Ácido Ferúlico – O Que é, Para Que Serve e Como Funciona

Especialista:
atualizado em 22/04/2016

O Ácido Ferúlico é um composto fenólico encontrado naturalmente em alguns grupos de vegetais incluindo tomate, milho, farelo de arroz, entre muitos outros.

Conhecido por possuir propriedades antioxidantes terapêuticas, ele é usado para tratar muitas condições de saúde, incluindo doenças neurodegenerativas, câncer, diabetes, disfunções cardiovasculares, doenças inflamatórias e envelhecimento precoce.

Além disso, o Ácido Ferúlico é muito utilizado como ingrediente em produtos de cuidado para a pele, especialmente aqueles que visam prevenir o envelhecimento.

Pesquisadores ainda buscam explicar como funciona este composto e para que serve o seu uso exatamente. Neste texto abordaremos detalhes já conhecidos sobre a sua ação em nossa saúde.

O que é o Ácido Ferúlico? 

Este ácido é encontrado nas paredes celulares de plantas como trigo, arroz, amendoim, laranjas e maçãs. Pesquisas apontam que ele parece ser particularmente abundante no café e no amaranto, um pseudocereal semelhante à quinoa. A palavra amaranto vem do grego e significa “aquele que não murcha”, sua durabilidade é presumivelmente resultado da quantidade de Ácido Ferúlico presente na planta.

Muitas plantas contêm Ácido Ferúlico e ele serve como mecanismo de autopreservação, já que reforça a resistência da parede celular e a protege de danos causados por micróbios e pela radiação do sol.

Foi o seu papel de protetor natural das plantas que despertou a curiosidade de pesquisadores sobre as suas possíveis ações na preservação da saúde humana.

Estudos já demonstraram que o Ácido Ferúlico é altamente eficaz como antioxidante tópico que serve para evitar a propagação da cadeia de radicais livres na nossa pele e funciona como um poderoso aliado na prevenção e combate de vários males que podem deteriorar a nossa saúde.

Para Que Serve o Ácido Ferúlico?

Um estudo feito na Itália em 2004 concluiu que o Ácido Ferúlico é um antioxidante mais potente do que o alfa-tocoferol (vitamina E), que o ácido ascórbico (vitamina C), e o betacaroteno.

Enquanto isso, pesquisadores da americana Duke University, descobriram que quando o Ácido Ferúlico é utilizado associado às vitaminas C e E, ele se transforma em um antioxidante ainda mais potente. O Estudo em Duke verificou que o composto age particularmente bem na prevenção de danos causados ​​pelo sol e ainda demonstrou que a exposição à luz ultravioleta, na verdade, aumenta o poder antioxidante do Ácido Ferúlico na pele.

Barbara R. Reed, professora de dermatologia clínica no Health Science Center da Universidade do Colorado, em Denver, disse que “quando combinado com as vitaminas C e E, o Ácido Ferúlico ajuda a estabilizar sua ação, o que duplica o seu poder como agente de proteção solar e aumenta a sua capacidade de neutralizar os radicais livres”.

Como Funciona o Ácido Ferúlico? 

O Ácido Ferúlico tem se demonstrado um potencializador da ação antioxidante para outros compostos antioxidantes naturais, em particular as vitaminas C e E.

É sabido que a administração tópica de vitamina C é muito problemática e requer cuidados devido ao seu estado altamente oxidativo. Para que ela seja eficaz há diversos fatores que devem ser controlados, e um desses fatores é a estabilização, uma vez que ao ser exposta ao ar ou à umidade ela oxida rapidamente. O Ácido Ferúlico, combinado a 0,8%, com a vitamina C funciona para estabilizá-la, impedindo sua oxidação. Esta é a fórmula do primeiro sérum criado com o uso de Ácido Ferúlico.

A combinação das vitaminas C e E, juntamente com Ácido Ferúlico foi patenteada e tornou-se popular em cosméticos. A combinação leva 15% de ácido ascórbico, 1% de Vitamina E, e 0,8% de Ácido Ferúlico. 

Ácido Trans Ferúlico x Ácido Ferúlico Natural

Ao procurar por Ácido Ferúlico você irá encontrar duas versões: o Ácido Trans Ferúlico e Ácido Ferúlico Natural. Para entender o que é cada um, saiba que ambos são ácidos naturais, e a diferença de nomes está ligada à forma como o Ácido Ferúlico é usado.

O termo Ácido Ferúlico Trans é usado mais frequentemente em suplementos alimentares preparados para serem ingeridos.

Ácido Ferúlico natural é o termo geralmente utilizado quando ele é elaborado para tratamento tópico.

Tanto a fórmula para aplicação tópica quanto os suplementos são usados para combater o envelhecimento, ajudar a proteger contra os danos dos raios ultravioleta do sol e para ajudar a tratar manchas da pele.

O suplemento ingerível serve para prevenir e tratar condições de saúde como doenças neurodegenerativas, câncer, diabetes, doenças cardiovasculares, doenças inflamatórias e envelhecimento precoce.

Para saber melhor como funciona o Ácido Ferúlico, leia a lista detalhada de benefícios.

Teor de Ácido Ferúlico em diferentes alimentos já estudados 

Alimento – Quantidade em miligramas por 1 kg

  • Abacate: 1,1 mg
  • Alface: 1,4 mg
  • Amendoim: 8,7 mg
  • Arroz integral: 24 mg
  • Banana: 5.4 mg
  • Berinjela: 35 mg
  • Beterraba: 25 mg
  • Brócolis: 4,1 mg
  • Café: 14,3 mg
  • Cenoura: 2,8 mg
  • Espinafre: 7,4 mg
  • Flocos de aveia integral: 52 mg
  • Laranja: 9,9 mg
  • Macarrão: 12 mg
  • Manjericão: 1,5 mg
  • Milho verde: 42 mg
  • Pão branco: 8,2 mg
  • Pipoca: 313 mg
  • Soja: 12 mg
  • Tomate: 6 mg
  • Toranja: 11,6 mg
  • Vagem: 1,2 mg

Benefícios do Ácido Ferúlico para a saúde

A maioria das conclusões sobre os potenciais benefícios do Ácido Ferúlico e para que serve este composto na nossa saúde vem de pesquisas de laboratório e experimentos em animais. E pesquisadores esclarecem que ainda são necessários ensaios clínicos e pesquisas mais extensas sobre os seus efeitos na saúde humana. Estudos preliminares e observações feitas na medicina alternativa, no entanto, sugerem que o Ácido Ferúlico mostra promessa no tratamento das seguintes condições:

1. Pode baixar o colesterol no sangue e reduzir a incidência de doença cardíaca

Estudos de observação mostram que o Ácido Ferúlico é um antioxidante potente e impede a oxidação das lipoproteínas de baixa densidade (LDL) e facilita a absorção de colesterol pelo fígado. Ele também se mostrou eficaz no tratamento de acidente vascular cerebral na China.

Além disso, relatórios demonstram que o γ-oryzanol, uma mistura de Ácido Ferúlico obtida através do farelo de arroz, pode diminuir o nível de colesterol no sangue e reduzir a incidência de doença coronária.

Pesquisas já mostraram que tratamentos feitos com uma combinação de Ácido Ferúlico e Ácido Ascórbico mostraram reduzir significativamente os níveis de triglicérides, colesterol total e gordura no sangue e nos tecidos cardíacos.

Uma avaliação de fármacos antigos e ervas chinesas usadas no tratamento de doenças cardiovasculares, feita em laboratório, revelou que o Ácido Ferúlico era um dos componentes ativos mais encontrados.

2. Pode ajudar a conter processos inflamatórios

A inflamação crônica ou aguda é um processo múltiplo, que envolve a ativação de células do sistema imunológico que desempenham um papel central em muitas funções vitais do nosso organismo. Para cessar um processo inflamatório crônico é preciso que sistema imunológico esteja saudável.

Estudos têm relatado que certos antioxidantes, incluindo o Ácido Ferúlico, diminuem os níveis de alguns mediadores inflamatórios, por exemplo, a prostaglandina, envolvida na necrose tumoral.

Estas descobertas sugerem que a Ácido Ferúlico possa ter potencial como uma droga anti-inflamatória e revelam, pelo menos em parte, os mecanismos do seu efeito anti-inflamatório.

3. Testado para ajudar a regular a diabetes 

A diabetes é a doença endócrina mais comum. Caracterizada por hiperglicemia (alta concentração de açúcar no sangue), ela estimula a produção exagerada de radicais livres, o que resulta em estresse oxidativo deste sistema.

Um estudo publicado ainda em 2004 pela Fitoterapia Research indica que o Ácido Ferúlico pode ajudar a controlar o diabetes. Depois de tratar ratos diabéticos com Ácido Ferúlico, os autores do estudo descobriram que o composto reforçou a capacidade antioxidante dos animais e ajudou a regular os seus níveis de açúcar no sangue.

Além disso, um estudo de 2012 da European Journal of Pharmacology descobriu que uma combinação de Ácido Ferúlico e resveratrol ajudou a aliviar danos no fígado, rim e pâncreas em ratos diabéticos, reduzindo o processo inflamatório nestes órgãos.

4. Oferece inúmeros benefícios para a pele

O Ácido Ferúlico apresenta muitos benefícios comprovados para a pele. Ele não só a protege dos raios nocivos do sol, mas ajuda a reverter alguns dos danos já sofridos pela pele devido ao sol.

Esta proteção pode aumentar quando o Ácido Ferúlico é combinado com as vitaminas C e E.

Ele é considerado um dos antioxidantes mais eficientes, o que significa que pode proteger a pele dos radicais livres, uma das principais causas do envelhecimento.

Além disso, ele promove a produção de colágeno, vital para manter a saúde e a elasticidade da pele e, consequentemente, promove uma aparência mais jovem.

Usuários constantes de sérum com Ácido Ferúlico descrevem mais maciez e a diminuição de manchas na pele.

5. Ácido Ferúlico é um potencial anticancerígeno

Os radicais livres são considerados fatores importantes entre as causas de câncer nas pessoas. Desta forma, diversos componentes da dieta com atividade antioxidante têm recebido uma atenção particular como potenciais inibidores de vários tipos de tumor.

Relatórios advindos de pesquisas científicas sugerem que os compostos fenólicos podem provocar a apoptose, um tipo de morte celular programada, em células de tumores cancerígenos.

O Ácido Ferúlico tem recebido grande atenção no mundo científico devido por seu potencial anticancerígeno, exatamente porque poderia estimular a apoptose em células doentes.

Alguns compostos à base de Ácido Ferúlico mostraram-se eficazes também por sua atividade potencial como agentes quimiopreventivos para alguns tipos de câncer.

O seu potencial terapêutico está baseado, principalmente, na sua ação antioxidante e sua atividade anti-inflamatória no organismo humano.

6. Pode proteger o sistema nervoso 

O aumento da tensão oxidativa do sistema nervoso leva a diversas condições que envolvem doenças neurodegenerativas tais como a doença de Alzheimer, uma desordem associada à degeneração de partes do cérebro responsáveis pela manutenção da memória.

As doenças neurodegenerativas são caracterizadas pelo estresse oxidativo mediado pela concentração de radicais livres no cérebro. A presença de radicais livres indica a presença de nitrogênio no cérebro, o que pode levar à oxidação de proteínas e gorduras essenciais, o que gera disfunção neuronal por causa da morte de células do sistema neural.

O Ácido Ferúlico é relatado como potente inibidor do processo de oxidação das referidas proteínas e gorduras porque reduz a chance de ataque de radicais livres nestas estruturas e, portanto, impede a sua deterioração.

7. Pode atuar no desempenho atlético

O Ácido Ferúlico (ou o seu precursor metabólico, Gama Orizanol), tem sido amplamente utilizado para melhorar o desempenho atlético, tanto em humanos como em cavalos de corrida. Um consenso em relação ao seu uso é que ele é capaz de reduzir a fadiga, neutralizando os radicais livres que danificam as estruturas de produção de energia nas células.

Esta é uma constatação teórica porque foi obtida através de estudo de observação, mas ainda tem que ser demonstrada em ensaios clínicos.

Dosagem e segurança no uso do Ácido Ferúlico

A segurança do ácido ferúlico é bem estabelecida tanto por estudos em animais quanto pelo seu consumo como parte da dieta diária das pessoas há milhares de anos. Ele é um componente significativo de grãos, sementes, vegetais folhosos e outras plantas que consumimos.

Ainda não foram estabelecidas cientificamente quais as dosagens eficazes de Ácido Ferúlico para a maioria dos usos indicados.

Empresas de suplementos, portanto, recomendam dosagens com base no uso do suplemento que foi o seu precursor, o Gama Orizanol. Usado por atletas como um potencializador de desempenho.

A dose geralmente recomendada é de 250 mg duas vezes ao dia.

O consumo Ácido Ferúlico

Altos níveis de Ácido Ferúlico são encontrados em vegetais, frutas, cereais e café. Estima-se que o consumo destes alimentos pode resultar na ingestão de cerca de 150 a 250 mg por dia de Ácido Ferúlico.

Este composto pode ser absorvido ao longo de todo o trato gastrointestinal e, principalmente, metabolizado pelo fígado. A absorção e o metabolismo de Ácido Ferúlico parece não depender da quantidade ingerida, pelo menos é o que mostram as pesquisas experimentais.

Possíveis efeitos colaterais

Não existem efeitos colaterais conhecidos em relação ao uso de ácido ferúlico topicamente. O único cuidado que se deve ter é se você é alérgico a qualquer tipo de grão, como trigo, cevada ou milho.

Tal como acontece com qualquer produto elaborado para cuidados da pele, antes de usar cremes ou séruns com este ingrediente, teste o produto em uma pequena área da pele para garantir que você não é alérgico. É recomendado que um especialista em cuidados da pele ou um dermatologista seja consultado antes de iniciar o uso.

Para a ingestão de suplementos, é essencial que um especialista seja consultado e elabore a dose específica para cada pessoa.

Você tem curiosidade de experimentar suplementos de ácido ferúlico para algum destes benefícios do composto? Qual deles? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (31 votos, média: 4,06 de 5)
Loading...
Sobre Julio Bittar e Dra. Patricia Leite

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário

9 comentários em “Ácido Ferúlico – O Que é, Para Que Serve e Como Funciona”

  1. gostaria de experimentar o acido ferúlico, na pele e como suplemento. Tenho pele do rosto muito seca e também algumas marcas de expressões.

  2. Estou fazendo uso de vit.C mais ferúlico. Incrivelmente meus melasmas estão mais suaves. Faço uso há três meses.Apenas agora resolvi ler para que servia esse ácido. Acredito que esteja ajudando sim.

    • Pesquise por indicações e principalmente por marcas de confiança no mercado. Pergunte também ao vendedor na loja de suplementos e produtos naturais.

    • Gostaria sim, pois tenho alergia a alguns componentes e gostaria de testar para saber quais posso usar.