Home » Dieta » Alimentos Para Dieta » Chá de Alfazema Emagrece? Para Que Serve e Como Fazer
Chá de alfazema

Chá de Alfazema Emagrece? Para Que Serve e Como Fazer

A alfazema, conhecida também como lavanda, é uma das várias espécies de lavanda existentes cujo nome científico é Lavandula angustifolia. Trata-se de uma das flores mais comuns das quais é extraído um óleo essencial muito usado em aromaterapia.

  Continua Depois da Publicidade  

A planta também é muito utilizada no preparo de chás que se destacam pelo efeito calmante e relaxante, que ajuda pessoas que sofrem com distúrbios de sono ou transtornos de ansiedade, por exemplo. Além disso, algumas pesquisas sugerem que o chá de alfazema emagrece e pode promover diversos benefícios para a saúde.

Que tal conhecer um pouco mais sobre o chá de alfazema e descobrir para que serve, se ele realmente ajuda a emagrecer e algumas dicas de como fazer o chá e extrair ao máximo suas propriedades benéficas para a saúde?

Alfazema – O que é?

A alfazema é popularmente chamada de lavanda. Identificada pelo nome científico de Lavandula angustifolia ou Lavandula officinalis, a alfazema é um pequeno arbusto com aroma bastante agradável e flores roxas. Ela é nativa da região do Mediterrâneo e muito cultivada em países como a França e outros países do sul europeu, além de Estados Unidos e Austrália. Hoje em dia, a planta pode ser encontrada e cultivada em qualquer região do mundo.

O chá de alfazema é feito a partir das flores da alfazema. Os principais nutrientes que conferem propriedades medicinais à planta estão concentrados nos botões de suas flores e tal parte não deve ser descartada no preparo do chá. Para se ter uma ideia do teor nutricional de 1 xícara de chá de alfazema, saiba que essa porção é capaz de fornecer até:

  Continua Depois da Publicidade  

  • 4% da recomendação diária de vitamina C;
  • 2% da recomendação diária de ferro, riboflavina (vitamina B2) e zinco;
  • 1% da recomendação diária de cálcio, folato, magnésio, niacina (vitamina B3), fósforo, ácido pantotênico (vitamina B5) e selênio.

Essa porção também contém 9 gramas de carboidratos totais, 5 miligramas de sódio e zero de colesterol. Vale lembrar que a concentração de nutrientes vai depender do modo de preparo do chá e da quantidade de flores usada.

Além desses nutrientes, a lavanda também apresenta boas quantidades de vitamina A e compostos fenólicos com efeito antioxidante, além de substâncias classificadas como terpenos como o linalol, que conferem à alfazema o aroma característico e benefícios para a saúde.

Para que serve

O chá de alfazema ou chá de lavanda é capaz de ajudar a fortalecer os músculos, a tratar a insônia, a melhorar a saúde cardiovascular, a tratar a indigestão, a combater processos inflamatórios, a desintoxicar o organismo, a tratar a acne, a aliviar dores de cabeça, a melhorar a saúde digestiva e respiratória, além de apresentar propriedades antissépticas e calmantes.

E não são só as flores da alfazema que são responsáveis por seus benefícios. Outras partes da planta como suas raízes e suas folhas são repletas de nutrientes.

Dessa forma, o chá de alfazema pode ser eficaz para ajudar a relaxar o corpo, tratar algumas condições de saúde devido ao seu poder de reduzir inflamações e aliviar dores, além de regular o humor e manter a boa saúde da pele.

Chá de alfazema emagrece?

Em meio a tantas promessas de chás que emagrecem, o consumidor se vê muitas vezes com dúvidas sobre a eficácia real dessas bebidas. O chá de alfazema é um dos chás que alguns fabricantes tentam vender a todo custo prometendo emagrecimento rápido.

  Continua Depois da Publicidade  

Porém, não é bem assim. Sem dúvidas, o chá de alfazema proporciona benefícios para o nosso organismo que ajudam o metabolismo a funcionar melhor e auxiliam na perda de peso. Mas não dá para dizer que só o consumo do chá de alfazema emagrece.

A alfazema é muito conhecida por seus benefícios para a saúde digestiva, por exemplo, onde atua melhorando o processo digestivo, removendo toxinas e substâncias que não fazem bem ao nosso corpo e reduzindo problemas como constipação e inchaço devido à retenção de líquidos.

Ter uma digestão saudável é essencial em qualquer processo de perda de peso e, nesse aspecto, o chá de alfazema ajuda a emagrecer desde que você contribua mantendo uma alimentação saudável e equilibrada e, de preferência, praticando exercícios físicos regularmente.

  Continua Depois da Publicidade  

Outros motivos para tomar chá de alfazema

Lembre-se de que fórmulas mágicas não existem e que qualquer produto que prometa um emagrecimento sem esforço e disciplina na alimentação não passa de enganação e muitas vezes representa até um risco para a saúde. E não é porque vimos que não é verdade que o chá de alfazema emagrece sem esforços que você precisa descartar o seu uso.

Na verdade, o chá de alfazema apresenta muitos benefícios para a saúde que você precisa conhecer e alguns deles estão associados a uma maior facilidade em perder peso de forma saudável. Continue lendo para aprender como usar o chá de alfazema como um aliado para emagrecer:

1. Reduz os níveis de estresse

O chá de alfazema ajuda a aliviar o estresse crônico e a ansiedade. Isso ocorre porque os compostos presentes no chá estimulam a liberação de alguns neurotransmissores que ajudam a regular os hormônios do estresse. O chá também apresenta efeitos analgésicos que diminuem a sensibilidade do corpo à dor.

O aroma suave da alfazema também ajuda a relaxar. De acordo com a University of Maryland Medical Center, inalar o aroma da alfazema pode ajudar a retardar a atividade do sistema nervoso e promover o relaxamento. Isso ajuda a lidar melhor com problemas como ansiedade, estresse, insônia e até depressão.

2. Promove a saúde digestiva

Os óleos essenciais presentes no chá de alfazema promovem um processo digestivo mais eficaz. Eles ajudam a reduzir a inflamação, a regular a função dos músculos, a melhorar a absorção de nutrientes pelo trato digestivo e a diminuir o risco de desconfortos como indigestão, inchaço, cólicas ou constipação.

Um estudo feito com ratos publicado em 2004 na revista Life Sciences mostrou que os óleos essenciais encontrados na alfazema ajudam a prevenir o surgimento de úlceras gástricas e a aliviar problemas de indigestão. Apesar do estudo ter sido realizado com animais, os resultados coincidem com o que é observado em humanos que tomam o chá de alfazema.

Além disso, a alfazema apresenta propriedades anticonvulsionantes e antiespasmódicas que ajudam a regular o movimento peristáltico no intestino. Tudo isso contribui para manter o organismo bem nutrido e para ajudar a emagrecer de forma saudável.

3. Melhora a saúde do coração

As propriedades anticoagulantes e redutoras do colesterol tornam o chá de alfazema ótimo para manter o coração saudável. Os níveis de colesterol LDL são reduzidos com o consumo do chá e isso faz com que menos gordura se acumule nas artérias e nos vasos sanguíneos.

Assim, ao reduzir os níveis de colesterol do tipo LDL, o chá de lavanda diminui também os riscos de desenvolver doenças como a aterosclerose e a ocorrência de ataques cardíacos e derrames.

4. Mantém a pele saudável

A presença de antioxidantes na alfazema é capaz de neutralizar os radicais livres encontrados no organismo. Tais radicais são responsáveis por causar doenças crônicas, além de desencadear o envelhecimento precoce, que se manifesta através de sinais como rugas, inflamações e manchas na pele. Ao neutralizar os radicais livres, a pele é mantida saudável e jovem por mais tempo.

Além disso, o poder anti-inflamatório e antisséptico da erva pode ajudar a tratar inflamações na pele como a acne, combatendo as bactérias causadoras da acne e reduzindo a vermelhidão e o inchaço na região.

5. Reduz a inflamação

O consumo de chá de alfazema pode ajudar a combater diversas condições inflamatórias, que incluem dores de cabeça, febre, irritações na pele, dor referente à artrite reumatoide e outros problemas articulares.

Isso acontece porque muitas vezes os processos inflamatórios no corpo têm a ver com o estresse oxidativo, que é evitado ou reduzido com a ingestão de compostos antioxidantes presentes no chá.

Soma-se a isso a função anti-inflamatória dos polifenóis encontrados na alfazema, que ajudam o corpo a combater inflamações no organismo e acelerar o processo de recuperação de lesões e doenças.

6. Trata distúrbios do sono

Os efeitos ansiolíticos e relaxantes do chá de alfazema ajudam a manter a calma e relaxar. A presença de zinco e potássio ajuda a combater fatores associados à insônia. Esses efeitos podem ajudar indivíduos com problemas para dormir como insônia e outros distúrbios que afetam a qualidade do sono.

7. Relaxa os músculos

Estudos indicam que o consumo de chá de alfazema pode ajudar no alívio de dores musculares após a prática de exercícios físicos. A erva também pode atuar na prevenção de espasmos musculares.

8. Melhora a saúde respiratória

O chá de alfazema tem um poder bactericida que ajuda a melhorar problemas respiratórios causados por bactérias, como bronquite ou asma. Seu aroma e propriedades calmantes também ajudam a desobstruir as vias aéreas facilitando a respiração.

9. Outros usos do chá de alfazema

O consumo do chá também pode ser útil na prevenção de convulsões devido às propriedades anticonvulsionantes e por relaxar os músculos. Também há relatos que o chá de alfazema ajuda no tratamento de enxaqueca, cólica, dor de dente, náusea, perda de apetite, vômitos e até na prevenção de alguns tipos de câncer. A erva também parece atuar como repelente de mosquitos. No entanto, a maioria desses benefícios não são comprovados pela ciência.

Como fazer

O chá de lavanda é muito simples de preparar. É possível preparar com as flores inteiras ou apenas com os seus botões, em que se concentram os componentes benéficos para a saúde.

Para preparar o chá, você vai precisar de cerca de 4 colheres de chá de botões frescos das flores de alfazema ou 1 colher de sopa, se usar a alfazema seca, e 2 xícaras de água.

Ferva a água e, em seguida, adicione os botões (com ou sem as pétalas) na água quente. Desligue o fogo e deixe a mistura em infusão por 5 ou 10 minutos. Depois da infusão, basta coar a bebida e, se preferir, adoçar com um pouco de mel ou adoçante natural.

Efeitos colaterais e cuidados

O chá de alfazema costuma ser seguro para consumo. Porém, é importante tomar cuidado com o risco de reações alérgicas (ao pólen, por exemplo) e ao consumo em conjunto com medicamentos que atuam no sistema nervoso central como antidepressivos.

Embora sejam raros, alguns efeitos adversos relacionados ao uso da alfazema incluem:

  • Irritação na pele;
  • Náuseas;
  • Aumento do apetite;
  • Constipação;
  • Dor de cabeça;
  • Vômitos.

Na gravidez, é prudente evitar o consumo da erva, já que ela pode estimular a menstruação e causar um aborto espontâneo ou outras complicações durante a gestação.

Também é importante tomar cuidado se estiver tomando medicamento para o colesterol ou anticoagulantes, já que a alfazema pode reduzir ainda mais os níveis de colesterol no sangue e diluir demais o sangue.

Por fim, o uso excessivo de chá de alfazema pode deixar a pele mais sensível aos raios solares, podendo resultar em irritações e erupções cutâneas.

Ao consumir o chá com moderação, dificilmente esses efeitos serão observados. O chá de alfazema pode beneficiar e muito a sua saúde e contribuir para o emagrecimento desde que mantido um plano de alimentação equilibrado e a prática frequente de atividades físicas.

Referências adicionais:

Você já tinha ouvido falar que o chá de alfazema emagrece? Tem curiosidade de experimentar essa bebida? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, média: 4,80 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite
  Continua Depois da Publicidade  


ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*