A Dieta da Água – Como Funciona, Cardápio e Dicas

Especialista:
atualizado em 18/12/2019

Hoje em dia, existe uma quantidade imensa de dietas, das mais comuns às mais criativas, das mais saudáveis às mais danosas para o organismo. Você conhecerá a seguir a famosa dieta da água, como ela funciona, se ela faz bem ou mal e quais alimentos estão contidos em seu cardápio.

Para quem deseja se livrar dos quilinhos em excesso e atingir o corpo mais magro que tanto sonha, o que não faltam são opções de dietas e programas alimentares. A dieta da água é umas das novidades neste sentido. Pois bem, sabemos que o consumo de água pode ajudar a emagrecer, mas será mesmo que essa dieta traz um emagrecimento com saúde? É sobre isso que iremos entender melhor agora e assim você poderá avaliar se o método é válido ou não pra os seus objetivos.

Se você não se sentir seguro com esse tipo de dieta, após ler as informações abaixo, não deixe de conferir como funciona uma dieta balanceada para emagrecimento. Você terá informações importantíssimas que lhe permitirá emagrecer de forma simples e, principalmente, saudável.

Não é de hoje que aparecem dietas da moda. Milhões de pessoas simplesmente aderem a essas dietas sem nem ao menos pesquisar os males que elas podem fazer. Para que você tenha consciência do que anda comendo, ou do que tem deixado de comer, não deixe de conferir 6 dietas famosas com erros graves.

O que é e como a dieta da água funciona?

Para a nutricionista Julie Upton, que conversou com o pessoal do site today.com, a dieta da água é basicamente o mesmo que ficar em jejum, sem comer nada. Outros nutricionistas afirmam que a dieta da água é uma variante da dieta do jejum intermitente, um plano alimentar que promove uma redução calórica extrema – que limita o consumo para mulheres em 600 calorias e em 500 calorias para homens – ao longo de dois dias (não consecutivos) da semana.

Ou seja, pouco eficiente, já que seu corpo obterá um desequilíbrio devido à interrupção do fornecimento de nutrientes, o que resultará em consequências à sua saúde.

Existem várias versões da dieta da água. Enquanto algumas são mais extremas e permitem somente o consumo de água, outras aconselham a ingestão de maçã ao lado do líquido e há aquelas que aceitam a adição de frutas e vegetais, uma vez que a pessoa já tenha começado a perder peso.

Devemos atentar ao fato de que a dieta da água ocasionará a perda de peso, mas não sendo essa perda de peso saudável, você irá perder nutrientes essenciais à sua saúde. A adoção da dieta a curto prazo irá resultar na perda de água retida em seu corpo, e não na eliminação das gorduras indesejáveis. Afirma-se que você poderá perder mais massa magra que pessoas que são adeptas de dietas com consumo de 500 a 800 calorias por dia.

Ao consumir menos calorias, o seu metabolismo mudará de comportamento, tornando-se menos ativo, o que ocasionará a queda na eficiência da queima de gorduras. Isso significa que o seu metabolismo se adaptará a queimar poucas calorias, já que você fornecerá um número baixo delas ao seu organismo. Dessa forma, quando você retomar o consumo calórico normal, a probabilidade de acúmulo de gorduras será superior.

Há versões da dieta da água que afirmam que a perda de peso ocorre devido ao consumo de água morna. Essa afirmativa está ligada à medicina chinesa, que defende que a água morna pode oferecer um melhor processo de digestão e inclusive sentimento de saciedade, mas há poucas comprovações.

De forma contraditória, há outras que indicam o consumo de água gelada. Afirma-se que a ingestão de água gelada emagrece, pois seu corpo queimará calorias ao se esforçar para aquecer a água até a temperatura normal do corpo, ou seja, quanto mais gelada estiver a água, mais calorias serão queimadas.

O que sabemos com certeza é que a água pode uma ótima aliada para que você elimine toxinas desnecessárias ao seu corpo nesse processo de perda de peso. No entanto, basear uma alimentação no líquido priva o corpo de uma porção grande de nutrientes que eles precisam para funcionar adequadamente.

A adoção da dieta da água por alguns poucos dias pode até não oferecer prejuízos graves à saúde de uma pessoa saudável, mas essa é uma maneira reconhecidamente incorreta para a perda de peso, já que ao retornar aos hábitos alimentares normais, a probabilidade de reaquisição do peso perdido é altíssima. E como a restrição de nutrientes em uma dieta que mais se parece com um jejum é grande, é impossível segui-la por muito tempo, mais do que alguns dias.

Mesmo assim, a dieta da água costuma ser adotada porque as pessoas enxergam nela uma dieta onde se consome poucos alimentos. Isso passa a falsa impressão de que ela será uma dieta bem sucedida. Esse é um dos motivos pelo qual as pessoas também buscam outras dietas aparentemente leves, como é o caso da dieta da salada, que promete secar 6 quilos em 11 dias. Não deixe de conferir se essa dieta, que realmente emagrece, faz bem ou mal a saúde.

Cardápio da dieta da água

Esse cardápio foi construído sobre a metodologia do consumo de água gelada, mas é importante saber que podem haver cardápios variantes e com pouco embasamento em diversos meios de informações voltados para dietas emergenciais.

15 minutos antes de comer ainda em jejum:

300 ml de água gelada

Café da Manhã

  • 1 fatia de pão integral com pasta de ricota;
  • 1 xícara de café ou chá sem açúcar;
  • 1 iogurte grego ou desnatado com linhaça.

Lanche da manhã

  • 300 ml de água gelada;
  • 1 barra de cereal.

Almoço

  • Salada à vontade;
  • 2 colheres (de sopa) de arroz integral;
  • 1 filé de frango grelhado;
  • 50 gramas de legumes.

Lanche da tarde

  • 300 ml de água gelada;
  • 1 taça de gelatina.

Jantar

  • 200 ml de água gelada;
  • Salada à vontade;
  • 1 fruta.

Ceia

  • 1 xícara de chá verde;
  • 1 taça de gelatina.

Riscos

Desmaios, tonturas, constipação, dores de cabeça e mal estar não estão fora da lista de consequências adquiridas junto com a adesão da dieta da água. A falta de vitaminas que a frequência na dieta da água causa pode gerar perda de músculos, complicações relacionadas aos níveis de açúcar no sangue, gerar diabetes ou desidratação. O plano de emagrecimento ainda pode causar a urgência de urinar com frequência.

Dicas e recomendações

  • É recomendável beber no mínimo 2,5 litros de água por dia, para que assim as toxinas sejam liberadas de forma eficiente e seu corpo se mantenha hidratado continuamente;
  • Não substitua refeições apenas por água, seu corpo necessita de nutrientes para se manter saudável e apto às atividades diárias;
  • Não permaneça muito tempo em jejum, isso poderá resultar em consequências ao seu metabolismo, induzindo-o a queimar menos calorias;
  • Adote essa dieta apenas para objetivos emergenciais, não permaneça com esse plano alimentar por um longo período (nem médio);
  • Não se esqueça de sempre adicionar porções saudáveis de nutrientes funcionais, como proteínas, carboidratos e sais minerais;
  • Consumir alimentos termogênicos naturais pode contribuir para a perda de peso;
  • Avalie outras alternativas para perda de peso, considere que a dieta da água não é uma dieta segura.
  • Quem sofre de condições graves de saúde ou doenças sérias e as pessoas que estejam em processo de recuperação de qualquer tipo de cirurgia não devem seguir a dieta da água.

Acompanhamento médico

Diversos indícios foram expostos para você reconhecer que a dieta da água não é uma dieta segura para ser adotada para um emagrecimento saudável e garantido. Busque adequar-se a uma dieta indicada por um nutricionista e profissional da saúde, que conheça as características de seu corpo e indique o plano alimentar de acordo com as necessidades individuais de cada um.

O acompanhamento e indicação de uma dieta segura por um médico é fundamental para que as reações de seu organismo sejam estudadas e avaliadas, para que em casos positivos ou negativos, possa haver intervenções e adaptações para os objetivos serem conquistados continuamente até o resultado esperado.

Ainda não se convenceu que a dieta da água realmente pode prejudicar à saúde ou tem dúvidas em relação a ela, não deixe de conversar com o seu médico de confiança e pedir a opinião dele em relação a esse plano de emagrecimento, principalmente se você estiver inclinado a segui-lo.

Exercícios físicos

Além da dieta, a prática regular de atividades físicas é parte importante de um processo de emagrecimento. É através dos exercícios físicos que seu corpo queimará mais calorias, não apenas consumindo água.

Outro problema em relação à dieta da água é que ela fornece pouquíssima energia, algo que é necessário para que haja a disposição para a prática de exercícios físicos. Logo, tal parte do processo de perda de peso poderia ficar inviabilizada com esse plano alimentar.

Por fim, é muito importante lembrarmos que, apesar dos problemas com a dieta da água, a água em si é essencial para que o seu corpo funcione de maneira plena e te permita atingir os seus objetivos de perda de peso. Não deixe de conferir se a água emagrece mesmo.

O que você achou dos conceitos e do cardápio da dieta da água? Acredita que conseguiria seguir algo tão restritivo? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (14 votos, média: 4,29 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

1 comentário em “A Dieta da Água – Como Funciona, Cardápio e Dicas”

  1. Eu estava com 30 quilos semana passada, hoje acabei de ver que estou com quase 50 quilos, vou acreditar nessa dieta e quero ter pelo menos 34 quilos, e bem saudável!!!