3 suplementos que podem ser perigosos para a saúde

Especialista da área:
atualizado em 05/03/2021

Hoje é bem fácil achar suplementos à venda e há toda uma variedade de produtos para os mais diversos fins. Por exemplo, tem suplemento para ajudar a ganhar massa muscular, suplemento que promete auxiliar a emagrecer, suplemento para unhas e cabelos e suplemento vitamínico.

  Continua Depois da Publicidade  

No entanto, é preciso ser cuidadoso porque alguns desses produtos são vendidos sem a garantia de que sejam eficientes ou seguros. Aliás, segundo a Harvard Health Publishing (Publicação de Saúde de Harvard, tradução livre), alguns deles podem fazer mal para a saúde. Por exemplo:

1. Arroz fermentado vermelho

Ele vem de uma levedura que cresce no arroz branco. O suplemento é composto pela monacolina K, que é idêntica ao princípio ativo da lovastatina, remédio usado para reduzir o colesterol.

Estudos de pequeno porte sugeriram que suplementos com teores altos de monacolina K podem ser efetivos.

Entretanto, não se sabe o teor monacolina K que um suplemento traz. Conforme o professor associado de medicina da Escola Médica de Harvard, Pieter Cohen, alguns têm nada ou quase nada do ingrediente ativo; outros têm a mesma quantia que um remédio de prescrição de dose baixa.

“Tudo bem se você não toma estatina (classe de remédios para colesterol). Mas, se você toma, você poderia estar obtendo muito da medicação, o que pode causar dor muscular ou até mesmo uma quebra muscular perigosa que pode danificar outros sistemas do corpo”, avisou Cohen.

2. L-arginina

Arginina

Trata-se de um aminoácido e componente do óxido nítrico, uma molécula que ajuda a relaxar e abrir os vasos sanguíneos. A saber, os suplementos de L-arginina são vendidos sob as promessas de aumentar a circulação, diminuir a pressão arterial e promover ereções.

Entretanto, quem tem problemas no coração deve evitar a L-arginina. Isso porque um estudo sobre os efeitos do composto em sobreviventes de ataque no coração precisou ser interrompido antes do previsto após a morte de seis participantes que estavam usando o suplemento.

A L-arginina pode fazer a pressão arterial descer a níveis muito baixos para quem já toma medicamentos para tratar a condição. Se a pessoa toma anticoagulantes, ela pode aumentar o risco de sangramento.

Além disso, para quem usa inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA), ela pode provocar picos nos níveis de potássio. Entenda os perigos da hipercalemia ou potássio alto.

  Continua Depois da Publicidade  

3. Suplemento de alho

Entre as promessas das pílulas de alho estão a redução do colesterol e da pressão arterial. As pesquisas sobre os efeitos do suplemento no colesterol trazem resultados contraditórios, enquanto estudos de pequeno porte indicam que ele pode diminuir ligeiramente a pressão.

No entanto, os suplementos de alho podem aumentar os níveis e efeitos de alguns remédios para o coração. No caso dos anticoagulantes, eles podem causar sangramento. Já o uso junto de medicamentos que reduzem o colesterol pode provocar dano muscular.

Além disso, em relação aos remédios para pressão, o perigo é que surjam quedas perigosas na pressão arterial.

E para quem não toma esses medicamentos? Bem, para eles, o suplemento de alho não é necessariamente útil. “Eu não conheço nenhuma evidência que tomar suplementos de alho é melhor para seu coração do que comer alho na alimentação”, avisou Cohen.

Bônus: suplementos de cálcio

Suplemento de cálcio

Nos últimos anos, surgiram notícias de uma possível ligação entre suplementos de cálcio e problemas como doença no coração e ataque cardíaco.

Mas, análises de órgãos especializados, como a Fundação Nacional de Osteoporose dos Estados Unidos e a Sociedade Americana de Cardiologia Preventiva, não encontraram relações entre esses suplementos e o risco de ataque cardíaco, acidente vascular cerebral (AVC) e morte prematura.

Entretanto, isso não significa que seja seguro tomar o tanto de cálcio que quiser. Ingerir demais do mineral, o que pode ocorrer quando se usa suplementos, pode fazer com que os níveis de cálcio no sangue fiquem acima do normal.

Isso recebe o nome de hipercalcemia e causa náusea, vômito, confusão e sintomas neurológicos. Adicionalmente, já associou-se o uso excessivo de suplementos de cálcio a um risco maior de doença renal e câncer de próstata agressivo.

  Continua Depois da Publicidade  

Portanto, para não correr o risco de ter nenhum problema com um suplemento, sempre consulte um médico antes de usar qualquer produto do tipo.

Conheça também os riscos do suplemento de iodo com o vídeo da nossa nutricionista:

Fontes e referências Adicionais

Você usa suplementos? Já teve problemas com eles? Então, comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média 5,00)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

1 comentário em “3 suplementos que podem ser perigosos para a saúde”