Ervilha Engorda ou Emagrece?

Ervilhas são cheias de fibras, assim como vitaminas e proteínas necessárias para uma dieta saudável. Ervilhas verdes contêm cerca de 67 calorias por xícara cozida, e têm 11,3 gramas de carboidratos, 5,2 gramas de proteína e menos de 0,5 gramas de gordura. Ervilhas são um alimento ideal para emagrecer, seja como um substituto de alimentos mais calóricos ou como uma fonte de fibras e vitaminas. Portanto, não há porquê pensar que comer ervilha engorda.

Há alguns vegetais que são quase tão bons ou melhores congelados do que frescos. As ervilhas verdes estão no topo dessa lista.

Esse legume delicioso possui um sabor e textura maravilhosos. Mas a melhor parte é que as ervilhas contêm o dobro de proteína da maioria dos vegetais. Ervilhas verdes perdem apenas para o feijão-fava como uma fonte vegetal de proteína.

Contendo poucas calorias, a ervilha emagrece e é uma ótima aliada para aqueles que estão tentando perder peso. Ervilhas verdes desaceleram a liberação de glicose no sangue, e assim ajuda a manter os níveis de energia estáveis.

Coloque-as em saladas, faça uma sopa ou as esconda no seu purê de batatas. De qualquer forma que você as coma, as ervilhas verdes são ótimas substitutas para recheios calóricos e adicionam muito sabor.

Como a Ervilha Emagrece?

1. Use as ervilhas como um vegetal para aumentar o volume de outros pratos

Por conterem poucas calorias e muitas fibras e proteínas, as ervilhas são bons complementos para pratos mais calóricos. Por exemplo, ao invés de fazer macarrão apenas com carne, a massa e molho, adicione meia xícara de ervilhas por porção. Elas farão com que você se sinta cheio mais rápido, e você comerá o mesmo volume de alimentos com menos calorias.

2. Adicione ervilhas à salada

Tanto ervilhas congeladas quando ervilhas cruas diretamente da vagem são adições saborosas a qualquer salada. Sua densidade pode te ajudar a se sentir cheio mais rápido, e o sabor adicional melhora a salada. Devido à sua quantidade de proteínas, a adição de ervilhas à sua salada também pode te fazer se sentir cheio por mais tempo.

3. Faça uma sopa cremosa

Ervilhas secas de molho por uma noite, escorridas e então cozidas com um pouco de caldo de galinha, pedaços magros de presunto e temperos, podem resultar em uma deliciosa, mas pouco calórica, refeição para o inverno ou outono. Adicione alecrim, cenouras e cebola para mais nutrientes e sabor.

4. Faça das ervilhas o prato principal

Pegue ervilhas, borrife spray culinário sem gordura e asse no forno. Adicione cebolas caramelizadas e um pouco de peito de peru, e você terá um prato principal pouco calórico. Para outra opção, misture arroz integral cozido com caldo de galinha com ervilhas, folhas de hortelã e queijo feta para uma refeição refrescante.

Ajuda na Regulação do Açúcar no Sangue

Regulação do açúcar no sangue é uma área de interesse especial em respeito a ervilhas verdes e outros legumes. Poucos alimentos nos oferecem quantidades tão substanciais de proteínas ou fibras (cerca de 8 a 10 gramas por xícara para cada um desses nutrientes) como a ervilha. Essas quantidades de fibras e proteínas regulam diretamente a velocidade com que digerimos os alimentos.

Ao ajudar a regular a velocidade da digestão, proteínas e fibras também ajudam a regular a quebra de amidos em açúcares e a passagem geral de carboidratos pelo trato digestivo. Com uma regulação melhor de carboidratos, nossos níveis de açúcar no sangue podem ficar estáveis.

Pesquisas recentes expandiram muito nossa compreensão desses benefícios. O que sabemos é que a ervilha pode ajudar a baixar a glicose em jejum, assim como nossos níveis de insulina. Nosso controle do açúcar no sangue a longo prazo (medidos pelo exame laboratorial hemoglobina glicosilada e frutosamina) também melhora com a ingestão de ervilhas. Quando combinada com uma dieta rica em fibras, esses benefícios aumentam. Eles também aumentam quando as ervilhas são consumidas como parte de uma dieta com um índice glicêmico baixo.

A composição de antioxidantes e anti-inflamatórios nas ervilhas provavelmente tem um papel nesses benefícios para o açúcar no sangue. Consumo regular de antioxidantes pode nos ajudar a prevenir estresse crônico, enquanto o consumo regular de anti-inflamatórios dos alimentos pode nos ajudar a prevenir inflamações crônicas.

Inflamação e estresse oxidativo crônicos são fatores de risco para o diabetes tipo 2. Diminuir seus riscos nessas duas áreas é provavelmente um dos mecanismos envolvidos na prevenção de diabetes oferecida pelas ervilhas.

Portanto, além de todos os benefícios para a saúde, percebemos que realmente pensar que comer ervilha engorda é totalmente equivocado, e deve-se adicioná-las à sua dieta se está buscando perder peso.

Vídeo:

Gostou das dicas?

De que forma você costuma consumir a ervilha em suas refeições? Você chegou a acreditar por algum motivo no mito de que a ervilha engorda? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (27 votos, média: 4,19 de 5)
Loading...

6 comentários em “Ervilha Engorda ou Emagrece?”

  1. Prezados!
    Tenho em minha casa vários pés de ervilha torta! UFA! Levei tempo para descobrir o quanto essa planta é especial, acredito que ela possa dar uma resposta para a humanidade em todos os quesitos sociais. Na saúde e meio ambiente etc. Fauna e flora. Considero a ervilha torta capaz de elevar a média de vida do brasileiro em mais de 50 anos! O sujeito comemorar 120 anos numa boa!!! OBS: Hoje temos o hábito de comer arroz e feijão passou da hora de uma porção de ervilha verde no decorrer de 24 horas!1 dia!!! GENINHO. LVR. REBIMBOCA DA PARAFUZETA. OS DOUTORES PENSAM…

  2. A quem criou isso, lembre-se que isso é válido para a ervilha comum pois a ervilha guando tem o dobro de calorias da carne em densidade.E ervilha comum geralmente é 1/3 das no mercado, o resto é guandu.É só olhar a tabela atrás para descobrirem qual é qual.
    Obs:A carne do exemplo é a bovina e a ervilha é guando da comparação.
    E também a ervilha comum não tem tanta proteína(5 gramas a cada 100 g), mas a guandu é a mesma coisa da carne em proteína(22 gramas a cada 100 g).

Deixe um comentário