espécies diferentes. São muito parecidas e causam confusão com frequência, mas existem formas bem fáceis de diferenciá-las.

A menta (Mentha spicata) tem um sabor mais suave, enquanto a hortelã (Mentha piperita) apresenta um sabor mais forte e ardido.

Mas você não precisa chegar no supermercado ou na feira livre do seu bairro e provar as folhas. Para diferenciá-las você pode observar os aspectos físicos:

  • As folhas da menta possuem uma textura mais áspera, são mais largas e têm um formato mais alongado e estreito;
  • A hortelã tem folhas compridas e estreitas também, mas são mais pontiagudas e seguem o formato de uma espiga larga. Na hortelã há uma pequena haste que liga a folha ao caule principal.

Benefícios do chá de menta

menta

Existem diversos estudos sobre as plantas do gênero Mentha mostrando que estas possuem muitas propriedades medicinais.

As folhas da menta são ricas em fibras, nas vitaminas A, B, C, contendo também inúmeros minerais em sua composição, tais como o cálcio, o fósforo, o ferro e o potássio. Além disso elas tem propriedades anti-cancerígenas, antifúngicas e analgésicas.

Portanto confira abaixo alguns dos principais motivos pelo qual é uma boa ideia incluir o chá de menta no seu dia a dia:

1. Você tem brigado muito com a balança?

Que tal incluir chá de menta em sua dieta para emagrecer? Ele estimula a redução das gorduras ingeridas em função das suas excelentes propriedades digestivas. Dessa forma você pode consumi-lo como chá quente após as refeições.

Além disso, ele também possui propriedades diuréticas, auxiliando na redução dos líquidos retidos e, como diminui o inchaço, estimula a redução das medidas.

Não só isso, mas também o chá de menta ajuda a emagrecer pelo simples fato de ter poucas calorias.

2. Precisa de ajuda com algum problema respiratório?

O aroma da menta ajuda a descongestionar as vias respiratórias, sendo ótimo no tratamento da tosse, no combate a infecções de garganta e alergias. Além disso ameniza os sintomas da asma e de diversos outros problemas respiratórios, como rinite, sinusite, gripes e resfriados.

Não só isso, mas o chá de menta também é um excelente aliado do nosso sistema imunológico, pois estimula o fortalecimento das nossas defesas.

3. Precisando relaxar?

Se você teve ou está tendo um dia difícil e precisa de um calmante natural o chá de menta é uma ótima opção. Isso porque ele ajuda na redução do estresse, proporcionando uma sensação de bem estar.

Além disso, por ter propriedades analgésicas pode aliviar diversas dores, inclusive as dores de cabeça. O chá de menta também tem efeitos tranqüilizantes que agem diretamente no cérebro e, por conta disso, pode te proporcionar uma boa noite de sono.

4. Tem enjôos durante a viagem?

Se você geralmente fica enjoado ao viajar de carro, avião ou barco o chá de menta pode te ajudar, porque suas propriedades antiespasmódicas ajudam a reduzir a náusea causada pelo movimento.

Além disso, o chá de menta ajuda a reduzir os sintomas de náuseas e enjoos matinais.

5. E, é claro, não vamos esquecer a saúde bucal

A menta é uma planta que tem propriedades anti-bactericidas, anti-microbianas e anti-inflamatórias. Dessa forma, ela ajuda a melhorar a saúde bucal reduzindo o mau hálito e prevenindo algumas doenças bucais causadas por bactérias. Sem falar na sensação refrescante que ela deixa na boca. 

Como fazer o chá de menta

Agora que você já conhece os principais benefícios desse chá maravilhoso, que tal preparar uma xícara agora mesmo? Confira abaixo algumas receitas de chá de menta com outros ingredientes para torná-lo ainda mais saboroso e potencializar seus efeitos.

1. Chá de menta natural

Chá de menta simples
Ingredientes
  • ½ xícara de folhas de menta (higienizadas anteriormente);
  • 2 xícaras de água filtrada.
Modo de preparo

Triture as folhas de menta para liberar os aromas e coloque em um recipiente. Em seguida acrescente água filtrada quente e cubra as folhas. Então deixe descansar por 3 a 5 minutos. Coe e está pronto para beber!

2. Chá de menta com limão

Chá de menta com limão
Ingredientes
  • ½ xícara de folhas de menta (higienizadas anteriormente);
  • 2 xícaras de água filtrada;
  • Rodelas de limão.
Modo de preparo

Triture as folhas de menta para liberar os aromas e coloque em um recipiente. Depois corte o limão em fatias e coloque junto com a menta. Em seguida acrescente água filtrada quente e cubra as folhas e o limão. Por fim, deixe descansar por pelo menos 5 minutos antes de coar e beber.

3. Chá de menta com gengibre

Chá de menta com gengibre e laranja
Ingredientes
  • ½ xícara de folhas de menta (higienizadas anteriormente);
  • 2 xícaras de água filtrada;
  • Fatias de gengibre.
Modo de preparo

Primeiro triture as folhas de menta para liberar os aromas e coloque em um recipiente. Em seguida corte o gengibre em fatias e coloque junto com a menta. Depois acrescente água filtrada quente e cubra as folhas e o gengibre. Então deixe descansar por pelo menos 5 minutos. Por fim, coe e está pronto!

4. Chá de menta com laranja

chá de menta com laranja
Ingredientes
  • ½ xícara de folhas de menta (higienizadas anteriormente);
  • 2 xícaras de água filtrada;
  • Rodelas de laranja.
Modo de preparo

Primeiro triture as folhas de menta para liberar os aromas e coloque em um recipiente. Depois corte a laranja em fatias e coloque junto com a menta. Em seguida acrescente água filtrada quente e cubra as folhas e a laranja. Então deixe descansar por pelo menos 30 minutos na geladeira. Por fim, passe o líquido pelo coador para retirar as folhas. Sirva gelado.

Como adoçar

O indicado é que você tome o chá ao natural. Entretanto, se ainda não estiver acostumado com o sabor, você pode utilizar mel, frutas, açúcar mascavo ou demerara.

Você já conhecia o chá de menta e os benefícios que ele promove para a saúde e boa forma? Já experimentou essa bebida? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (40 votos, média: 4,13 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

18 comentários em “Chá de Menta – Benefícios, dicas e receitas”

  1. Conheço a menta e tenho no quintal de casa, só que nunca usei.

    Gostava de saber se chá de menta alivia dores de joelho?

  2. Porque todas as receitas de chá vocês como nutricionistas aconselham adicionar AÇUCAR????
    Porque não estimular o consumo natural, se nada. Qualquer pessoa hoje em día sabe os maleficios do açucar. Sinceramente, isso vindo de uma criança ou uma pessoa simples, sem instrução a dá pra passar. Más de um profissional de saude… Horrivel!

    • Ramon….tudo o que ê demais faz mal.!!!
      Até amar !!!
      Açúcar ou sal,frio ou quente se for demais …
      Faz mal !!!

      Equilíbrio…

      Nesta sexta no Globo repórter aprendi um pouco mais sobre o sal…deixou de ser o vilão !!

      Gostei muito do parecer do médico a repórter que disse adorar salgar tudo.

      Respondeu ele se seus rins também ” gostam “… sem problemas…
      Abraço
      Marco Aurélio Colombo Nogueira

  3. Já gostava sem saber que tinha tantos benefícios, e agora que fiquei sabendo vou aumentar meu plantio nos vasos que tenho na sacada de casa!!! Amooo chá de menta!

  4. Tomei o chá da menta puro e melhorei do inchasso no estômago e do efeito estufa que estava sentindo e não pudia comer nada que ficava inchada, graças a Deus melhorou e acabou também com o mau hálito e com mau cheiro bdos gases.gratidao.

  5. Faço uso diário do chá de menta,vou experimentar com limão gengibre e laranja.
    Gratidão!

  6. Nunca tinha visto a planta de menta…qdo conheci fiz o chá de menta com hortelã e adorei para tomar a noite. Só preciso saber se tem cafeína.

  7. Sim…é o meu favorito…me deixa uma sensação de bem estar incrível…tomo sem adoçar, pois o sabor da menta é bastante agradável ao paladar.
    Não é por acaso que é o favorito dos árabes, em cima de refeições tão condimentadas. É de facto relaxante e digestivo.