Como Ajudar Seu Filho Acima do Peso a Emagrecer

Especialista:
atualizado em 30/01/2020

Se para um adulto, no alto de toda a sua maturidade, já pode ser difícil perder peso, imagine só para uma criança? Além da dificuldade de seguir uma dieta disciplinada, existe ainda a complicação de ter que deixar de lado as guloseimas que os mais novos tanto apreciam e que eles certamente presenciarão os amiguinhos saboreando.

É por isso que quando a criança engorda demais e a situação se torna um problema a ponto do médico determinar que ela precisa emagrecer, os pais passam a ter a grande responsabilidade de orientar a criança nesse processo de transformação.

Realmente, pode parecer difícil mudar os hábitos, mas é importante ter em mente que se isso conseguir ser feito, ele crescerá com costumes melhores e provavelmente se tornará um adulto saudável.

Mas como fazer isso? Por onde começar a ajudar o meu filho com excesso de peso a emagrecer? É isso o que você confere a seguir na nossa lista de dicas e sugestões.

Trace metas

As metas que você estabelecerá em conjunto com a criança precisam ser realistas e atingíveis. Comece aos poucos, com objetivos menores, para não deixar seu filho pressionado ou descrente de que conseguirá cumprir o objetivo traçado. Para saber o número exato, é interessante conversar com o médico a respeito da quantia exata que o seu filho precisa perder e como dividir essa quantidade ao longo do tempo.

Faça um diário alimentar

10bboaforma

Combine com a criança de manter um diário alimentar. Você pode comprar um caderninho bonitinho para ela, chamativo, com o desenho animado ou personagem de sua preferência, por exemplo, ou baixar um aplicativo que registra a alimentação – como o Contador de Calorias (My Fitness Pal), caso o pequeno já tenha um smartphone.

Peça também que ela registre os locais em que come os alimentos e na companhia de quem faz cada uma de suas refeições. Assim, além de contar as calorias e saber o que seu filho consome, você poderá determinar os hábitos alimentares dele e identificar quais as comidas mais problemáticas que fazem parte de sua dieta.

Monte uma dieta

Assim que o médico aconselhar que o seu filho precisa perder peso, peça ajuda para montar o cardápio de uma dieta adequada. Se puder, ainda consulte um nutricionista. Tudo isso para se certificar de que ele emagrecerá de maneira saudável, sem deixar de consumir os nutrientes que o seu organismo necessita para o crescimento. 

Atividade física

Uma importante parte do processo de perda de peso é a atividade física. E os benefícios dos exercícios vão além do emagrecimento, eles também ajudam a controlar a hipertensão, aumentar o colesterol bom (HDL) e diminuir o ruim (LDL), melhorar a condição cardiovascular e a diminuir o risco de infartos e derrames. 

Tendo isso em vista, colocar a atividade física na rotina do seu filho não será vantajoso apenas na perda de peso que ele necessita no momento, mas também para a sua saúde a longo prazo, caso ele mantenha esse hábito. 

Você pode começar aos poucos, com um exercício de 20 a 30 minutos por dia. Não pressione a criança, deixando-a desmotivada, mas encontre alguma atividade que ela goste de praticar e que seja divertida. Pense no esporte preferido dele, sugira uma corrida e coloque músicas divertidas durante a sessão de ginástica.

Vale também praticar a atividade com ele, para que o pequeno se sinta bem e seja estimulado a continuar.

Mude o comportamento

10aboaforma

Não pense em algo apenas de momento, simplesmente para atingir determinado objetivo. Considere a reeducação como uma solução definitiva para o problema do excesso de peso e algo crucial para mudar o comportamento do seu filho.

Tente identificar quais os costumes da criança que estão impedindo que ele tenha o seu peso ideal. Ele come enquanto assiste a televisão? Saboreia sobremesas antes do almoço ou jantar? É muito sedentário? Gasta a mesada com muitas guloseimas? Se achar necessário, peça para o nutricionista conversar com ele e explicar como essas atitudes estão lhe fazendo mal e que ele precisa mudá-las.

Dê o exemplo

10fboaforma

Coloque-se no lugar do seu filho. Imagine que você tivesse que emagrecer, mas que na sua casa houvesse comidas das quais você está impedido de comer, como industrializados ou guloseimas ricas em açúcar, gordura ou carboidratos. Se para você já seria difícil, pense só no sacrifício que isso pode se tornar para o seu filho? 

Sendo assim, comece dando o exemplo na despensa da família, evitando comprar essas comidas e dando lugar a opções de alimentação mais saudáveis. Também determine horários exatos para a realização das refeições, se conseguir, respeite a regra de comer de três em três horas, e faça questão de colocar legumes e verduras no cardápio.

Assim, além da criança que precisa emagrecer, toda a família passará a ter hábitos mais saudáveis.

A questão dos programas de perda de peso

Caso os seus esforços em casa e a sua supervisão não estejam sendo suficientes e o seu filho ainda não tenha conseguido emagrecer a quantidade que precisa, uma saída pode ser inscrevê-lo em um programa específico de perda de peso.

10eboaforma

Antes de tomar uma decisão definitiva, converse com o médico que cuida da criança sobre a possibilidade e considere alguns aspectos antes de escolher um programa em especial, como: 

  • Os profissionais por trás do programa: Um bom programa de emagrecimento certamente traz uma abordagem multidisciplinar para o processo de emagrecimento e disponibiliza uma série de profissionais, como nutricionista, profissional de educação física, pediatra e/ou médico da família, psiquiatra e/ou psicólogo. 
  • Avaliação e acompanhamento médico: Também é fundamental que antes de aderir ao programa a saúde, o peso e o processo de crescimento do seu filho sejam avaliados por um médico. Além disso, é importante que durante esse programa a criança seja acompanhada nesses mesmos aspectos e tenha a saúde do coração examinada regularmente.
  • Foco na família: Mais que um número, que simplesmente a perda de uma determinada quantidade de peso, o programa deve focar nos hábitos da criança e da família, tendo em vista a reeducação alimentar de todos, para que os resultados sejam permanentes.
  • Adaptação às necessidades de criança: Outro fator essencial é ter certeza de que o programa é adaptado às necessidades específicas do seu filho. Se ele tem oito anos de idade, o que serviria para um adulto não servirá para ele e nem o que poderia ser aplicado a um adolescente ou a uma criança de quatro anos, por exemplo.
  • Promoção de mudança de comportamento: Verifique ainda se o tal programa encoraja e estimula a mudança de comportamento por parte de seu filho, em relação a atitudes não saudáveis e a escolher melhores opções de alimentos, para que assim os resultados sejam efetivamente para o resto da vida.
  • Programa de manutenção: Cheque também se a empresa oferece algum tipo de programa de manutenção ou apoio que possa contribuir com a continuidade dos hábitos saudáveis na vida da criança ou oferecer suporte caso ele engorde novamente ou tenha dificuldade para continuar com os novos costumes. 

E a cirurgia para redução do estômago?

10dboaforma

Apesar de não ser tão comum a realização de cirurgia de redução de estômago para tratar o excesso de peso em crianças, casos que não podem ser solucionados clinicamente, que estão relacionados a doenças como hipertensão e diabetes do tipo 2 e em que a criança corre risco de vida, o procedimento é recomendado, informa o cirurgião bariátrico e Presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, Ricardo Cohen.

O cirurgião ainda explicou que a operação é feita somente em último caso e que requer cuidados especiais de uma equipe médica multidisciplinar.

Em 2011, um menino indiano de 10 anos que tinha chegado a pesar 127 kg foi submetido à redução do estômago e conseguiu chegar aos 69 kg.

Já em 2010, uma criança saudita de apenas dois anos de idade e com Índice de Massa Corporal (IMC) em 41, que representa obesidade mórbida, fez o procedimento, sendo a pessoa mais nova do mundo em quem a cirurgia foi realizada. Dois anos após a operação, o menino conseguiu diminuir o IMC para 24, classificado como normal. O fato foi divulgado somente em 2013.

Seu filho está muito acima do peso atualmente? O que você já fez para tentar mudar essa situação? Ele também sente vontade de mudar seu peso? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (6 votos, média: 4,33 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário

16 comentários em “Como Ajudar Seu Filho Acima do Peso a Emagrecer”

  1. Minha filha tem 14 anos e durante esse período de quarentena ela engordou quase 20 quilos, já procuramos ajuda de uma nutricionista, estamos com um plano alimentar incluindo frutas e verduras nas refeições, ela faz atividade física três vezes por semana, toma três litros de água por dia. E o que percebemos desde o dia que ela começou essa mudança há um mês, não teve nenhuma perda de peso, pelo contrário, ela está inchada. O que poderá ser feito?

  2. Boa noite.
    Tenho um filho de 8 anos que pesa 50kg ele cone verduras, fruta e eu faço refeicoes equelibradas mas ele esta sempre cheio de fome cada vez que me apanha distraída vai sempre comer as escondidas. Ja o apanhei fora das refeições a comer do tacho. Nao sei o que fazer para reduzir o apetite ao rapaz eu posso esconder ou por tudo em prateleiras altas que ele descobre o trepa para chegar a comida por favor me ajundam a saver como tirar o apetite ao meu filho. Obrigada

  3. Minha filha tem 8 anos e pesa 42 kg… Já tiraram sarro dela dizendo que parecia estar grávida com vestido. Já chamaram ela de gorda. Já passei no nutricionista, mas ela não se deu com pães integrais, nem com nada integral. Meu esposo tbm não me ajuda muito por mais firme que eu tento ser. Não deixo beliscar fora de hora, não acho, perto da minha casa atividade física que seja compatível do horário que preciso. Gostaria de ter dicas do que posso fazer em casa. Obrigada.

  4. Meu filho tem 10 anos pesava 59 kl está na dieta perdeu 4 mas não consegue perder mais nada
    Come arroz integral frutas verduras e n consegue emagrecer

  5. Ele quer muito perder peso, se alimenta bem n come gorduras refrigerantes cortei tudo…mas ele perdeu 4 quilos e n consegue perder mais.

  6. Ola bom dia, preciso da ajude de vcs. Tenho um filho com 14 anos ele esta pesando 160 kg. Ja tentamos vários tratamentos nem um funcionou. Ele eta depressivo ja não sei mais o que fazer.

  7. Minha filha tem 8 de anos de idade e pesa 52,900 me sinto impotente ela é muito brava,chora não gosta que falem que ela tá gordinha me doi muito isso quero poder ajudar ela emagrecer tenho que comprar roupas tamanho 16 as vezes 18.
    Me ajudem por favor

    • Antes de tudo, vale a pena matriculá-la em uma aula de esporte como natação ou algo que ela goste para ajudar a queimar calorias extras. Além disso, tome cuidado com a alimentação! Faça substituições que ajudem na reeducação alimentar.

  8. Olá o meu nome é Lívia e eu tenho 16 e gostaria de saber quais são as atividade fisicas boas para eu emagrecer 50 kg

    • Oi Livia, você pode fazer caminhadas e corridas, tanto ao ar livre quanto em aparelhos da academia. Pode procurar uma dança que você goste, qualquer tipo de aula aeróbica. As atividades são inúmeras. Procure algo que você gosta e não se esqueça de tomar conta da alimentação.

  9. Minha filha tem 8 anos e esta acima do peso , a nutricionista passou um plano alimentar de 1000kcal/dia e indicou o uso do myfitnesspal. Estou começando hoje.

  10. Olá pessoal do blog, eu tenho um filho acima do peso e vou começar a passar esas dicas para ele, espeo que ele emagreça, oobrigado pelas dicas