Dieta do Café Para Emagrecer – Como Funciona

Especialista:
atualizado em 17/12/2019

Se tem uma coisa que as pessoas que precisam perder peso não podem reclamar é da variedade de métodos e produtos disponíveis que prometem dar uma forcinha na hora de mandar os quilinhos para bem longe. Entretanto, tantas possibilidades podem dar um nó na cabeça de muita gente e deixar o pessoal bem confuso na hora de escolher entre uma ou outra.

Será que programa X funciona? Ou a dieta Y não trará prejuízos à minha saúde? Para responder questionamentos como esse, não há outra saída a não ser procurar informações a respeito dos diversos métodos de eliminação de peso.

Por isso é importante analisarmos, por exemplo, a dieta do café para emagrecer. Do que se trata e como ela funciona? É o que você descobrirá a seguir:

O que é a dieta do café para emagrecer? 

A ideia desse método baseia-se no fato que a cafeína, presente no café, pode acelerar o metabolismo de modo que o funcionamento do corpo seja mais rápido, o que resulta em um processo de eliminação de calorias mais eficiente.

Além disso, a cafeína também atua como um estimulante, que aumenta o estado de alerta e combate a sonolência. Isso ajuda a ter mais energia na hora de realizar diversas tarefas do dia a dia, o que inclui a prática de exercícios físicos.

E uma vez que a pessoa está com mais energia para malhar, certamente o seu desempenho será eficaz e, por consequência, os resultados adquiridos com a atividade física serão satisfatórios.

Acredita-se ainda que o café possa ajudar – ainda que durante pouco tempo – a controlar o apetite, o que pode trazer um consumo menor de calorias e, portanto, gerar a perda de peso.

Como funciona a dieta do café para emagrecer?

O método determina que para obter tais benefícios deve-se consumir de quatro a cinco xícaras de café diariamente. Elas podem ser ingeridas antes de uma sessão de exercícios físicos na academia, antes de tomar banho ou durante e antes das refeições.

É importante que uma dessas xícaras seja tomada logo pela manhã, tendo em vista que ao longo da noite o corpo entra em um estado de jejum, que resulta na desaceleração do metabolismo. Para quem escolher consumir as xícaras de café antes de comer, a orientação é que elas sejam ingeridas de meia hora a 60 minutos antes das refeições.

Também é necessário prestar atenção ao modo como o café é consumido. O ideal é o café preto e quente, sem adição de cremes, caldas e sem exagerar na quantidade de açúcar, o que deixará a bebida com uma quantidade elevada de calorias, e no lugar de incentivar à eliminação de peso, trará um acúmulo maior de calorias e estimulará o aumento do peso.

Para elevar ainda mais o efeito de aceleração do metabolismo, uma sugestão é misturar o café com chá verde. O chá possui um antioxidante chamado epigalocatequina galato (ECCG, sigla em inglês) que também traz o aumento da velocidade do metabolismo, em um efeito que acontece de maneira independente ao da cafeína.

A dieta do café para emagrecer realmente traz resultados positivos? 

Embora os efeitos de aceleração do metabolismo e controle do apetite realmente ocorram com o consumo da café, a verdade é que eles são bem pequenos e não podem garantir a perda de peso. De acordo com a Mayo Clinic, ainda não existem estudos científicos de confiança que mostrem que a cafeína ajuda de forma significativa a perder peso. A maior parte dos estudos apresentaram resultados modestos em relação à diminuição do peso.

Aliada a essa ajuda de baixa intensidade, está o fato que ingerir muita cafeína todos os dias não faz muito bem à saúde. A recomendação é que uma pessoa não consuma mais de 500 mg da substância diariamente. Para você ter uma ideia, em média, uma xícara de café pode trazer de 80 a 125 mg, dependendo da fórmula e do fabricante do produto.

O excesso de cafeína no organismo está associado a efeitos colaterais como a aceleração do coração, náusea, tremedeiras, nervosismo, elevação da pressão arterial, arrepios e inquietação. Além disso, tomar muito café ao longo do dia pode causar insônia e, por consequência, prejudicar a qualidade do sono durante a noite, visto que a cafeína, com o seu efeito estimulante, demora de quatro a seis horas para ser eliminada do organismo.

Pesquisas científicas já mostraram que quando alguém não consegue dormir todas as horas que seu corpo necessita, ele sofre um aumento na produção do hormônio grelina – que estimula o apetite – e uma queda nos níveis do hormônio leptina – responsável por controlar a sensação de fome.

Com isso, ao acordar de uma noite mal dormida, a pessoa estará com muito mais fome do que o normal e correrá o risco de comer mais do que precisa, acumulando calorias em seu corpo e, inevitavelmente, ganhando peso.

Vale lembrar ainda que a dieta do café não é apropriada para mulheres que estejam grávidas, tendo em vista que a cafeína impede a absorção de ferro por parte do organismo e pode estimular o desenvolvimento de anemia, condição em que a hemoglobina do sangue se encontra abaixo de suas taxas normais, por conta da deficiência de nutrientes como ferro, zinco, vitamina B12 e proteínas.

Pessoas com problemas no coração ou que apresentam condições em que o uso de estimulantes é contraindicado também deve manter-se longe da cafeína.

Considerações finais

Levando essas informações em consideração, podemos chegar à conclusão que apesar de estimular um pouquinho a perda de peso, a dieta do café para emagrecer não é tão poderosa assim, visto que seus efeitos são leves e também devido à impossibilidade de consumir altas doses da bebida para aumentar a intensidade, sob o risco de prejudicar a saúde e até mesmo engordar.

Assim, a mensagem que fica é que você pode até tomar café diariamente – com moderação, é claro – para estimular o metabolismo, mas para perder peso ainda é fundamental seguir uma alimentação equilibrada, controlada e saudável e se dedicar à prática regular de atividades físicas.

Vídeo:

Gostou das dicas?

Você já tinha ouvido falar na dieta do café para emagrecer? Acredita que ela funcionaria com você, mesmo sabendo dos riscos à saúde? Comente abaixo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (14 votos, média: 4,14 de 5)
Loading...
Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é uma das nutricionistas mais conceituadas do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.

Deixe um comentário