6 hábitos ruins de quem passa muito tempo em casa

Especialista:
atualizado em 27/08/2020

Se por um lado a pandemia do novo coronavírus acendeu um alerta em favor da saúde, por outro, o isolamento social levou à adoção de comportamentos não muito saudáveis.

Por isso, é necessário tomar muito cuidado para não cometer alguns dos erros graves que milhões de pessoas estão cometendo durante a pandemia de COVID-19, e que afetam negativamente o organismo. Confira alguns deles:

1. Beliscar comida o dia todo

Ao passar mais tempo em casa, algumas pessoas abusam dos petiscos ou fazem muitos lanchinhos ao longo do dia, comendo mais do que o normal.

Além disso trazer mais calorias, não é improvável que esses lanchinhos sejam industrializados, congelados e nada saudáveis, lotados de calorias, açúcares, gorduras ruins e/ou sódio.

Esse mau hábito pode trazer o aumento de peso e até mesmo prejudicar a saúde por não fornecer ao organismo os nutrientes que ele precisa para funcionar apropriadamente.

Por isso, é fundamental jamais pular as refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) e consumir pratos saudáveis e nutritivos nessas refeições, para nutrir o organismo adequadamente.

Já quando a fome bater entre as refeições, o ideal é deixar os lanchinhos de baixa qualidade de lado e recorrer aos lanchinhos saudáveis.

2. Não ter um horário para dormir ou acordar

Despertador sono

Isso pode atingir aqueles que não estão precisando trabalhar ou estudar de casa e não têm tantas obrigações e horários a cumprir durante a pandemia.

Além disso, quem está preocupado com toda a situação pode ter dificuldade para pegar no sono no mesmo horário de sempre ou não conseguir ter a mesma qualidade de sono que tinha antes.

Ao mesmo tempo que o sono é importante para a imunidade, motivo pelo qual existe uma relação entre a qualidade do sono e o surto de coronavírus, não conseguir organizar o horário de dormir e acordar prejudica o ritmo circadiano e atrapalha a secreção hormonal, resultando no ganho de peso.

3. Falta de atividade física

Embora existam atividades que possam ser feitas em casa, como esse treino para fazer em casa durante o surto de coronavírus ou outros treinos aeróbicos em casa para a pandemia, não é todo mundo que tem espaço para realizá-los ou tem um local para tal.

Mas mesmo que seja difícil, é importante manter-se ativo em tempos de coronavírus e tentar praticar algum tipo de exercício dentro de casa. Não sabe por onde começar? As dicas de como se manter ativo em casa podem ajudar.

Dá também para fazer polichinelos ao acordar, pular corda em um canto da casa ou subir e descer as escadas várias vezes ao dia. O que importa é manter-se longe do sedentarismo, que pode ser uma das causas por trás da imunidade baixa.

4. Não ter rotina

Mais do que ter rotina para dormir, também é importante ter rotina para outras atividades, inclusive para se alimentar.

Não ter um horário certo para as refeições pode estimular o hábito de comer qualquer coisa sem valor nutricional que não faz bem para a saúde e e pode engordar.

Assim, a recomendação é tentar manter o café da manhã, o almoço, o jantar e os lanches nos mesmos horários de antes e, logicamente, consumir pratos saudáveis e nutritivos.

5. Consumir muita massa

Macarrão

Nesta época de pandemia e isolamento, muitos têm consumido bastante massa à base de farinha de trigo como pão, pizza e macarrão. Estes pratos são saborosos, mais práticos e demandam menos tempo na cozinha.

No entanto, ele também podem ser mais calóricos e estimular mais o aumento de peso, não apenas por conta das calorias, mas também porque são carboidratos simples que provocam picos nos níveis de açúcar no sangue.

Para quem gosta de pão e macarrão, uma boa ideia é recorrer ao pão integral e ao macarrão integral. Já para quem é fã de pizza, a saída é voltar-se para uma pizza fit.

6. Não beber água o suficiente

Envolvido com as tarefas domésticas, com o trabalho ou com o estudo, a pessoa pode se esquecer de tomar água. Ou então pode ser que ela troque a água por outra bebida.

Além de ser prejudicial não tomar água o suficiente, as bebidas ingeridas no lugar da água, como suco, refrigerante ou café, podem ser calóricas e estar cheias de açúcares e carboidratos simples, favorecendo assim o aumento de peso.

Como se não bastasse, deixar de tomar água o suficiente pode dar uma falsa sensação de fome. Conheça algumas dicas para beber mais água na dieta.

Aproveite para conferir o vídeo da nossa nutricionista para entender melhor sobre esses erros e como eles afetam sua saúde física e mental:

Gostou das dicas?

Você sente que tem cometido alguns destes erros em casa durante a pandemia? Pretende mudar a rotina para voltar a ser mais saudável? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário