Dieta Mediterrânea

A Dieta Mediterrânea Pode Fazer seu Cérebro Encolher Menos com a Idade

Fazer uma dieta mediterrânea já está ligado a uma crescente lista de benefícios, incluindo menos inflamação, a glicose no sangue mais estável e a diminuição da depressão. Agora, podemos acrescentar a essa lista o fato de que ela também pode reduzir o encolhimento de nossos cérebros à medida que envelhecemos.

Todos nós experimentaremos algum grau de encolhimento do cérebro à medida que os anos passam, mas um novo estudo sugere que é possível preservar o tamanho do órgão fazendo escolhas alimentares mais próximas às da dieta mediterrânea tradicional.

O estudo rastreou cerca de 400 adultos em seus 70 anos por três anos. Os cérebros daqueles que comiam dietas mais próximas à dieta mediterrânea – com amplas porções de vegetais, feijões, nozes, azeite e grãos integrais, porções moderadas de peixe e laticínios e baixas porções de carne vermelha – experimentaram um menor encolhimento cerebral nos período de três anos. As diferenças de tamanho do cérebro foram medidas com varreduras cerebrais.

Ao contrário de alguns estudos anteriores sobre a dieta mediterrânea, este foi menos focado nos componentes dos peixes na alimentação. Uma análise estatística não encontrou nenhum efeito de consumir mais peixes e menos carne vermelha. Citando o estudo: “Outros componentes da Dieta Mediterrânea ou, possivelmente, todos os seus componentes em combinação são responsáveis pela associação [ao encolhimento reduzido do cérebro]”.

As razões pelas quais a dieta pode preservar o tamanho do cérebro não estão claras. Pesquisas anteriores mostraram uma correlação entre a obesidade e o tamanho reduzido do cérebro na meia-idade, portanto, é possível que os benefícios do controle de peso na dieta também preservem o tamanho do cérebro (e se esse for o caso, um grande número de dietas se correlacionaria a um efeito semelhante a este).

Ou então, é possível que o efeito anti-inflamatório da dieta mediterrânea ajude a reduzir o encolhimento cerebral. Quaisquer que fossem as causas precisas, identificá-las estava fora dos limites desta pesquisa. O estudo também não procurou uma ligação com a doença de Alzheimer ou outras formas de demência.

O que é claro, a partir deste e de estudos anteriores, é que, entre as opções de dieta, a dieta mediterrânica oferece alguns dos benefícios mais impressionantes e importantes para a saúde – incluindo a saúde do cérebro.

Você já experimentou fazer a dieta Mediterrânea? Conhece alguém que siga e tenha obtido bons resultados com ela? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (3 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)



ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*