Confira o Que Fez com que Ela Perdesse 77,5 Kg Já em Seus 60 Anos

Especialista:
atualizado em 29/01/2020

Cinco anos atrás, Marcie Jaworski e seu marido, Mark, estavam esperando seu avião para Baltimore para visitarem sua filha quando um funcionário da companhia aérea se aproximou do casal. O funcionário se perguntou como Marcie havia comprado sua passagem.

Temendo que houvesse algo de errado com seu cartão de crédito, Marcie foi ao balcão de atendimento ao cliente, onde o funcionário da companhia aérea a perguntou se ela tinha comprado dois assentos.

“Ela me puxou para o lado e disse: ‘Se você não cabe em um lugar, nossa política é que você precisa comprar dois assentos’. Eu fiquei realmente irritada e disse que não precisava de dois lugares. Na verdade, eu provavelmente precisava, mas não lhe falaria isso”, disse Marcie, hoje aos 62 anos de idade.

Ela, que pesava mais de 138 kg na época, sentiu-se desencorajada porque havia acabado de perder 13 kg. Mas parecia não fazer diferença. Mesmo com a tão embaraçosa situação, Marcie começou a ganhar peso novamente, e chegou aos 163 kg em seus 1,65m de altura.

Durante a maior parte de sua vida, Marcie foi uma mulher magra. Depois de ter seus filhos, e de seu pai morrer, ela começou a comer à noite para acalmar suas emoções. “Aquele hábito de comer à noite era minha zona de conforto, e foi assim que começou”, disse ela.

Por 25 anos, ela carregou o sobrepeso em seu corpo. Mas outra experiência embaraçosa e duas positivas encorajaram Jaworski a transformar sua vida e a perder 77,5 kg em um ano.

Ela e uma amiga estavam se exercitando com um personal trainer na casa de sua amiga, em uma esteira, e ela quase não aguentava correr. Marcie se debruçou no painel de controle da esteira, e acidentalmente aumentou a velocidade da esteira.

“Eu fui jogada para fora e bati na parede”, disse ela.

Ela lesionou seu manguito rotador e precisou passar 11 semanas “de molho”. Foi quando ela soube que ela tinha que fazer uma transformação. Ela leu o livro de Al Roker, “Never Goin Back“, o que a inspirou, ao lado de ter se tornado avó, a mudar de vida.

Ela se inscreveu em um plano de refeições para perda de peso e começou a ir par a academia. No início, Marcie começou a fazer aulas de exercícios de baixa intensidade, como dança, e mesmo com seu ritmo lento, ela continuou batalhando.

“Eu nunca quis mostrar às pessoas que eu não conseguia acompanhá-las. Eu tentava praticar tanto exercício como todos os outros “, disse ela. “Mas não me sentia bem”.

No entanto, depois de cerca de dois meses perdendo peso consistentemente e se sentindo menos cansada, ela se viu mais motivada.

“É realmente muito difícil quando você é muito grande. É por isso que as pessoas desistem”, disse ela. “Era uma coisa mental; Você tem que continuar lá”.

Mas ela continuou se exercitando, e em um ano, perdeu 77,5 kg. Ela se sente especialmente orgulhosa de poder fazer isso já aos 62 anos. “Eu ouço muitas mulheres dizerem: ‘Meu metabolismo é tão ruim’… Mas não se trata da sua idade”, disse ela. “É comer direito e praticar exercícios”.

Marcie treina de cinco a seis dias por semana e presta muita atenção no que come. Ela ofereceu conselhos a outros que pretendem perder peso como ela já precisou.

1. Guarde uma foto antiga de si

Para lembrar a si mesma até onde ela chegou, Marcie carrega uma imagem antiga de si mesma na bolsa. Às vezes, ela mostra aos outros quando eles não conseguem acreditar quanto peso ela perdeu.

“Esse é um dos meus maiores motivadores – manter essa foto na minha bolsa”, disse ela.

2. Anote suas refeições

Quando Marcie tentou perder peso no passado, ela nunca escreveu o que ela comia. Mas ela o fez desta vez e tornou tudo mais fácil para se manter na dieta.

“Eu simplesmente anotava o que comia”, disse ela. “Isso especialmente me salvou”.

3. Experimente diferentes atividades

Marcie começou a praticar uma aula de exercícios, mas quando aumentou sua força, decidiu praticar diferentes atividades. Isso a ajudou a ficar interessada em treinar, e diferentes aulas ajudaram a direcionar seu corpo de maneiras diferentes.

“Quando eu costumava fazer apenas Jazzercise, era tedioso. Era o mesmo circuito todos os dias”, disse ela.

4. Encontre o suporte que você precisa

Marcie acredita que ela continuou se exercitando porque os instrutores em sua academia eram muito encorajadores. O seu primeiro instrutor veio até ela depois da aula e a elogiou por fazer um bom trabalho.

“Eu não conhecia tantos excelentes instrutores motivadores antes. Eles cuidam das pessoas”, disse ela.

5. Ouça conselhos

Ao tentar perder peso no passado, Marcie frequentemente evitava conselhos, como beber muita água, se exercitar com um amigo, manter um diário alimentar ou pesar suas refeições. Mas essas coisas funcionam. Quando ela finalmente decidiu transformar sua saúde, seguir os conselhos a ajudou a ter sucesso.

“Toda vez que eu começava uma dieta, eu nunca tentava essas coisas”, disse ela. “Eu acho que essa é uma das coisas que me ajudou agora”.

Você conhece alguém que tenha perdido tanto peso já com tanta idade como aconteceu com Marcie? Acredita que conseguiria fazer o mesmo que ela? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Sobre Equipe Editorial MundoBoaForma

Quando se trata de saúde, é muito importante poder contar com uma fonte confiável de informações. Afinal de contas sabemos que o sua qualidade de vida e bem-estar devem estar em primeiro lugar para você. Por isso contamos com uma equipe profissional diversificada, com redatores e editores que desenvolvem um conteúdo de qualidade, adaptando-o a uma linguagem de fácil compreensão para o público em geral, tendo por base as mais confiáveis fontes de informação. Depois disso todo artigo é revisado por profissional especialista da área, para garantir que as informações são verídicas, e só então ele é publicado no site. Tudo isso para que você tenha confiança no MundoBoaForma e faça daqui sua fonte preferencial de consulta para assuntos relacionados a saúde, boa forma e qualidade de vida. Conheça mais sobre os profissionais que contribuem para a qualidade editorial do portal.

Deixe um comentário