Mulheres adultas se exercitando

Menopausa Engorda? Como Emagrecer na Menopausa?

A menopausa é um processo natural pelo qual toda mulher passa, marcado pelo encerramento do ciclo menstrual e o fim de sua idade reprodutiva, já que o ovário não libera mais os óvulos para serem fecundados.

Geralmente, é a partir dos 40 anos que a menopausa aparece, porém há casos em que mulheres dão início ao processo mais cedo, na chamada menopausa prematura.

Como é mais um marco de mudanças no corpo da mulher, pode ser que ela cause alguns efeitos no corpo da mulher como ondas de calor, vermelhidão e suor. Além disso, também é possível afirmar que a menopausa engorda. Mas por que será que isso acontece? Há como emagrecer na menopausa?

Como a menopausa engorda

Quando uma mulher entra na menopausa, os seus níveis de estrogênio tendem a diminuir e pode estar justamente aí a causa para o ganho de peso durante esse período.

Em estudos feitos com animais de laboratórios, foi comprovado que níveis baixos desse hormônio no organismo podem impulsionar o aumento de apetite, fazer com que o corpo fique menos ativo fisicamente e deixar o ritmo do metabolismo mais lento, o que prejudica a queima de gorduras. É provável que aconteça o mesmo com as mulheres quando começa a menopausa.

Além disso, pouco estrogênio no corpo faz com que o organismo utilize o açúcar no sangue de maneira menos eficaz, o que aumenta a quantidade de gordura armazenada e faz com que a perda de peso seja mais difícil.

Há como emagrecer na menopausa, solucionando este problema, com o consumo de suplementos de estrogênio que podem ajudar a melhorar o funcionamento do metabolismo. Porém, é indicado consultar um médico antes de decidir usar ou não a substância.

Avanço da idade

Aliado aos baixos níveis de estrogênio no organismo está o avanço da idade, outro fator pelo qual a menopausa engorda a mulher no é que, conforme as pessoas vão ficando mais velhas, menos exercícios físicos elas tendem a praticar.

Outro ponto é que com a idade ocorre a perda de massa muscular, o que deixa o metabolismo mais devagar e faz com que engordar seja mais fácil. Dessa forma, mesmo para aquelas mulheres que têm o hábito de fazer atividades físicas, o gasto de energia usado para alcançar a perda de peso desejada quando elas já estão mais velhas deve ser maior do que a quantidade suficiente quando elas eram mais jovens.

Logo, para eliminar determinada quantidade de calorias, será necessário ficar mais tempo praticando um exercício do que o habitual. Neste sentido, um programa de ganho de massa muscular pode ser muito importante para controle do peso, além do exercício aeróbico para queima de calorias e gorduras.

Como emagrecer na menopausa?

Não é só porque a menopausa engorda que a mulher deve se conformar com isso e ter que suportar os indesejáveis quilinhos a mais. Existem algumas atitudes que podem driblar esse ganho de peso.

Faça da prática de exercícios um hábito

Para quem nunca teve a prática de exercícios como algo presente em sua rotina, chegou a hora de mudar. É recomendando separar um tempo diário para se dedicar a uma atividade física, nem que sejam somente 30 minutos. Dá para fazer uma caminhada, começar a ter aulas de dança ou até praticar yoga.

Com o tempo, serão perceptíveis os benefícios dos exercícios não somente para o peso, mas para o corpo de uma maneira geral.

Seja consciente com relação às calorias dos alimentos

Para perder peso, a regra é básica e fácil de memorizar: é preciso gastar mais calorias do que consome. Logo, é óbvio que uma caminhada de 30 minutos não irá ser muito útil se, após realizá-la, a pessoa chegar em casa e se empanturrar de gorduras e guloseimas.

Assim, o jeito é aprender a contar as calorias ingeridas por dia, para saber a quantia certa que você precisa gastar no seu exercício diário para conseguir emagrecer. Para não errar ou fazer confusão, vale pedir ajuda a profissionais especializados para montar um cardápio saudável e definir a rotina de treinamentos físicos.

Receba orientação de um nutricionista

Se além de não ter o costume de se exercitar, a pessoa também nunca foi de se importar muito em ter uma alimentação saudável e equilibrada, começar do zero pode ser um pouco complicado. Por isso, é importante se consultar com um nutricionista e pedir orientações para mudar a dieta e aprender a escolher os alimentos corretos para saber como emagrecer na menopausa.

O que evitar e o que consumir?

Bebidas industrializadas, como os refrigerantes e sucos artificiais, não ajudam em nada na perda de peso, tendo em vista o seu número de calorias e a enorme quantidade de açúcar presente em sua composição. Um copo de refrigerante tem, em média, 90 calorias, enquanto é possível encontrar 92 calorias em um suco artificial de maçã, por exemplo.

Para diminuir o número de calorias ingeridas, a dica é trocar essas bebidas por outras que sejam mais leves como um copo de suco de limão, com somente 12 calorias, ou o chá verde, que possui apenas 2 calorias em uma porção de 240 ml, que também possui antioxidantes.

Outra sugestão é deixar as guloseimas fora do alcance dos olhos e colocar frutas de diversos tipos ao alcance dos olhos. Assim, na hora que der uma fome e precisar fazer um lanchinho, ficará mais fácil trocar os doces por elas.

Prova de que essa mudança vale a pena é que, enquanto uma porção de bolachas amanteigadas de chocolate contém 125 calorias, 100 g de melancia correspondem somente a 46 calorias.

Outros efeitos da menopausa

Além de dificultar a perda de peso, a menopausa também traz alguns sintomas que incomodam as mulheres, como:

  • Insônia;
  • Fadiga;
  • Depressão;
  • Dores musculares e nas articulações;
  • Mudanças no desejo sexual;
  • Ressecamento na vagina;
  • Problemas no controle urinário.

Da mesma forma, o surgimento de certos problemas de saúde podem estar ligados à ocorrência da menopausa e à diminuição dos níveis de estrogênio no organismo da mulher. São elas:

  • Osteoporose;
  • Doenças do coração;
  • Maior risco de Mal de Alzheimer;
  • Pouca elasticidade na pele;
  • Diminuição da força muscular;
  • Enfraquecimento da visão (ligada ao surgimento de cataratas) e degeneração macular (perda da visão no centro do campo visual).

É importante ressaltar que esses problemas não aparecem em todas as mulheres e que, ao perceber os sintomas da menopausa, a mulher deve informar o seu ginecologista para saber que efeitos o processo pode causar ao organismo dela, em especial, e o que pode ser feito para lidar com isso.

Você tem percebido diferenças em seu corpo em decorrência da menopausa? Acredita que está engordando por conta dela também? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (55 votos, média: 3,93 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)




ARTIGOS RELACIONADOS

95 comentários

  1. Claudia Vandreia Albring Floriano dos Santos

    Olá. Tenho 40 anos, faz muito tempo sinto muito calor, fora do normal. Mas o que mais me perturba é o ganho exagerado de peso. Desde meus 38 venho engordando demais. 15kg acima do peso. Tomo anticoncepcional, mas minha mestruação anda irregular, diminuindo.
    O grupo foi formado?

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*