Beta-sitosterol

Beta-Sitosterol: Para Que Serve, Benefícios e Como Tomar

O beta-sitosterol é uma substância que se encontra nas plantas. Os químicos chamam de “éster de esterol.” Pode ser encontrada em frutas, legumes, nozes e sementes, em especial no óleo de abacate.

Para que serve e benefícios do beta-sitosterol

O beta-sitosterol é um aliado da saúde cardiovascular, além de atuar na prevenção contra doenças da próstata e no controle da glicemia, auxiliando no tratamento da diabetes. Além disso, ajuda na dieta reduzindo os níveis de cortisol, hormônio relacionado ao aumento da compulsão alimentar e do acúmulo de gordura na região abdominal. Consequentemente, o beta-sitosterol ajuda na perda de peso, além de reforçar a imunidade, e prevenção de doenças do coração.

Outras funções são melhorar a imunidade, aumentando a atividade de células que agem matando micro-organismos invasores, auxiliar no tratamento de infecções e doenças como câncer e HIV. Também é utilizado para estimular o sistema imunológico e para a prevenção do cancro do cólon, bem como para os cálculos biliares, o resfriado comum e gripe (influenza), o HIV / SIDA, artrite reumatóide, a tuberculose, a psoríase, alergias, cancro cervical, fibromialgia, lúpus sistémico eritematoso sistêmico (LES), asma, perda de cabelo, bronquite e síndrome da fadiga crônica.

Alguns homens usam beta-sitosterol por conta do alargamento da próstata (hiperplasia benigna da próstata ou BPH), assim como para aumentar a atividade sexual. Algumas mulheres o adotam contra os sintomas da menopausa.

Os corredores de maratona, por vezes, usam beta-sitosterol para reduzir a dor e inchaço após uma corrida e algumas pessoas aplicá-lo para o tratamento de feridas e queimaduras.

Como o beta-sitosterol atua no organismo?

Seus benefícios para o coração são advindos do fato de que o beta-sitosterol tem alto teor de ácido oleico, uma gordura monoinsaturada que colabora para a redução do mal e aumento do bom colesterol.

Seu potencial para combater os lipídios deve-se à sua associação às gorduras saturadas de outros alimentos; assim, o beta-sitosterol bloqueia sua absorção pelo corpo.

Devido ao carotenoide chamado luteína, o óleo previne doenças nos olhos, como catarata e degeneração macular. Seu altíssimo teor de vitamina E, de ação antioxidante, inibe a formação de radicais livres, ajudando a diminuir os sinais do envelhecimento.

Formas de consumir o beta-sitosterol

A forma mais comum de como tomar o beta-sitosterol é encontrá-lo em plantas e frutos de casca rígida, a exemplo da semente de abóbora e nozes. Mas um dos frutos mais propagados para tal é o óleo de abacate. Ele pode ser consumido puro ou utilizado em diversos molhos para tempero de saladas, para regar hortaliças cozidas, e na finalização de pratos quentes.

Também utilizado como cosmético, pode ser aplicado diretamente sobre a pele, auxiliando na prevenção contra rugas, redução da flacidez e de manchas na pele. Aplicado sobre os cabelos secos, confere maciez aos fios.

Nos alimentos, o beta-sitosterol é adicionado a algumas margarinas que são projetadas para uso como parte de uma dieta baixa em colesterol e para a prevenção de doenças cardíacas. A Food and Drug Administration Federal (FDA) permite que os fabricantes afirmem que os alimentos que contêm beta-sitosterol são para reduzir o risco de doença cardíaca coronária (CHD).

Os produtos comercializados como beta-sitosterol são designados como suplementos dietéticos e não como drogas, mas eles são normalmente vendidos com alegações de que podem ajudar a reduzir os níveis de colesterol, diminuir próstata aumentada e promover uma melhor saúde da próstata.

É importante saber que sua venda não pode ser realizada em qualquer lugar, e você pode ter uma melhor chance de encontrá-lo em lojas maiores de remédios. Ele é vendido por várias empresas de suplementos sob uma variedade de marcas. O recomendado é consultar um médico previamente antes de iniciar o seu uso.

Beta-sitosterol x Sitostanol

Não confunda beta-sitosterol com sitostanol, uma substância semelhante contida no produto chamado Benecol. Tanto o sitoestanol quanto o beta-sitosterol são usados para baixar os níveis de colesterol em pessoas com os níveis elevados e parecem ser igualmente eficazes.

Há efeitos colaterais ao usá-lo?

Há indícios de náusea, indigestão, gases, diarréia ou constipação. Beta-sitosterol também tem sido associado a casos de disfunção erétil e perda de interesse em sexo. Já em sua aplicação à pele não foram constatadas restrições, sendo considerado possivelmente seguro quando aplicado à pele.

Mas de modo geral, os estudos o apontam como seguro, por não haver efeitos colaterais significativos ou interações medicamentosas relatadas, podendo ser consumido pela maioria das pessoas. As exceções são casos de gravidez e amamentação, os quais não há pesquisas suficientes que apontem contraindicações. Assim, é mais seguro evitar o uso.

Já pacientes com Sitosterolemia, doença hereditária rara de armazenamento de gordura, possuem altos índices de beta-sitosterol e gorduras relacionados em seu sistema. Eles são propensos à doença cardíaca precoce e ingerir beta-sitosterol torna esta condição pior. Portanto, se tiver o diagnóstico para tal, não tome beta-sitosterol.

Você já conhecia o beta-sitosterol? Acredita que ele seria útil para você por algum motivo? Qual seria ele, você tem vontade de usá-lo? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (12 votos, média: 4,08 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite


ARTIGOS RELACIONADOS

3 comentários

  1. AFONSO LUIZ ABRITTA

    Gostaria de chamar atenção em relação a ação do Beta-Sitosteral, em razão do comentário feito no 3º § sobre os BENEFÍCIOS e no 1º § sobre EFEITOS COLATERAIS, com relação a atividade SEXUAL.

  2. Eu estou tomando o beta-sistosterol em uma fórmula para queda de cabelo.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*