A Cada 50 Cigarros Ocorre Uma Mutação de DNA por Célula do Pulmão

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

Os números estão aí. Agora podemos saber com precisão quantas mutações de DNA relacionadas ao câncer se acumulam nos órgãos de fumantes ao longo do tempo. Em média, há uma mutação de DNA por célula pulmonar por cada 50 cigarros fumados, de acordo com uma nova análise.

As pessoas que fumam um maço de 20 cigarros por dia durante um ano geram as seguintes mutações por célula em diferentes órgãos do corpo:

  • 150 mutações por célula do pulmão;
  • 97 por célula da laringe;
  • 39 por célula da faringe;
  • 18 por célula da bexiga;
  • 6 por célula do fígado.

Mutações

Estudos epidemiológicos relacionaram previamente o tabagismo com pelo menos 17 tipos de câncer, mas esta é a primeira vez que os pesquisadores conseguem quantificar os danos moleculares ao DNA.

Ludmil Alexandrov, do Los Alamos National Laboratory, em Novo México, e seus auxiliares chegaram a este resultado através da comparação do DNA do tumor de 2500 fumantes e 1000 não fumantes. Isso permitiu identificar quais mutações foram associadas ao tabagismo.

Teoricamente, cada mutação do DNA tem o potencial de desencadear uma série de danos genéticos que fazem com que as células se tornem cancerosas. No entanto, ainda não se sabe qual é a probabilidade de uma única mutação de DNA relacionada ao tabagismo se transformar em câncer, ou quais tipos de mutações são provavelmente mais malignos. “Esta é uma pesquisa que ainda estamos buscando”, diz Alexandrov.

Roleta russa

Alguns fumantes nunca desenvolvem câncer, apesar de acumularem milhares de mutações, mas isso é meramente pura sorte, segundo Alexandrov. “Fumar é como jogar roleta russa: quanto mais você joga, maior a chance de as mutações atingirem os genes certos e você desenvolver câncer”, diz ele. “No entanto, sempre haverá pessoas que fumam muito e as mutações não atingem os genes certos”.

A equipe espera que suas descobertas encoragem as pessoas a não fumar e a derrubar o mito de que o ‘tabagismo social’ é inofensivo. Cada cigarro fumado tem o potencial de causar mutações genéticas, diz Alexandrov.

Parar de fumar não inverterá essas mutações – elas deixam cicatrizes permanentes no DNA -, mas evitará o risco adicional de mais mutações, segundo Alexandrov.

Há boas evidências de que as pessoas que param de fumar têm um risco significativamente menor de morte prematura do que aqueles que continuam, diz Simon Chapman, da Universidade de Sydney, na Austrália.

Por exemplo, um estudo do Reino Unido que acompanhou 35 mil homens durante meio século descobriu que o fumo reduziu 10 anos da expectativa de vida média dos participantes. Porém, deixar de fumar aos 30 anos quase sempre eliminou o risco de morte prematura, enquanto largar o cigarro aos 50 anos diminuiu pela metade.

“Muitos fumantes acreditam que não adianta parar porque o dano já está feito”, diz Chapman. “Mas se os fumantes pararem lá pela meia idade, eles podem evitar quase todo o excesso do risco de morte causada pelo cigarro”.

Você tem o hábito de fumar quantos cigarros por dia? Já tentou largar o cigarro? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário

1 comentário em “A Cada 50 Cigarros Ocorre Uma Mutação de DNA por Célula do Pulmão”

  1. Oi eu parei tem três dias hoje eu fumava uns 12 cigarro por dia eu tenho 33 fumo desde do meus 14 anos foi a pior coisa que fiz em minha vida a maior decepção que dei minha mãe ela fuma mas nunca deixou nos fumar foi uma tia que muito Ruin comeu a induzir eu e minha irmã a fuma na quela época era mas rígido minha descobriu e bateu em nós duas nos paramos mas ja tavomos aviadas foi daí que começamos a trabalhar e compra o nosso próprio cigarro daiii então não paramos mas aiii esse ano minha irmã de 34 anos parou. Tem 10 meses weeeeeuuu o meu marido que tem um mês iiii eu tenho 3 dias o meu marido tem um tumor no abdômen porriso ele parou porque rever que fazer a quimioterapia aiii estava passando muito mau aiii graça ele consegue ou para essa e a minha história aiiiii eu vou pelo mesmo caminho não fumo mas brigada