A Luz do Celular Faz Mal à Visão?

Novo estudo diz que a luz do celular faz mal à visão. Entenda por quê.

Uma das maiores preocupações atuais de saúde ocular é a velocidade em que a cegueira está se instalando nas pessoas idosas em comparação com anos atrás.

  Continua Depois da Publicidade  

É por isso que está aumentando o número de estudos relacionados a este assunto em todo o mundo, e grande parte das teorias está relacionada ao amplo uso diário das telas digitais.

Assim como o celular é uma das maiores causas da insônia, estudos estão descobrindo que a luz da sua tela acelera a cegueira e que consequente o celular prejudica a visão.

Embora o hábito de dar uma olhada em seu smartphone à noite possa parecer uma prática inocente, tanto esse aparelho como laptops, tablets e outros dispositivos portáveis transmitem luz, em particular uma luz azul que pode ser tóxica para os olhos.

“Não é segredo que a luz azul prejudica nossa visão ao danificar a retina do olho” disse em um comunicado Ajith Karunarathne, PhD, professor assistente do departamento de química e bioquímica da Universidade de Toledo. 

Degeneração macular

A degeneração macular é o resultado da morte das células fotorreceptoras na retina que tem como função capturar as imagens visuais e sinalizá-las ao cérebro usando uma molécula chamada retina.

A retina, produzida pelo olho é desencadeada pela luz azul e causa várias reações químicas que podem ser venenosas para as moléculas das células fotorreceptoras causando danos.

Quando essas células fotorreceptoras morrem, não há regeneração.

Cientistas da Universidade de Toledo, Espanha, podem ter descoberto como a luz azul que é emitida desses aparelhos tecnológicos tem potencial para levar a degeneração macular, que é uma das principais causas de perda de visão nos Estados Unidos.

Resultados do estudo se celular prejudica a visão

O especialista Karunarathne e sua equipe também introduziram a retina em outras células do corpo, inclusive nas células cardíacas, células cancerígenas e neurônios

Quando essas células foram expostas à luz azul, elas também morreram, porém, nenhuma mudança foi vista quando essa luz azul ou células da retina foram usadas sozinhas.

  Continua Depois da Publicidade  

A equipe do estudo também expôs várias células do corpo à luz verde, vermelha e amarela, e curiosamente não foi notado nenhum resultado.

“A toxicidade gerada pela retina e pela luz azul é universal. Pode matar qualquer tipo de célula” disse Karunarathne.

Parte desse fenômeno pode ser porque a luz azul tem um comprimento de onda menor em comparação com outras cores, e como resultado, tem mais energia.

A energia extra pode ser o motivo dessa alteração química, que causa a toxicidade gerada pela retina.

O Dr. Mark Fromer, oftalmologista do Hospital Lenox Hill em Nova Yoek disse: “A luz azul parece danificar as células da retina. Ainda não está claro quanto de luz azul e por quanto tempo é necessário para danificar essas células de visão. Sabemos que o dano é irreversível”.

Ou seja, a luz do celular faz mal à visão, porém mais estudos são necessários.

Ainda não há motivos para pânico

Apesar da descoberta de que a combinação de luz azul e retina pode danificar as células, os experimentos foram realizados em laboratórios e não nos próprios olhos.

Karunarathne e sua equipe conduziram o estudo para entender o mecanismo e a capacidade pela qual a luz azul causa a morte celular, mas ele não tem certeza se isso ocorre no próprio olho.

Em uma declaração dada no site da universidade, ele afirma: “Advertimos o público que o nosso estudo não mostra que a luz dos dispositivos móveis ou outras telas digitais causam cegueira”.

Ele continua dizendo: “Se a luz azul dos celulares e telas digitais induz níveis semelhantes de toxicidade é uma questão sem resposta e que está atualmente sob investigação”.

Embora a degeneração macular relacionada à idade afeta as pessoas de todas as idades, é mais provável que ocorra após os 60 anos. No entanto, especialistas suspeitam que isso possa ocorrer mais cedo com o aumento do uso das tecnologias de luz azul.

De acordo com a BrightFocus Foundation, até 11 milhões de pessoas nos Estados Unidos atualmente têm alguma forma de degeneração macular relacionada à idade. Espera-se que esse número atinja 22 milhões de pessoas até 2050.

  Continua Depois da Publicidade  

Em todo o mundo, espera-se que afete quase 288 milhões de pessoas até 2040.

A luz azul pode levar a olhos secos

Estudos descobriram que com o aumento do uso de smartphones, tablets e laptops, houve um aumento no desenvolvimento dos olhos secos devido a uma diminuição da taxa de piscadas.

Com o tempo, quanto mais uma pessoa interage com seus dispositivos eletrônicos, menos ela pisca e isso faz com que as lágrimas evaporem mais rapidamente secando a córnea.

Para ajudar combater esse fenômeno, várias empresas de tecnologia já criaram soluções em potencial.

Atualmente a Apple oferece a configuração “night shift” enquanto que a Samsung oferece um “filtro de luz azul” para diminuir a quantidade exibida desta luz através da tela do dispositivo.

Como se proteger da luz azul

Se proteger da luz azul para evitar o fato de que o celular prejudica a visão pode parecer fácil, mas não é tão simples quanto parece.

A luz azul não é emitida apenas através dos dispositivos digitais, ela também vem da luz solar natural.

Além disso, certas situações, como o uso da tecnologia durante à noite, também podem intensificar a luz azul, e quando ela é transmitida especialmente no escuro, canaliza a luz para uma área muito pequena dentro do olho.

Um dos autores do estudo relaciona esse fenômeno ao uso de uma lupa ao sol, ou seja, a luz pode se tornar tão intensa e focada que pode queimar seus olhos.

O oftalmologista Mark Fromer recomenda que as pessoas “considerem diminuir seu tempo com esses dispositivos e descansem os olhos se realizarem tarefas extensas no computador”.

Ele também recomenda fechar os olhos por um curto período de tempo ou olhar para longe, pois isso ajuda a relaxar os músculos dos olhos e reduz a tensão desnecessárias.

Embora este estudo seja uma boa informação para as pessoas que correm o risco de sofrer com doenças degenerativas dos olhos, é mais um motivo para que todos pensem em limitar a sua exposição às telas especialmente durante a noite.


Ou seja, a luz do celular faz mal à visão e o ideal é evitar ficar no seu smartphone durante a noite ou em um lugar escuro para não se arriscar a sofrer com os danos que ela pode causar.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se a luz do celular faz mal à visão? Pretende moderar mais seu uso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Dr. Haroldo Vieira de Moraes Junior

Dr Haroldo se formou em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1981. Em seguida concluiu Mestrado em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1986 e Doutorado em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1994. Pos-Doutorado no National Eye Institute do National Institutes of Health (NIH/NEI) durante 1998/1999 e Livre Docente em Oftalmologia pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP (2001), atualmente é Professor Titular de Oftalmologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Oftalmologia clinica e cirúrgica, atuando como Coordenador de Pos-Graduacao em Oftalmologia com área de atuação em inflamação ocular (uveites, sarcoidose e toxoplasmose). Dr. Haroldo é uma referência profissional em sua área e autor de artigos científicos. Para mais informações, entre em contato com ele.

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário