Dianabol (metandrostenolona) – Como funciona e efeitos colaterais

Especialista da área:
atualizado em 14/06/2021

O Dianabol (Metandrostenolona), também conhecido como DBol, é um esteroide muito usado entre fisiculturistas e praticantes de treino intensivo. No entanto, o seu uso crescente nos leva a questionar: Como funciona o Dianabol e quais os principais efeitos colaterais? Por isso, o artigo de hoje vai responder a essas e outras perguntas.

  Continua Depois da Publicidade  

Ele faz parte do grupo dos esteroides anabolizantes androgênicos (EAs), compostos naturais ou sintéticos do hormônio testosterona que foram desenvolvidos para reduzir as propriedades androgênicas (masculinizantes) do hormônio e preservar suas propriedades anabolizantes (construção de tecidos).

dianabol

Nesse sentido, com um nível menor de androgenicidade que a testosterona, a metandrostenolona é classificada como um esteroide “anabólico”, embora os efeitos androgênicos ainda estejam presentes em menor intensidade.

Assim, as diferenças estruturais entre as moléculas de testosterona e de metandrostenolona permitem que a metandrostenolona seja mais facilmente administrada e possa entrar no fígado e circular pelo corpo sem ser degradada, o que permite a ocorrência dos seus efeitos.

Como funciona o Dianabol?

Utiliza-se o dianabol como um esteroide capaz de aumentar a massa muscular e reduzir a gordura corporal favorecendo, assim, um aspecto de músculos inchados.

Além disso, ele funciona como um pontapé inicial para começar a criar volume nos ciclos de esteroides (quando uma pessoa toma diversos anabolizantes de uma vez para potencializar os efeitos) durante as primeiras 6 semanas.

Isso é feito para permitir que os esteroides injetáveis produzam resultados, enquanto o dianabol fornece ganhos rápidos como força, tamanho, massa e até mesmo confiança.

Porém, antes de pensar em usar anabolizantes, lembre-se que eles são ilegais e fique atento aos perigos dos esteroides anabolizantes.

Efeitos colaterais do dianabol

Saúde do coração Dianabol

Devido a conversão do dianabol em um potente estrogênio no corpo, ocorre o usual inchaço, pressão arterial alterada, ginecomastia e dores de cabeça causadas pelo uso prolongado ou em altas doses.

É sempre bom lembrar que o Dianabol é um medicamento e a sua utilização só deve ser feita sob prescrição e acompanhamento médico. Tendo isso em mente, uma pesquisa publicada na Revista da Educação Física da Universidade Estadual de Maringá mostrou diversos efeitos colaterais associados ao uso de esteroides anabolizantes.

  Continua Depois da Publicidade  

Dentre os principais efeitos, destacam-se danos aos rins com necrose aguda, alterações da estrutura óssea e, principalmente, danos no sistema cardiovascular.

Por isso, antes de tomar a decisão de usar um suplemento ou substância que pode representar perigo para a sua saúde, como é o caso do Dianabol, aprenda melhor o que é hipertrofia muscular e como ter um músculo hipertrofiado de forma natural.

Além disso, fique de olho nos erros comuns na alimentação para ganhar massa muscular, assim como nas dicas de como evitar o catabolismo muscular (degradação de proteína muscular para fornecer energia ao organismo).

Dosagem

Dosagem dianabol

Se ainda assim você estiver pensando em utilizar o Dianabol, cheque sua composição, dosagem e forma de absorção, pois variam com o país e fabricante. O Dbol é disponível para uso oral em comprimidos ou cápsulas e em líquidos, além da forma injetável.

Nesse sentido, as diretrizes de prescrição originais para o dianabol permitiam uma dosagem diária de 5 mg por 6 semanas consecutivas. Posteriormente, uma pausa de 2 a 4 semanas foi recomendada antes que a terapia fosse retomada.

Para fins de desenvolvimento físico ou de desempenho, utiliza-se o fármaco também intermitentemente. Ou seja, com ciclos durando entre 6 e 8 semanas de duração, seguido de 6 a 8 semanas de “folga”.

Sem dúvidas, o dianabol é um anabolizante que resulta em efeitos visíveis quanto ao ganho de massa muscular e força. Porém, é preciso estar ciente dos riscos de efeitos colaterais  – que não são poucos.

Lembrando, claro, que a prática de exercícios físicos e musculação, além de uma dieta equilibrada, são indispensáveis para manter o organismo saudável.

  Continua Depois da Publicidade  

Fontes e referências adicionais

Você conhece alguém que já tenha usado o Dianabol? Tem curiosidade de experimentar, mesmo sabendo dos efeitos colaterais? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (180 votos, média 3,92)
Loading...
Sobre Dr. Alexandre Seraphim

Dr. Alexandre Seraphim é Nutrologista - CRM 52.978779. Formou-se médico pela Universidade do Grande Rio e é pós-graduado em Nutrologia pela Associação Brasileira de Nutrologia. Possui diversos cursos na área de emagrecimento, hipertrofia e medicina ortomolecular que o qualificam ainda mais como um grande especialista da área. Atualmente, exerce sua especialidade em uma clínica localizada na Barra da Tijuca e também em Bangu, ambas no Rio de Janeiro. Para mais informações, entre em contato com ele em sua conta oficial no Instagram (@dr.alexandre.seraphim).

  Continua Depois da Publicidade  

Deixe um comentário

2 comentários em “Dianabol (metandrostenolona) – Como funciona e efeitos colaterais”

    • Cara então para pq fiz exames e deu fígado alterado e uma pequena alteração no coração e ainda aumentou ó colesterol.

      Responder