Carambola Faz Mal Mesmo?

Especialista:
atualizado em 18/12/2019

As carambolas são lindas, suculentas e apreciadas por diferentes culturas no mundo todo. Na última década, no entanto, estudos têm atribuído certa toxicidade à fruta, o que tem gerado muita polêmica e opiniões bastante controversas.

Vamos detalhar as descobertas feitas por cientistas e entender se a carambola faz mal mesmo e a quem.

Para adiantar, podemos logo afirmar que o consumo de carambola pode ser ruim apenas se você tem doença renal ou osteoporose. Caso contrário, ela é uma fruta saudável, altamente nutritiva, que pode beneficiar a sua saúde de muitas maneiras e ainda contribuir para uma dieta equilibrada.

Perfil Nutricional da Carambola

Também conhecida como fruta estrela, a carambola é uma excelente fonte de vitamina C – 100 gramas da fruta contêm cerca de 40% da dose diária recomendada. A vitamina C é necessária para manter o bom funcionamento do sistema imunológico. Ela ainda ajuda a prevenir contra o escorbuto, gripes e várias outras infecções.

Por ser um poderoso antioxidante, esta vitamina combate os radicais livres que podem levar à formação de células cancerosas. A carambola também possui outros antioxidantes responsáveis por prevenir inflamações diversas e reduzir o risco de doenças do coração.

A fruta contém fibras que mantêm o intestino regular e ajudam na perda de peso porque nos mantêm satisfeitos por mais tempo. Ela também contém potássio, mineral que administra a frequência cardíaca, a pressão arterial e previne cãibras nos músculos.

Deve-se notar, entretanto, que entre tantos benefícios, a carambola contém grandes quantidades de ácido oxálico, substância perigosa para pessoas com doença renal. E é daí que surge que para algumas pessoas a carambola faz mal.

O que é o ácido oxálico?

O ácido oxálico é um composto químico tóxico presente em diversos alimentos. Sua ação tóxica depende da quantidade do mesmo que é consumido, e na maioria das vezes, os alimentos não contêm quantidades suficientes para que ele represente um risco à saúde.

No caso da carambola, a concentração deste ácido é consideravelmente alta, assim como no cacau, nos chás de folhas e no espinafre. Por isso, estes alimentos são contraindicados para pessoas com tendência à formação de cálculos renais, e outros problemas relacionados a estes tipos de sais como a artrite, reumatismo, osteoporose e gota.

O ácido oxálico é o principal formador de pedras nos rins e sua presença no nosso organismo reage com os íons ferro e cálcio neutralizando a ação destes nutrientes tão importantes e necessários. No caso do cálcio, é mais perigoso, porque a reação, além de neutralizar a ação deste mineral nos ossos, leva à formação do oxalato de cálcio, um sal de baixa solubilidade cujos cristais crescem nos rins e na bexiga na forma de “pedras” dolorosas, conhecidas como cálculos. Os cálculos podem levar à insuficiência renal e morte.

No entanto, pessoas saudáveis e sem comprometimento dos ossos e rins não têm motivo para pensar que a carambola faz mal e evitar seu consumo.

Quais os sintomas de envenenamento por ácido oxálico 

Pessoas com doenças renais correm alto risco de morte se consumir esta toxina. Portanto, indivíduos com insuficiência renal não devem comer ou tomar suco de carambola.

Os primeiros sintomas do envenenamento por esta substância são: 

  • Soluços;
  • Dormência e fraqueza;
  • Confusão mental;
  • Agitação;
  • Convulsão

Pesquisas científicas brasileiras sobre o consumo de carambola

Pacientes com doença renal devem prestar atenção ao que comem: bananas, laranjas, tomates, nozes, brócolis, espinafre, chocolate e feijão são todos contraindicados, assim como a carambola.

A fruta contém uma neurotoxina mortal para pessoas com doença renal. Pesquisadores brasileiros já isolaram e identificaram esta neurotoxina, conforme relata a revista da Sociedade Química Alemã, Angewandte Chemie.

Os pesquisadores são firmes ao afirmar que pessoas que sofrem de doença renal crônica definitivamente têm que evitar comer carambola.

Muitos casos de intoxicação de pacientes em diálise e pessoas com doença renal causada pela ingestão da carambola já foram documentados em todo o mundo. Em alguns casos mais graves, apenas a hemodiálise pôde salvar o paciente.

Estas mesmas pesquisas mostram que pessoas saudáveis conseguem eliminar esta toxina normalmente através da filtragem dos rins.

Pesquisadores da Universidade de São Paulo e Ribeirão Preto mostraram, através de experimentos laboratoriais, que nos pacientes com doença renal, a toxina pode eventualmente se acumular e entrar no cérebro, levando a convulsões por afetar o sistema nervoso central.

Já os pesquisadores Eduarda S. M. de Oliveira e Aline S. Aguiar, da Universidade Federal de Juiz de Fora compuseram um artigo de revisão de estudos publicados no período de 2000 a 2014, onde atestam a neurotoxicidade da carambola devido à presença de oxalato e seu efeito tóxico sobre o sistema nervoso central que podem envolver tanto mudanças como soluços e confusão, quanto condições mais graves, como convulsões e morte. 

A origem da descoberta de que a carambola faz mal

As primeiras informações sobre intoxicação de pacientes renais pela carambola surgiram no ano de 2008. De lá para cá, a literatura médica tem documentado casos, relatórios e estudos sobre o efeito da carambola em doentes renais.

O primeiro caso de morte por esta interação teria ocorrido em um homem de 66 anos, na Malásia. Dez outros pacientes teriam sido atendidos no mesmo hospital com sintomas de intoxicação após comer carambola, dois deles acabaram morrendo, segundo um médico citado nas notícias da época.

A carambola é realmente muito popular nos países asiáticos como China, Taiwan, Índia e Filipinas, muito mais do que nas Américas.

Enquanto a maioria das pessoas hospitalizadas por intoxicação ao ingerir carambola se recuperam, algumas mortes têm sido associadas a este tipo de intoxicação.

Maiores complicações, mesmo em pacientes renais, parecem ser raras, mas elas são potencialmente fatais, e, portanto, pessoas com problemas renais, incluindo aqueles em diálise, devem evitar consumir esta fruta.

A National Kidney Foundation, entidade americana que estuda a saúde dos rins, aconselha nas suas orientações para adultos em hemodiálise, “Sempre evitar comer carambola”.

Benefícios da carambola para a saúde  

A carambola é rica em vitamina C, importante para a saúde porque auxilia na manutenção dos ossos e melhora o sistema imunológico. Ela também é rica em fibras o que pode ser útil para reduzir os níveis de colesterol. As pequenas quantidades de potássio, ferro, cálcio, magnésio e vitaminas do complexo B também são muito benéficas para o organismo.

Embora comer carambola faz mal e deva ser evitado por pessoas com função renal prejudicada e que sofram com alguma carência de cálcio no organismo, a fruta é recomendada pela maioria dos especialistas para todas as outras pessoas.

Entre seus principais benefícios para a saúde, podemos listar:

  1. Fortalecimento do sistema imunológico;
  2. Ajuda na prevenção de inflamações;
  3. Ajuda na prevenção do câncer;
  4. Ajuda na prevenção de doenças cardíacas;
  5. Aumento na regularidade do intestino;
  6. Auxilio na perda de peso;
  7. Ajuda no controle da frequência cardíaca e da pressão arterial. 
Fontes e Referências Adicionais:

Você tem alguma dessas condições para as quais a carambola faz mal quando consumida? Já tinha ouvido falar nisso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (12 votos, média: 4,08 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista - CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

9 comentários em “Carambola Faz Mal Mesmo?”

  1. Engels uma quantidade (12 uns) e passeios muito mal muitas dores estomacais e dor NA região lombar e NA posição dos rins… muitas dor na uretra parecendo que a bexiga está cheia , mesmos depois de urinar….

  2. A geléia de carambola tem as mesmas propriedades? Tenho problemas com cálculo renal, há alguma maneira de consumir que neutraliza essa toxina prejudicial?

    • Já que você tem problemas renais, talvez seja interessante evitar. Consulte seu médico para melhores informações!

  3. No meu caso, graças a DEUS não tenho problemas em consumir a CARABOLA que muito que muito aprecio, como a maioria das frutas, inclusive cítricas, mas de qualq1uer forma, é muito útil estas informações. Nos torna mais atentos quanto ao que consumimos. Na maioria das vezes a doença entra pela boca.

  4. Então não eh certeza de morte consumir carambola sendo doente renal crônico ?
    Se consumir e, não for fatal corro risco de ficar em estado vegetativo oi algo assim ?