6 Melhores Exercícios para Perder Culote

Especialista:
atualizado em 09/06/2020

Confira uma lista dos melhores exercícios para perder culote, como fazer cada um deles e mais dicas para atingir os seus objetivos.

Podemos chamar de culote a gordura localizada que se acumula em uma região que compreende o quadril, a lateral da coxa e a lateral dos glúteos. E, convenhamos, é difícil não se incomodar ou não se irritar com ela, não é mesmo? É justamente por isso que vamos conhecer algumas opções de exercícios para perder culote.

Se a gordura da região abdominal também te incomoda, aproveite que está por aqui e aprenda os melhores exercícios para perder barriga. Ademais, entenda se é possível perder gordura localizada numa região específica do corpo.

6 exercícios para perder culote

Antes de conhecer algumas alternativas de exercícios para perder culote, precisamos informar que, embora esses movimentos possam ajudar, sozinhos eles não dão conta de eliminar a indesejável gordura.

Além de ser fundamental combinar os treinos com uma alimentação saudável, pode ser necessário recorrer a tratamentos estéticos para se livrar com maior eficiência do culote. Por isso, se a junção de dieta e exercícios não funcionar para você, converse com o seu médico a respeito de procedimentos estéticos seguros e eficientes contra essa gordura localizada

Uma vez que os avisos foram passados, vamos finalmente conhecer algumas opções de exercícios para perder culote:

1. Agachamento

Imagem: MSN

Como fazer: posicionar-se em pé, com o corpo na posição ereta, as pernas abertas como na imagem acima, com os pés na mesma linha dos ombros e dos dedos dos pés apontados ligeiramente para fora.

Manter os braços na frente do corpo com as mãos unidas na altura do tórax, para auxiliar em relação ao equilíbrio. Então, abaixar os quadris como se fosse sentar até as coxas ficarem paralelas ao chão. Pausar e retornar à posição inicial, apoiando-se através do calcanhar. Contrair os glúteos no topo do movimento.

Durante o exercício é necessário tomar cuidado para não se inclinar muito para a frente. Além disso, é preciso evitar que os joelhos fiquem à frente do nível dos dedos do pé na descida do agachamento.

2. Afundo

Como fazer: posicionar-se em pé com o corpo reto, os braços aos lados do corpo e os pés separados em uma distância de aproximadamente 15 cm.

Dar um passo a frente com a perna direita, abaixando o corpo até que os dois joelhos estejam dobrados em um ângulo de 90º. As costas devem ser mantidas retas, o queixo não pode cair e o pé de trás fica na ponta. Os músculos abdominais devem ficar para dentro.

Usar os posteriores das coxas e os glúteos para se impulsionar de volta para cima no posicionamento inicial.

É necessário inalar na hora da descida e exalar na hora da subida. Durante o exercício é preciso tomar cuidado para não arcar as costas, não permitir que o joelho de trás encoste no chão (ele quase encosta, mas não deve efetivamente fazer isso) e não levar os quadris para frente.

3. Step

Imagem: MSN

Como fazer: posicionar-se em pé atrás de um caixote. Então, colocar as mãos nos quadris e levar um dos pés em cima do caixote. Pressionar o calcanhar sobre o caixote e elevar os quadris em direção ao teto. Finalizar o exercício subindo no caixote com a outra perna. Descer a perna novamente para retornar à posição inicial com apenas um dos pés no caixote, conforme na primeira imagem.

Após fazer o número determinado de repetições, trocar a posição das pernas e refazer o exercício. Ao longo de todo o exercício, o tórax deve ser mantido ereto. Deve-se evitar curvar a parte superior das costas e os glúteos devem ser contraídos na hora da subida ao fazer esses exercícios para perder culote.

4. Quatro apoios com elevação

Imagem: MSN

Como fazer: colocar-se na posição de quatro apoios, como na imagem acima, com os joelhos flexionados em 90º, os braços retos, as palmas das mãos, os joelhos, as partes inferiores das pernas e as pontas dos pés encostando no chão.

Manter as costas retas, de modo que o corpo forme uma linha da cabeça aos quadris. Então, relaxar o tronco, para que a região lombar e o abdômen fiquem nas suas posições naturais. Após, sem alterar a postura da lombar, levantar uma das pernas com o joelho flexionado até a coxa ficar alinhada ao corpo.

Pausar e retornar ao posicionamento original. Repetir o movimento com a perna oposta. Durante o exercício, os quadris não podem relaxar. A força para levantar a perna deve vir dos quadris e não da coluna para evitar a ocorrência de lesões.

5. Cadeira abdutora

Como fazer: sentar-se na cadeira abdutora e selecionar um peso com o qual esteja confortável. Manter a coluna reta, colocar os pés apropriadamente nos apoios do equipamento e agarrar as alças que ficam em cada lado do aparelho com as mãos. Manter fixa toda a parte superior do corpo – da cintura para cima – ao longo de todo o exercício para evitar a ocorrência de lesões.

Lentamente, pressionar contra o equipamento com as pernas, de modo que mova uma para longe da outra, ao mesmo tempo em que exala o ar. Sentir a contração por um segundo e começar a movimentar as pernas à posição inicial (uma perto da outra) enquanto inala o ar.

Para quem sonha em ter um bumbum avantajado, vale a pena saber que este é um exercício que pode aparecer em um treino de glúteo para hipertrofia.

6. Exercícios aeróbicos

Os exercícios aeróbicos como correr ou pedalar recrutam a gordura como fonte de energia. Entretanto, esse gasto de gordura corporal ocorre como um todo no corpo, não somente na região exercitada.

Por isso, é recomendado aliar os treinos aeróbicos com um trabalho muscular na região que se deseja enrijecer e/ou definir, no caso do culote, a lateral inferior do corpo.

Antes de começar os exercícios e outros cuidados

Vale a pena marcar uma consulta médica para saber se está fisicamente apto a praticar o treinamento e verificar em que intensidade deve iniciá-los antes de começar a praticar os exercícios para perder culote. Isso é especialmente importante para os sedentários e/ou as pessoas que sofrem ou já sofreram com algum tipo de lesão ou problema físico.

Além disso, é fundamental contar com o acompanhamento de um educador físico durante os treinos. Ele é qualificado para ensinar como cada exercício deve ser realizado, o que é crucial para ter bons resultados e evitar lesões.

O profissional também é habilitado para montar um treinamento adequado, indicando os melhores exercícios e os números de séries e repetições seguras e eficientes para cada praticante. Isso sem contar que ele pode prestar os primeiros socorros caso alguma lesão ou machucado ocorra.

Se ainda assim você resolver fazer os exercícios para perder culote por conta própria, tenha o cuidado de rever as instruções repetidamente até entender direitinho como cada movimento deve ser executado.

Caso se lesione ou machuque durante os treinos por conta própria, procure rapidamente o auxílio médico, uma vez que não terá a orientação do educador físico em relação aos primeiros socorros.

Você já conhecia os 6 melhores exercícios para perder culote? Pretende experimentar algum? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Francisco Santana

Francisco José Santana é personal trainer, formado pela Univer Cidade RJ 2007, com certificação CORE360º treinamento funcional, Certificação Internacional FNS I e II em avaliação funcional, especializações em suplementação nutricional esportiva, Crosstraining - Scientific Sport, Cineantropometria aplicada, Primeiras ações em emergência, Prevenção de Doenças Laborais, Musculação, Ginástica Corretiva, Spinning (Johnny G), Técnica de Tecidos Moles - Miofacial, e Inteligência Emocional - ASICC

Deixe um comentário