Como Saber Se Tenho Desvio de Septo?

Especialista:
atualizado em 08/06/2020

Como saber se tenho desvio de septo? Se você anda se fazendo essa pergunta, veja agora 5 sinais que indicam se você tem essa condição, mais dicas e opções de tratamentos.

Um desvio de septo ocorre quando a parede fina (septo nasal) que é formada por cartilagem, osso e mucosa localizada entre as passagens nasais é deslocada para um lado.

Em muitas pessoas, o septo nasal está descentralizado – ou desviado -, diminuindo assim a passagem nasal, e isso é mais comum do que muitas pessoas acreditam, já que mais de 1/3 da população tem desvio de septo.

Quando esta condição é grave, ela pode bloquear um lado do nariz e reduzir o fluxo de ar, causando dificuldade para respirar.

Em certas pessoas, quando ocorre uma exposição adicional de um desvio de septo ao efeito de secagem do fluxo de ar pelo nariz, isso pode contribuir para o surgimento de crostas ou sangramentos.

Um bloqueio ou congestão nasal (obstrução) pode ocorrer a partir de um desvio do septo nasal devido ao inchaço dos tecidos que revestem o nariz ou de ambos.

Para responder como saber se tenho desvio de septo, é importante entender o que desvio de septo é e quais são os sintomas. Em alguns casos, pode ser necessário fazer a septoplastia, rinoplastia ou até mesmo a cirurgia de bioplastia nasal para tratar esta condição, enquanto que em outros pode ser necessário apenas fazer medicação.

Veja agora 5 sinais para saber se você tem desvio de septo.

Sinais de como saber se tenho desvio de septo

Se você tiver um desvio de septo, pode ser que tenha que enfrentar vários problemas, já que essa condição pode levar a outras ou agravar certas doenças.

Veja agora os cinco problemas mais comuns para saber se você tem desvio de septo.

1. Sangramentos nasais

Quando uma pessoa tem um septo curvo, o ar passa com maior dificuldade pelo nariz, aumentando a probabilidade de secar as membranas. Essa falta de umidade a torna mais suscetível a sangramentos nasais.

2. Dificuldade para respirar

Esse desalinhamento nasal torna mais difícil a passagem do ar pela metade do nariz e por isso, novamente, fica mais difícil respirar.

Segundo especialistas, esse problema geralmente vem à tona quando você tem um resfriado ou alergias.

3. Sono interrompido/Ronco

Quando você dorme, uma congestão nasal causada por um desvio de septo pode levar à uma respiração mais forte e ao ronco.

Se você está com problemas para respirar, pode ter dificuldade em dormir e permanecer dormindo.

Por isso, em alguns casos, o desvio de septo pode contribuir para a apneia do sono, uma condição potencialmente grave em que a respiração para durante o sono.

4. Dores de cabeça/Congestão nasal

Como o ar nem sempre flui livremente através de suas passagens nasais, pode ser que às vezes você tenha a sensação de que a sua cabeça está “abafada”.  

Isso ocorre devido à pressão acumulada que pode levar a dores de cabeça ocasionais. Essa pressão extra que ocorre em seus seios nasais também pode fazer com que seu rosto fique dolorido.

5. Infecções sinusais

Quanto mais obstruídas estiverem as suas vias aéreas, maior a probabilidade de você desenvolver infecções sinusais frequentes.

Diagnóstico para o desvio de septo

Durante a consulta, o médico irá primeiro perguntar sobre quaisquer sintomas que você possa ter, como os que foram citados acima.

Para examinar a parte interna do nariz, ele usará uma luz brilhante e, às vezes um instrumento projetado para abrir as narinas.

Ele também pode usar uma luneta comprida em forma de tubo com uma luz brilhante na ponta e também aplicar um spray descongestionante para avaliar melhor o seu nariz.

Com base nesse exame, o profissional será capaz de diagnosticar um desvio de septo e determinar a gravidade de sua condição.

Se o seu médico não é especialista em ouvido, nariz e garganta – um otorrinolaringologista – e acha que você precisa de tratamento, ele pode encaminhá-lo a um especialista para consultas e tratamentos adicionais.

Tratamentos

O tratamento inicial de um desvio de septo pode ser direcionado para gerenciar os seus sintomas. Neste caso, o médico pode prescrever:

– Anti-histamínicos

Os anti-histamínicos são medicamentos que ajudam a prevenir os sintomas da alergia, incluindo corrimento nasal ou nariz entupido.

Esses medicamentos também podem ajudar em condições não alérgicas, como as que ocorrem com um resfriado.

Alguns anti-histamínicos causam sonolência e podem afetar sua capacidade de executar tarefas que exigem coordenação física, como por exemplo, dirigir.

– Descongestionantes

Descongestionantes são medicamentos que reduzem o inchaço do tecido nasal e por isso ajudam a manter as vias aéreas de ambos os lados do nariz abertas.

Os descongestionantes estão disponíveis tanto em forma de comprimido como em spray.

Porém, é muito importante que você use os sprays nasais com cautela, já que o uso frequente e contínuo pode criar dependência e piorar os sintomas e a recuperação depois que você parar de usá-los.

Já os efeitos colaterais dos descongestionantes orais são devido ao seu efeito estimulante que pode causar nervosismo, hipertensão e aumento da frequência cardíaca.

– Sprays de esteróides nasais

Sprays nasais com corticosteroides que são prescritos pelo médico podem reduzir o inchaço na passagem nasal e ajudar na drenagem.

Geralmente, leva de uma a três semanas para que os sprays de esteroides atinjam seu efeito máximo, por isso é importante seguir as instruções do seu médico ao usá-los.

É importante saber que os medicamentos tratam apenas as membranas mucosas inchadas e não corrigem o desvio de septo.

– Reparo cirúrgico (septoplastia)

Se mesmo depois de fazer um ou mais dos tratamentos citados acima você continua sofrendo com os sintomas do desvio de septo, pode ser necessário fazer a cirurgia para corrigi-lo.

Septoplastia é a maneira mais utilizada para reparar um desvio de septo. Durante a septoplastia, seu septo nasal é endireitado e reposicionado no centro do nariz.

Nesta cirurgia pode ser necessário que o cirurgião corte e remova partes do septo antes de recolocá-los na posição correta.

O nível de melhoria que você pode esperar ao fazer essa cirurgia irá depender da gravidade do seu desvio.

Em muitos casos, os sintomas causados pelo desvio de septo – particularmente obstrução nasal – podem desaparecer completamente.

No entanto, quaisquer outras condições nasais ou sinusais que afetem os tecidos que revestem o nariz – como alergias – não podem ser curadas apenas com cirurgia.

– Remodelando seu nariz

Em alguns casos, a cirurgia para remodelar o nariz (rinoplastia) é realizada ao mesmo tempo que a septoplastia.

A rinoplastia envolve a modificação do osso e da cartilagem do nariz para alterar sua forma ou tamanho ou ambos.

O desvio de septo é uma condição extremamente comum e muitas pessoas não precisam de tratamento.

Alguns sintomas, como nariz entupido ou secreção nasal, podem ser aliviados com os medicamentos citados acima.

Se uma pessoa tem um desvio de septo que causa problemas respiratórios ou apneia do sono e roncos, a cirurgia pode ser recomendada para reparar o septo.

Por isso, preste atenção nos sintomas e caso suspeite que sofra com essa condição, procure um otorrinolaringologista.

Fontes e Referências Adicionais:

Você já sabia como saber se tenho desvio de septo? Conhece alguém que já passou ou passa por isso? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Além disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário