7 Exercícios na Piscina para Emagrecer e Tonificar

Para quem não curte muito treinar quando está fazendo muito calor, uma alternativa é praticar exercícios na piscina – um ambiente para lá de refrescante. Entretanto, essa não é a única vantagem atribuída aos treinamentos na água.

Os exercícios na água são de baixo impacto e também podem ajudar a reabilitação de articulações e músculos, a melhorar a circulação e a queimar gordura corporal. Além disso, um treino na piscina melhora o equilíbrio, a agilidade e resistência.

7 exercícios na piscina para emagrecer e tonificar

Abaixo, vamos conhecer algumas opções de exercícios que podem ser realizados na piscina para auxiliar a emagrecer e tonificar. Porém, antes de chegarmos a eles, precisamos destacar alguns pontos.

Para garantir a segurança e a eficiência do seu treino, é essencial que você conte com o auxílio de um educador físico. Isso porque ainda que esses movimentos possam aparecer em treinamentos para emagrecer e tonificar, não são apenas eles que farão com que você alcance o que almeja em relação à perda de peso e tonificação corporal.

É necessária uma opinião profissional para determinar como esses exercícios devem ser encaixados nas sessões, em quantas séries e repetições eles devem ser realizados e quais outros exercícios devem acompanhá-los para que os objetivos desejados, que variam de pessoa para pessoa, sejam atingidos. Agora que os alertas foram passados, vamos à nossa lista de exercícios na piscina?

1. Prancha na piscina

Como fazer: começar em pé na piscina e segurar um macarrão/espaguete de piscina verticalmente com as duas mãos. Então, pressionar o macarrão para baixo na água e inclinar-se para a frente até que o corpo esteja em uma inclinação plana e uniforme, com a cabeça para fora d’água. Tentar se manter estável na posição durante um a dois minutos.

2. Corrida na piscina

Como fazer: correr em zigue-zague de uma ponta a outra na piscina. Em seguida, correr diretamente em todas as correntes que acabou de criar.

É necessário que a corrida seja feita com um alinhamento apropriado do corpo, em que as orelhas, os ombros e os quadris estejam em uma linha vertical, para que o core (musculatura localizada ao redor de toda a região do tronco, na linha da coluna lombar), e não os ombros ou pernas, seja responsável por te manter ereto.

3. Exercício de uma perna só

Como fazer: posicionar-se em pé em uma parte da piscina em que a água fique na altura da sua cintura, levantar o joelho esquerdo e colocar o meio de um macarrão/espaguete de piscina embaixo do seu pé esquerdo, de modo que o acessório flutue para cima na forma de um “U”.

Manter as mãos ao lado do corpo e se equilibrar ao longo de um minuto com o pé esquerdo no macarrão. Então, mover o joelho esquerdo para fora lateralmente e se equilibrar por mais um minuto.

Depois, trocar as pernas para repetir o movimento com o joelho direito levantado e o pé direito no macarrão/espaguete de piscina. Para deixar o exercício mais desafiador, uma dica é erguer os dois braços acima da cabeça enquanto se equilibra.

Uma dica para quem tem crianças por perto é pedir que elas corram em círculos enquanto faz o exercício, o que além de mantê-las ocupadas, vai criar mais desafio para a questão do equilíbrio.

4. Bicicleta

Como fazer: apoiar as costas na parede da piscina e estender os braços na borda. Então, fazer o movimento de pedalada com as pernas – dobrá-las e levar uma de cada vez à superfície da água, em um ritmo veloz, da mesma forma que ocorre quando pedalamos uma bicicleta.

5. Crunch

Como fazer: a partir da posição do exercício anterior – a bicicleta – estender as pernas, mantendo os pés juntos. Na sequência, puxar os dois joelhos em direção ao peito e retornar ao posicionamento inicial.

6. Elevação lateral dos braços

Como fazer: em pé, segurar um halter (ou uma garrafinha com água) em cada uma das mãos e estender os braços ao lado dos quadris. Então, elevar lateralmente os braços até a altura dos ombros e abaixar os halteres ou garrafinhas de volta aos quadris. A força deve ser colocada na subida e na descida dos braços.

7. Polichinelo

Como fazer: em pé, estender os braços verticalmente para os lados, com as mãos e os cotovelos posicionados na altura dos ombros. As pernas devem estar bem separadas, em uma distância maior do que a largura dos ombros. Então, abrir e fechar os braços, ao mesmo tempo em que realiza o mesmo movimento com as pernas.

Cuidados

Antes de começar a fazer qualquer treinamento – o que inclui os treinos com exercícios na piscina -, é fundamental para qualquer pessoa se submeter a uma avaliação médica para se certificar de que está apto a praticar esse tipo de treino e saber em que nível de intensidade pode iniciar.

Um cuidado importante quando se trata de um treino na piscina é o de não ficar em uma parte mais funda do que a altura da cintura para que os pés tenham um bom contato com o chão da piscina e os músculos das pernas consigam suportar parte do seu peso.

Usar calçados aquáticos e luvas de natação (com membranas, do tipo webbed) para adicionar resistência e intensidade aos movimentos dos braços é recomendado.

O praticante também não pode se esquecer de ingerir bastante água durante e depois do treinamento na piscina, já que na piscina é possível ficar desidratado tão facilmente quanto em terra firme.

Você já conhecia esses exercícios na piscina para emagrecer e tonificar? Pretende adotar algum? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Deixe um comentário